Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 8, 2018

Unifor lança hoje livro "No alpendre com Rachel"

A cearense Rachel de Queiroz, que agora ganha mais uma homenagem em ensaio biográfico O encantamento do então menino de 12 anos, ao ler com avidez "O Quinze" - primeiro livro de Rachel de Queiroz (1910- 2003), publicado em 1930, causando admiração no meio literário brasileiro pela escrita concisa e direta saída de mãos femininas - não terminou na última página do romance, que denunciava o sofrimento do sertanejo durante a seca de 1915. > Amizade imortalizada  "Pela primeira vez através de um livro eu me encontrava com o meu povo", lembra José Luís Lira, autor da obra "No alpendre com Rachel - ensaio biográfico sobre Rachel de Queiroz", cujo lançamento da segunda edição acontece nesta quinta (8), às 17h, no auditório da Biblioteca da Universidade de Fortaleza (Unifor). O evento, promovido pela Fundação Edson Queiroz, marca as comemorações dos 45 anos de criação da instituição de ensino e do Dia Internacional da Mulher. Primeira escritora a

I Feira da Literatura Cearense começa hoje no CCBNB

XICO SÁ O escritor cearense é uma das principais atrações da Feira que acontece de hoje a sábado, 10 DANIEL MARENCO/ FOLHAPRESS Com o objetivo de dar uma maior visibilidade às editoras do Nordeste, a Casa da Prosa realiza, desde 2010 e com abrangência nacional, a Feira do Livro Infantil de Fortaleza. “Com essa crise nacional e a dificuldade de editoras - muitas delas têm fechado suas portas nesse momento - resolvemos agora fazer uma feira em nível estadual que pudesse fortalecer esse nosso mercado e continuar, assim, com essa demanda literária no Ceará”, explicou Júlia Barros. Sócia-administrativa da Casa da Prosa (produtora cultural e editora especializada em publicações de literatura infanto-juvenil), Júlia também responde agora pela coordenação executiva da Feira da Literatura Cearense, cuja primeira edição acontece de hoje a sábado, no CCBNB-Fortaleza (Centro), recebendo uma programação de lançamentos de livros, bate-papo e oficinas com a presença de diversos autores. Dent

Primeira viagem de carro da história foi feita por uma mulher

Bertha Benz viajou quase 200 quilômetros em 1888 provando para o marido e para o mundo as possibilidades dos veículos automotores Por Thiago Ventura Pouca gente sabe, mas a primeira viagem num veículo automotor foi feita por uma mulher! A Sra. Bertha Benz, além de financiar as invenções do marido, Carl Benz, era também entusiasta de veículos. Em agosto de 1888, para provar a viabilidade do modelo criado por Carl dois anos antes, ela fez uma viagem de cerca de 100 km entre  Heidelberg e Pforzheim, trajeto entre a casa da família e a casa de seus pais, na Alemanha. Na companhia dos dois filhos, de 13 e 15 anos, sra Benz conduziu o  Benz Patent-Motorwagen Nr. 3, que tinha motor de apenas 0,6 cv. E acha que ela “apenas” dirigiu o carro? A pioneira também atuou como mecânica, resolvendo alguns problemas pelo caminho e fez todo planejamento da viagem, considerando as paradas em ‘boticas’ para comprar benzeno e abastecer o veículo. A primeira dessas farmácias até hoje existe e

MEC publica regras do Fies a partir do primeiro semestre de 2018

A adesão da mantenedora ao Fies e ao FG-Fies terá prazo de validade indeterminado'. Fies é destinado à concessão de financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos (EBC) O Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (8) a Portaria 209/2018, que dispõe sobre as regras e os procedimentos referentes à concessão de empréstimos a estudantes no âmbito do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) a partir do primeiro semestre de 2018. O texto disciplina a Modalidade Fies, que pode ser garantida pelo Fundo Garantidor do Fies (FG-Fies) e atender estudantes com renda bruta familiar per capita de até 3 salários mínimos; e a Modalidade P-Fies, voltada para estudantes com renda bruta familiar per capita de 3 a 5 salários mínimos e é financiada por fundos constitucionais de desenvolvimento e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e não poderá ser garantida pelo FG-Fies. O Fies e o P-Fies são destinados à

As mulheres fazem a diferença na engenharia

Embora a conscientização certamente esteja crescendo, ainda há um longo caminho a percorrer. Engenheiras e futuras engenheiras deixam seus depoimentos no Dia Internacional da Mulher. Por Aline Oliveira, com colaboração das engenheiras e futuras engenheiras: Luiza Lemes, Déborah Matos, Luciana Rios, Patrícia Azevedo, Andressa Gomes, Márcia Magalhães, Danielle Aparecida, Carla Cristina e Luana Naara. “A presença das mulheres na Engenharia Civil ainda é reduzida devido ao preconceito, por se acreditar que a profissão é masculina. Mas eu acredito que se uma mulher quer ir pra obra é porque ela é tão capaz quanto qualquer homem e deve ser valorizada.”  (Luiza Lemes, estudante de Engenharia Civil da EMGE) É justo dizer que os empregos no setor da Construção Civil ainda são vistos por muitos como opções não tradicionais para as mulheres. Segundo dados do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), menos de 30% dos registros nos conselhos regionais são femininos. E, prov

“A Casa da Vida”, uma história real de dedicação e amor

Lançamento em Fortaleza de "A Casa da Vida", de Adriana Kortlandt, que conta a incrível história da pernambucana Glorinha, que abriu as portas da própria casa para receber meninas e meninos abandonados. Dona Glorinha Foto: Reprodução / Internet Na sexta-feira (16/03), a partir das 19h, na Livraria Leitura do Shopping Rio Mar , será lançado  “A Casa da Vida” , terceiro livro de Adriana Kortlandt. A obra conta a incrível e tocante história da nordestina que foi criada em Juazeiro do Norte (CE) , Maria da Glória Nascimento de Lima, a Glorinha, como é conhecida por todos. Segundo a autora, “é sem dúvida uma história de vitória! De uma mulher, nordestina, iletrada e pobre que decide (com o auxílio de várias pessoas) lutar contra o destino que provavelmente teria se não tivesse tomado a decisão de mudar de vida, e diariamente. Ela enfrenta crises, esmorecendo e se levantando, diariamente. Como Glorinha nos conta no livro, a pobreza tem tentáculos inimagináveis e uma influ

Museu da Fotografia Fortaleza recebe mostra “Luz e Sombra”, retrato do continente africano

Foto: Divulgação / Assessoria Sob um olhar excêntrico, o fotógrafo Christian Cravo dá ao continente africano uma nova cara. Seu ensaio Luz e Sombra, desenvolvido ao longo de sete anos, estará disponível para a visitação do público fortalezense a partir do dia 10 de março, no Museu da Fotografia Fortaleza. A exposição é fruto da imersão de Christian Cravo em sete países africanos: Namíbia, Zâmbia, Botsuana, Quênia, Tanzânia, Congo e Uganda. Uma África monumental, plástica e nada clichê é construída a partir de recortes abruptos, que dispõem fragmentos de animais e paisagens, privilegiando a estética à narrativa nos retratos do fotógrafo. Em Luz e Sombra, o fotógrafo foca na construção da própria imagem, através de questões intrínsecas a luz, tempo e espaço. Através do uso exacerbado de cortes, busca com a técnica não documentar o real, mas apenas arrancar dele uma pequena porção por meio de ousados enquadramentos, seccionando paisagens e corpos de animais, e destacando, muit

Papa assinala Dia da Mulher com mensagem de gratidão

«Agradeço a todas as mulheres que, todos os dias, procuram construir uma sociedade mais humana e acolhedora» Cidade do Vaticano, 08 mar 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco assinalou hoje a celebração do Dia Internacional da Mulher com uma mensagem de gratidão, através da sua conta no Twitter. ‏”Agradeço a todas as mulheres que, todos os dias, procuram construir uma sociedade mais humana e acolhedora”, escreveu Francisco, para os seus cerca de 50 milhões de seguidores. O Papa tem recordado em várias ocasiões as mulheres que mais influenciaram o seu caminho de fé, como a sua avó Rosa, repetindo em diversos discursos que “a Igreja é feminina, é mãe”. Esta quarta-feira foi apresentado um livro prefaciado por Francisco, no qual este se mostra preocupado com “a persistência de uma certa mentalidade machista”, mesmo nas “sociedades mais avançadas”. O Papa denuncia a violência contra as mulheres, objeto de “maus-tratos, tráfico e lucro”, bem como a exploração de “certo tipo de p