Postagens

Destaque

Isolados, mas não abandonados!

Imagem
Padre Geovane Saraiva*
Compassivo e manso, Jesus, o Servo de Javé, não esmorece e não desanima, nem se abate, mediante os obstáculos dos adversários do reino. Viver a sua Páscoa é o que Ele nos propõe, em alto e bom tom, mesmo na ansiedade e no medo de aldeia global. Deus quer, na perplexidade, na solidão solidária e na temeridade, por tudo que acontece, que nada seja em vão.
A Semana Santa quer ser o nosso Getsêmani. O Sinédrio de outrora decidiu pela flagelação ou paixão do nosso Mestre e Senhor. Associados ao ministério do gemido e da suprema angústia do homem de Nazaré, na provação, abandono e solidão de uma multidão de irmãos e irmãs, experimentemos sua afável compaixão. Com esta pandemia do coronavírus, que as pessoas tenham os dias da Paixão do Senhor como dias verdadeiramente sagrados, que saibamos considerar o silêncio do isolamento como ocasião de luminosa e esperançosa revelação.

Nesta Sexta-Feira da Paixão (10/4/2020), com toda a Igreja, que a nossa súplica chegue aos céus, …

62º Prêmio Jabuti 2020. Faça sua inscrição!

Imagem
Referência no mundo dos prêmios literários do país, e o de maior destaque na América Latina, o Prêmio Jabuti é um ativo cultural da sociedade brasileira.

Realizado há seis décadas,  ele busca inovar, compreender e estar sintonizado com os leitores, razão de ser de todo o empenho do autor e daqueles que se dedicam a trabalhar pelo livro.

Na 62ª edição, o prêmio procura se tornar mais racional e identificado com os acontecimentos do seu tempo. [Leia+]   Escolha da Categoria O 62º Prêmio Jabuti segue constituído por quatro eixos: Literatura, Ensaios, Livro e Inovação. Cada eixo contempla diferentes áreas do conhecimento separadas por categorias.

Saiba quais são os critérios de avaliação para cada categoria, antes de fazer sua inscrição[Leia+]   Premiação A 62ª edição traz inovações que tornam o Prêmio Jabuti ainda mais atualizado com o interesse do leitor e as tendências do mercado editorial.

No eixo Literatura, há uma nova categoria, Romance de Entretenimento, e a tradicional categoria R…

Como responder a um insulto de forma inteligente, de acordo com os estoicos

Imagem
Sêneca disse que, um dia, enquanto Cato visitava os banheiros públicos, ele foi empurrado e espancado. Quando interromperam a luta, ele se recusou a aceitar um pedido de desculpas do agressor dizendo: “Eu nem lembro de ter sido atingido“. Embora seu comportamento possa parecer estranho para nós, Cato simplesmente decidiu não se apegar ao que aconteceu. Ele não ficou preso em humilhação, frustração ou raiva, mas rapidamente virou a página. Ele escolheu agir em vez de apenas reagir. Ele escolheu recuperar o controle da situação e responder de forma mais madura. Ele escolheu ser fiel aos princípios do estoicismo, que nos ensinam como responder a um insulto de forma inteligente. Insultos desencadeiam uma intensa resposta emocional Todos, em maior ou menor grau, já provaram o gosto amargo dos insultos. Não é agradável. Não há dúvida. Mas responder com raiva, frustração ou mesmo agressividade é tão inútil quanto tomar veneno esperando prejudicar outra pessoa. Quando palavras tolas vibram ao n…

Sobre ser Escritor (Ou Poeta?)

Imagem
Certa vez um alguém me perguntou: “como é ser escritor (...)”. E antes que eu respondesse, acrescentou: “em uma sociedade onde escritores não são valorizados?”. Eu respondi: “Bom, depende do que você chama de valor”. E assim desenrolamos uma conversa. É claro que minha resposta vai ser transcrita nesse pequeno texto. Levo e levei muito tempo para perceber quem sou, o que sinto e o que faço. E também, observando quem as pessoas são, como se sentem e o que fazem. Em tudo há um significado, ainda que subjetivo, e mesmo que elas não estejam conscientes dele. Já vi e ouvi muitas pessoas sorrirem, chorarem, se entristecerem e se alegrarem lendo meus textos, minhas poesias. Já me disseram que encontraram sentido na vida, e forças para agir, dizer que ama, falar que odeia, ser ele mesmo, pedir perdão... São tantas variações. Eu raramente digo que sou poeta, as pessoas é que me chamam assim, e eu respeito a necessidade que elas têm de colocar definições. Minha maior felicidade, e isso é o que tem…

Pergunte pessoalmente

Imagem
Usar os meios digitais para nos comunicarmos tornou-se parte da rotina, uma forma prática de ganhar tempo. Mas para ter respostas afirmativas é melhor recorrer ao velho e bom olho no olho: respondemos melhor a pedidos ao vivo do que por e-mail. Quando precisa de um favor, muita gente acha mais conveniente mandar mensagens para resolver logo a questão. E com uma vantagem: na maioria dos casos, o contato virtual ajuda a evitar o eventual constrangimento de ter que pedir algo pessoalmente. Faz sentido, mas é preciso ter algo em mente: não podemos esperar, nesses casos, os mesmos resultados que obteríamos se a conversa fosse de perto. Duas novas pesquisas mostram que tendemos a acreditar, no entanto, que solicitações feitas por e-mail são tão eficazes quanto uma conversa pessoal. No primeiro estudo, publicado na edição de março do Journal of Experimental Social Psychology, 45 participantes foram informados de que teriam que pedir a dez estranhos, pessoalmente ou por mensagem, quer respon…

Dia do Jornalista: desafios da profissão e luta pela liberdade

Imagem
Jornalistas do Amazonas saem em defesa do registro profissional e discutem a importância do Jornalismo durante a pandemia do Coronavírus (Covid-19)Manaus – No Brasil, o Dia do Jornalista é celebrado nesta terça-feira (7) e foi instituído em 1931, por decisão da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), como uma homenagem ao jornalista Líbero Badaró. No Amazonas, jornalistas falam um pouco mais sobre a data e aproveitam para fazer reflexões sobre o rumo da profissão que, atualmente, além de estar sofrendo ataques de diversos setores da sociedade, ainda precisa lidar com a crise mundial gerada pelo Coronavírus (Covid-19). O vice-presidente Norte da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Wilson Reis, explica o que a data representa para os jornalistas e salienta a importância da história por trás da decisão que consagrou o 7 de abril como o Dia do Jornalista. “É uma data que nos remete a luta pela liberdade de imprensa no Brasil. Surge a partir da morte do jornalista Líbero Badaró, …

"Histórias de passar os dias": série de crônicas narra vivências de quem se reinventa na quarentena

Imagem
Revelar histórias propositivas de crianças, jovens e idosos nestes dias tão diferentes é a essência do projeto "Histórias de passar os dias", lançado, nesta terça-feira (7), pelo Sistema Verdes Mares
O distanciamento social tão necessário neste período obriga muitos a se reinventarem entre as paredes de casa em seus cotidianos. Ter o isolamento como ponto de partida para uma nova rotina e as transformações positivas possíveis são o foco das crônicas de quarentena do projeto "Histórias de passar os dias", que o Sistema Verdes Mares partilha com leitores e ouvintes, a partir desta terça-feira (7), durante três semanas. Escritas pelo repórterMelquíades Júnior, "Histórias de passar os dias" poderão ser acompanhadas na editoria Verso e no site do Diário do Nordeste, nas redes sociais, às terças e às quintas-feiras e nos fins de semana na Rádio Verdes Mares, com narração do repórterDiego Barbosa e convidados. Aos sábados, durante o programa "Conexão Verdin…