Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 12, 2016

Pastoral do Turismo na Bahia promove ações em igrejas do centro histórico da capital

Imagem
O projeto "Verão com Fé" vai promover apresentações musicais, palestras e celebrações de padroeiros A Pastoral do Turismo de Salvador (BA) lançará, no próximo dia 20, o projeto "Verão com Fé". Durante os meses de janeiro e fevereiro, as igrejas históricas ou de peregrinação do Centro Histórico e da Cidade Baixa da capital baiana vão receber atividades diversas relacionadas ao turismo religioso. Além das grandes festas de padroeiros que acontecem no verão, como Bom Jesus dos Navegantes e Senhor do Bonfim, os turistas terão a oportunidade de participar de palestras sobre os painéis de azulejos da igreja da Ordem 3ª de São Francisco e de tardes de louvor na igreja de Nossa Senhora d'Ajuda. Para o coordenador nacional da Pastur e na arquidiocese de Salvador, padre Manoel Filho, a ideia é oferecer ao turista e ao soteropolitano uma programação diferenciada durante o verão. “É uma forma de mostrar a Igreja viva, acolher bem, oferecer opções e divulgar a dinâmica das …

Vencer o iceberg do egoísmo

Imagem
Padre Geovane Saraiva* Da misteriosa encarnação, compreendida aos olhos da fé, é que vem a inigualável energia para vencer e ultrapassar todas as barreiras que contrariam a vontade de Deus: a energia do amor. Neste tempo que antecede o Natal, estamos todos ansiosos pela chegada do Menino Jesus, tão pequeno na gruta de Belém, e que entrou no mundo como uma criança frágil, vivendo na sociedade de seu tempo, filho de Maria de Nazaré e do humilde carpinteiro José, querendo, evidentemente, desmanchar o iceberg do orgulho e do egoísmo, amparado pelo emblemático manto da ternura, da justiça e da paz. Misteriosamente, sem que as pessoas conseguissem identificar em toda a sua plenitude, Ele carregava consigo uma profunda impressão: a natureza divina – É o Verbo de Deus que se encarnou e veio se estabelecer entre nós[1].
No contexto da obra salvífica e redentora do nosso bom Deus, mistério a dominar e encantar a história da humanidade, somos convidados sempre mais a apreciar: “Ao nome de Jesus to…

Menino de 7 anos lê 88 livros em 2016: 'a gente conhece um novo mundo'

Imagem
G1 Um menino de 7 anos, morador de Palmas, conseguiu ler 88 livros só este ano. Carlos Eduardo, o Cadu, como gosta de ser chamado, lê desde os quatro anos. O amor pelos livros nasceu dentro de casa, já que a mãe Dark Luzia dos Santos também é apaixonada pela leitura. (Veja o vídeo) "A gente pode rir de novas piadas, tem novas aventuras. A gente conhece um novo mundo  na leitura", diz o menino. No decorrer do ano, a mãe anotou todas as obras lidas pelo filho. Ao final, ela se impressionou com a quantidade. Carlos Eduardo leu 88 livros só este ano (Foto: Reprodução/TV Anhanguera) "O objetivo não era contabilizar os livros, não tínhamos esse interesse. A escola cobrava uma ficha literária, que eu fui preenchendo. Quando eu me assustei já tinham seis fichas preenchidas. Eu fui contar aí fui entender que ele tinha lido esse tanto de livro", relatou Dark. De tanto se dedicar, Cadu decidiu que era hora de colocar as próprias ideias no papel. Ele já escreveu quatro livros. …

Museu da Língua Portuguesa deve voltar a receber visitantes no primeiro semestre de 2019

Imagem
O Museu da Língua Portuguesa, atingido por um incêndio há um ano, deve voltar a receber visitantes no primeiro semestre de 2019. O governo do estado de São Paulo anunciou a parceria "Aliança Solidária" nesta segunda-feira (12). O custo total da obra será de R$ 65 milhões. Destes, R$ 34 milhões são investimentos da iniciativa privada. A empresa portuguesa EDP é patrocinadora máster. O Grupo Globo e o Grupo Itaú também participam da Aliança. As obras de restauro das fachadas e esquadrias da Estação da Luz começam ainda neste mês. A implantação da museografia terá início em 2018. As ações emergenciais para preservação do conjunto arquitetônico começaram 48 horas após o incêndio, ocorrido em 21 de dezembro de 2015. Museu da Língua Portuguesa foi atingido por incêndio no dia 21 de dezembro de 2015 (Foto: TV Globo/Reprodução)

Museus proporcionam que novas gerações conheçam tradição indígena

Imagem
O Museu Jenipapo-Kanindé, em Aquiraz, não se limita às quatro paredes da casa. Nesse espaço, há sim importantes registros da memória: fotos de cerimônias, documentos, materiais como panelas de barro, cocares. Mas é fora dali que tem o que povo indígena faz questão de não esquecer. Cinco roteiros levam às lendas, às histórias e aos roteiros da tribo, que habitam o Ceará antes mesmo da chegada dos portugueses. Visitação é ótima pedida para as férias.
Nas últimas sexta-feira e sábado, 12 etnias indígenas se reuniram para trocar experiências de resgate e preservação de memória. O 2º Fórum de Museus Indígenas do Ceará, em Aquiraz, começou com o toré, um ritual indígena de dança em círculo e batida no chão, preservado até hoje pela tribo. Daniel Rudá Jenipapo, liderança jovem do povo, deixa claro que trazer a discussão de preservação de memória para hoje, quando os jovens estão cada dia mais afastados da tradição, é mais que importante, é fundamental.
“A história dos nossos antepassados pa…

Paulinho da Viola: os ritmos de hoje empobrecem o samba

Imagem
A voz suave de Paulinho da Viola tem acompanhado os brasileiros há meio século. É memória viva do samba, que celebra o seu centenário cheio de vitalidade, mas, de acordo com o artista, empobrecido pelos ritmos acelerados da vida e da música de hoje. Aos 74 anos, este compositor e cantor de sorriso perene não tem a reputação internacional de contemporâneos como Caetano Veloso e Gilberto Gil, mas no Brasil é uma instituição, um dos seus sambistas mais queridos e uma referência incontornável quando se fala sobre a música de raízes africanas. Sozinho com o seu violão, Paulinho foi responsável pela abertura dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro com sua delicada interpretação do hino nacional e, com esse mesmo calor e tranquilidade com a qual cantou para milhões, avalia o ritmo mais internacional do Brasil na privacidade de sua casa, em uma entrevista à AFP. "O samba se mantém vivo porque as pessoas não vão deixá-lo morrer", diz em sua sala de estar, de amplas janelas, cercado po…

Machado de Assis vira personagem de romance

Imagem
O livro começa com uma epígrafe de Sartre sobre Flaubert, sobre quem escreveu uma obra-prima, "O Idiota da Família", estudo considerado pelo filósofo um romance sobre o autor de Bouvard e Pécuchet. Sartre defendia que o escritor é sempre um homem com necessidade de certa dose de ficção. Com ele concorda o premiado autor mineiro - agora mais carioca - Silviano Santiago, que lança nesta segunda-feira (12), às 19h, na Livraria da Travessa do Shopping Leblon, Rio, um romance sobre ninguém menos que Machado de Assis, o fundador da Academia Brasileira de Letras. O título? "Machado".
Sartre passou 15 anos pesquisando a vida de Flaubert para descobrir a origem de sua neurose - uma mãe gelada como o Ártico e um pai tirano como Átila, ambos desconfiados de que criavam um filho com retardo mental. Silviano Santiago, que completou 80 anos em setembro, passou a vida toda estudando a obra de Machado de Assis, que, a exemplo de Flaubert, era epilético. Flaubert se dizia histérico…

Mais Visitadas

Papa Francisco sobre os direitos humanos: todos têm o direito de ser felizes

Amigos e familiares relembram Patativa do Assaré em especial na TV Verdes Mares

Ednardo deve ser atração no Réveillon de Fortaleza