Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 5, 2017

Já constatado por Da Vinci, cientistas descobrem 'novo' órgão

Leonardo da Vinci estava certo este tempo todo. No início do século 16, o artista, inventor e cientista italiano afirmou que o que ligava o abdômen ao intestino era um órgão, o mesentério. Agora, séculos depois da descoberta do gênio, cientistas comprovaram a teoria e classificaram um "novo" órgão no corpo humano. O mesentério foi considerado um órgão até 1885 quando o médico Sir Frederick Treves mostrou estudos que afirmavam que o tecido era apenas um ligamento do aparelho digestivo, já que ele parecia ser fragmentado. No entanto, a classificação dessa parte do corpo foi mudada mais uma vez neste ano graças às pesquisas conduzidas pelo pesquisador da University Hospital Limerick, na Irlanda, J.Calvin Coffeey. A reclassificação foi publicada por meio de um artigo na renomada revista científica "The Lancet Gastroenterology & Hepatology" por Coffey e por outro pesquisador, Peter O'Leary. Nele, os dois cientistas afirmam que "a descrição anatômica de 100…

Argentina analisa reduzir maioridade penal

O governo argentino analisa reduzir a maioridade penal, atualmente em 16 anos, admitiu nessa quarta-feira o ministro da Justiça e Direitos Humanos, Germán Garavano. "A posição do governo é que há uma faixa de 15 anos que deve ser submetida à lei, mas estamos abertos a construir consensos com a Unicef, com especialistas e com todo o arco político", disse Garavano à Rádio Nacional. O ministro antecipou que durante 2017 o governo fará consultas para apresentar, em 2018, um projeto ao Legislativo, . "Já começamos a trabalhar com a Unicef, especialistas e juízes em uma abordagem do regime penal juvenil", relevou Garavano, estimando que a lei atual, que estabelece a imputabilidade a partir dos 16 anos, "é basicamente paternalista, ditada durante a ditadura (1976-83), e devemos modificá-la". A discussão voltou à tona após o assassinato, na semana passada, de um adolescente de 15 anos baleado no rosto por outro jovem da mesma idade, em Flores, bairro natal do Pa…

Brasília vai devolver 48 obras famosas de artistas ao Rio

Quarenta e oito obras do acervo do Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), que havia décadas ornamentavam os Palácios do Planalto e da Alvorada, em Brasília, estão sendo devolvidas à instituição, com sede no Rio. O primeiro lote, de 20 peças, chegou na quarta-feira (28). As outras 28 estão sendo transferidas nesta semana. O acervo inclui obras famosas de artistas como Cândido Portinari, Djanira da Motta e Silva, Alberto Guignard e Eliseo Visconti, a maioria produzida entre o século 19 e a década de 1920. Quando for encerrada a devolução, não restará mais nenhuma obra do MNBA cedida à Presidência da República.
"As peças haviam sido cedidas pelo museu à Presidência em contratos de comodato, que eram renovados a cada quatro ou cinco anos, continuamente. Mas a maioria estava com a Presidência havia muito tempo - as obras mais antigas foram cedidas em 1956, quando ainda ornamentavam o Palácio do Catete (sede da Presidência quando a capital federal ainda era no Rio), e as mais recentes …

Nasa anuncia duas missões para estudar primórdios do Sistema Solar

A agência espacial americana (Nasa) anunciou, nesta quarta-feira (4), duas missões para asteroides com o objetivo de estudar os primórdios da história do Sistema Solar. As missões foram batizadas de Lucy e Psyche, e a Nasa espera que tenham início em 2021 e 2023, respectivamente. O período que a Nasa quer se aprofundar é uma era de cerca de 10 milhões de anos depois do nascimento do Sol. A missão Lucy, nomeada assim pelo famosa australophitecus encontrada na Etiópia em 1974, envolverá o envio de uma nave espacial robótica para estudar os chamados asteroides "troianos", de Júpiter. "É uma oportunidade única", afirmou Harold Levinson, principal pesquisador da missão Lucy. "Os 'troianos' são remanescentes da matéria principal que formou planetas exteriores e conservam a pista vital para decifrar a história do Sistema Solar. Lucy, como o fóssil humano que tem o mesmo nome, revolucionará o entendimento das nossas origens", acrescentou. Já a missão Psy…

Turismo ajuda à tolerância e empatia pelo próximo

«O turismo tem sido reconhecido cada vez mais como um setor que pode ajudar a construir um mundo melhor» e, por isso, «não foi uma mera coincidência a Assembleia Geral da ONU ter decidido escolher» 2017 para o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, afirmou esta semana o secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Taleb Rifai. 
Segundo o responsável, nos últimos anos, «o turismo transformou-se num dos mais importantes setores sócio-económicos dos tempos atuais» e muitos países perceberam que tem potencialidades para se tornar o pilar do desenvolvimento. Prova disso foi a inclusão do turismo nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, assegurada por 193 nações. 
Para Rifai, «através das viagens, as pessoas passam a ter mais compreensão, tolerância e empatia pelo próximo», pontos essenciais numa era de globalização onde a «aldeia global só pode prosperar através de uma vida harmoniosa». Ou seja, de acordo com o líder da OMT, este ano represent…

Tráfico de órgãos será tema de simpósio internacional no Vaticano

Papa Francisco foi convidado a participar do evento, que reunirá especialistas de mais de 20 países para discutir como combater o tráfico de órgãosRádio Vaticano Tráfico de órgãos e “turismo de transplantes” serão temas de um Simpósio internacional que será realizado no Vaticano nos dias 7 e 8 de janeiro. O encontro, organizado pela Pontifícia Academia das Ciências, reunirá especialistas provenientes de mais de 20 países, para tratar daquela que foi reconhecida também pelo Vaticano como uma emergência em crescimento e para redigir uma Declaração que será divulgada em nível mundial. Funcionários estatais e fiscais, investigadores, juízes e jornalistas estarão entre os presentes no Simpósio, que pretende oferecer novas orientações para combater a abominável prática, generalizada em países pobres ou onde um determinado modelo de globalização provocou grandes fraturas sociais, e frequentemente onde são difundidas também outras formas de exploração como a sexual e o trabalho infantil. Os t…

Ancine renova programas de apoio à presença brasileira em eventos internacionais

Paulo Virgílio A Agência Nacional do Cinema (Ancine)  renovou hoje (4), por meio de portarias publicadas no Diário Oficial da União, seus dois programas de apoio voltados para a divulgação do cinema brasileiro no mercado internacional. As iniciativas, que continuarão em funcionamento em 2017, são  o Programa de Apoio à Participação Brasileira em Festivais, Laboratórios e Workshops Internacionais e o Programa de Apoio à Participação Brasileira em Eventos de Mercado e Rodadas de Negócios Internacionais. O primeiro programa auxilia com serviços e recursos financeiros curtas, médias e longas-metragens nacionais oficialmente selecionados para festivais e projetos brasileiros convidados para laboratórios e workshops. O segundo concede auxílio financeiro a representantes de produtoras independentes brasileiras para viabilizar a presença em eventos de mercado e encontros de negócios. Segundo nota divulgada pela Ancine, as regras de participação nos programas são idênticas às das últimas edições.…