Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 2, 2020

TRÁFICO DE PESSOAS

​ Embora o tema possa parecer ao leitor como enredo típico de filme ou livro policial, o fato é que o tráfico de pessoas é uma triste realidade a atingir algo em torno 2,4 milhões de vítimas ao redor do mundo.
O dia 30 de julho foi o Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas. ​Informa a ONU (unodc.org) que as pessoas são traficadas para fins de exploração sexual, trabalhos forçados, mendicância forçada, casamento forçado, venda de crianças, crianças para serem soldados e remoção de órgãos. ​Das pessoas traficadas, 49% são mulheres e 23% são garotas. A forma mais comum de tráfico de pessoas é para fins de exploração sexual (59%), em seguida, para fins trabalhos forçados (34%). ​No ano de 2000, o Protocolo de Palermo (ONU) estabeleceu em que consistiria tal crime e estabeleceu as linhas gerais para a sua prevenção, o que fora ratificado por diversos países, inclusive o Brasil, por meio do Decreto no. 5.017 de 12/03/2004. ​Em recente alteração legislativa (lei 13.344/2017), o tráfico de pe…

Vocação a serviço da vida

Padre Geovane Saraiva* Na vastidão do enorme teatro da história e da vida humana, na ampla dinâmica de seu todo, duas dramáticas, inquietantes e abissais forças edificaram duas cidades, a saber, na repetição da pertinente afirmação do doutor da graça, Santo Agostinho: “Dois amores fundaram, pois, duas cidades: o amor próprio, levado ao desprezo a Deus, a terrena; e o amor a Deus, levado pelo despojamento de si próprio, a cidade celestial". Aos olhos da fé, como é imprescindível o sentido da transcendência! Ela agarra-se à compaixão de Deus como irresistível, no seu coração em chamas num olhar elevado, indo às alturas: “Chamaste, clamaste e rompeste minha surdez”.
Neste mês de agosto pensemos, pois, nas vocações, no chamado que Deus constantemente quer fazer a nós, interpelando com insistência, no exemplo do vocacionado do primeiro dia do mês, Santo Afonso Maria de Ligório, uma vocação a serviço da vida e do Reino de Deus; ele com o crucifixo às mãos, sem esquecer o Livro Sagrado …