Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 31, 2019

Exposição de Tarsila do Amaral no Masp bate recorde histórico

Número total de visitantes foi de 402.850. Em pouco mais de três meses, exposição das obras de Tarsila do Amaral bateu um recorde estabelecido por uma mostra de Claude Monet.

Nas últimas semanas, o Museu aumentou o horário de visitação por conta da grande procura do público. (Estadão Conteúdo) A exposição Tarsila Popular, encerrada no domingo (28), bateu um recorde histórico e se tornou a mais visitada na história do Museu de Arte de São Paulo, o Masp. O número total de visitantes foi de 402.850. Em pouco mais de três meses no local (a mostra abriu no dia 5 de abril), a exposição das obras de Tarsila do Amaral bateu um recorde estabelecido por uma mostra de Claude Monet realizada em 1997, que havia atraído cerca de 401 mil pessoas.
A entrada no Masp custa R$ 40, mas é gratuita às terças-feiras. Nas últimas semanas, o museu aumentou o horário de visitação por conta da grande procura do público.
Com curadoria de Adriano Pedrosa e Fernando Oliva, Tarsila Popular apresentou cerca de 120 tr…

Conheça Exu, a cidade natal de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião

Por Antônio Rodrigues, 
Um trio com sanfona, triângulo e zabumba, em um posto de gasolina, nos "recepcionava" tocando "A Morte do Vaqueiro". Assim foi minha chegada a Exu, por volta de 9 horas, no sábado passado (27/8). À medida que surgiam visitantes, de passagem para Serrita, onde acontece a tradicional Missa do Vaqueiro, os pares se formavam nas calçadas e ruas para dançar. Homem com mulher. Mulher com mulher. Homem com homem. LEIA MAIS Luiz Gonzaga: Conheça espaços que preservam a memória do Rei do Baião Essa animação é comum no Município, sobretudo, neste meio de ano e em dezembro, mês de aniversário do filho mais ilustre: Luiz Gonzaga do Nascimento(1912 -1989). Por causa do "Rei do Baião", o forró pode ser visto em cada esquina exuense. A animação na cidade é comum no mês de aniversário de Luiz Gonzaga FOTO: ANTÔNIO RODRIGUES

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…