Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 26, 2018

Academia de Letras volta a criticar falta de literatura na Educação em MS

A retirada da cadeira de literatura da grade escolar em Mato Grosso do Sul voltou a ser criticada, na Capital, na posse do novo imortal da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras (ASL), Oswaldo Barbosa de Almeida, em solenidade realizada na sede da entidade na noite de sexta-feira (23). O novo imortal da ASL, que passa a ocupar a cadeira de número 3, é natural de Coxim, autor de livros de crônicas e contos, e também colaborador do jornal "Correio do Estado", com artigos de opinião e crônicas ou minicontos totalizando mais de 200 publicações no periódico. Em seus discursos, o presidente da ASL, Henrique de Medeiros, e o secretário-geral, Rubenio Marcelo - que fez o discurso de saudação ao novo acadêmico - fizeram duras críticas à medida. Rubenio declarou que o Ensino Médio "tem a meta de propiciara formação integral do estudante, bem como a educação em direitos humanos como princípio nacional norteador. Para ele, a formação integral necessita de aprendizados integrais e c…

Começa nesta segunda (26) o III Encontro Internacional da Imagem Contemporânea

por Iracema Sales - Repórter O artista Francisco de Almeida, cuja exposição integra a programação do Encontro A imagem pode contribuir tanto para denunciar e conscientizar as pessoas acerca de questões sociais - drama da migração, miséria, desrespeito aos direitos humanos, entre outros - como apenas para espetacularizar a realidade. Exemplo recente foi a foto do garoto sírio, morto no mar Mediterrâneo, estampando primeiras páginas de jornais e sites de vários países do mundo em setembro de 2015, e de repente transformando o menino em símbolo da crise migratória na Europa. O fato mostra a multiplicidade de sentimento que uma fotografia desperta. "A imagem possui papel, simultaneamente, de conscientizar e de causar uma espécie de anestesia", adverte a pesquisadora em cinema contemporâneo Angela Prysthon, professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). > III Encontro Internacional da Imagem Contemporânea: momento para debater Ela considera pertinente a discussão, que …

Obras de arte em vídeo ocupam o Cineteatro São Luiz até 1º de março

Na mostra Olho, uma seleção de 30 filmes explora as possibilidades oferecidas pelo cinema como espaço de recepção para a videoarte A terceira edição da mostra “Olho” traz ao Cineteatro São Luiz de terça (27) até o dia 1º de março, uma seleção de 30 filmes, de forma a apresentar ao público uma mostra internacional que explora as possibilidades oferecidas pelo cinema como espaço de recepção para a videoarte.  O projeto explora o pensamento, a percepção e o conhecimento de forma tentacular através de uma seleção de obras em vídeo brasileiras e internacionais que pertencem aos campos cada vez mais entrelaçados do filme experimental, da vídeo-arte e do cinema expandido. A mostra tem curadoria de Alessandra Bergamaschi (graduada em Comunicação pela Universitá di Bologna, doutoranda em História da Arte pela Puc-Rio) e Vanina Saracino (curadora independente), criadoras, em 2013, de Olho, projeto que pretende tornar-se uma plataforma criativa e crítica para os profissionais que estão refletind…

I Feira da Literatura Cearense acontece em março no CCBNB

Xico Sá é um dos convidados da I Feira da Literatura Cearense no CCBNB Fortaleza recebe mais uma atividade voltada à literatutra entre os dias 8 e 10 de março. Trata-se da I Feira da Literatura Cearense, encontro com autores dos mais diversos gêneros e expressões literárias no Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB). O evento é uma oportunidade para as editoras e autores locais apresentarem seus projetos editoriais, autorais, gêneros e os espaços conquistados nos últimos anos.  “A I Feira da Literatura Cearense vem no momento atual do mercado brasileiro e do Ceará se adaptar a uma nova realidade econômica. São os mesmos produtores Feira do Livro Infantil de Fortaleza, que acontece há sete anos, porém com uma visão e ação destinado a literatura local, até o mercado nacional se refazer economicamente.” explica Almir Mota, o coordenador geral do evento. A participação feminina é destaque na programação com 17 escritoras em lançamentos, bate-papos e oficinas literárias. Na abertura, qui…

Fotografias revelam os bastidores de conflitos que redefiniram o País

JÁDER SANTANA
jader.santana@opovo.com.br
s protestos de 2013 não foram exceção. De acordo com a exposição Conflitos: Fotografia e violência política no Brasil, 1889-1964, o gigante nunca esteve adormecido. Com curadoria de Heloisa Espada, coordenadora de artes visuais do Instituto Moreira Salles, as imagens, pertencentes a 30 coleções de todo o Brasil, deixaram ontem, 25, a sede do IMS no Rio de Janeiro com previsão para chegar a São Paulo no início de maio.
Enquanto isso, as fotografias podem ser vistas no catálogo homônimo co-organizado pela socióloga Angela Alonso. As imagens aparecem situadas cronologicamente em capítulos individuais dedicados aos conflitos, da Revolução Federalista de 1893, nos primeiros anos da República, ao Golpe de Estado de 1964. O Vida&Arte apresenta a seguir alguns desses registros.

Motins pós-suicídio de Vargas (1954)
Foi no dia 24 de agosto de 1954, às 9 horas, que o Repórter Esso noticiou o suicídio de Getúlio Vargas. Com disposição de partir para as …