Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 2, 2016

REFLETINDO SOBRE O EVANGELHO

Pe. Raimundo Neto* João 14, 23-29 SEXTO DOMINGO DA PÁSCOA Neste domingo, o Senhor ressuscitado comunica-nos a promessa do Espírito Santo e nos revela a alegria de sua ressurreição. Recebemos a missão de anunciar a boa notícia da salvação. O evangelho de hoje (Jo 14, 23-29), além de tratar da despedida de Jesus, é repleto de ensinamentos para nós. Jesus começa falando sobre “Guardar a palavra”, no seu discurso de despedida. Guardar a palavra de Jesus é guardar a palavra de Deus. Não se trata de coisa decorada, mas posta em prática na vida. A Bíblia diria; gravada no coração. Diante de sua palavra (e de sua pessoa), há os que se escandalizam. Há os que o admiram. Há os que a rejeitam. Há os que não ligam para ela, nem se ligam a ela. Há os que creem nela e guardam com fidelidade. Para os que a guardam, ela se torna espírito e vida, produz vida eterna, comunhão com Deus. Jesus diz que quem o ama, guarda a sua palavra e Deus mora nele. Ainda no relato desse evangelho, Jesus se despe

PROJETO DOM HELDER, ARTE E MISSÃO: CRIANÇAS DO BAILÉ, NO INÍCIO DO MÊS DE MAIO E DIA DO TRABALHO

Última foto, Pe. Geovane com o casal amigo,  os médicos Fabiane e Adalberto, 1/4/2016. Foto: Fabiane Jerônimo

AÇORES: BISPO DE ANGRA CONVIDOU CRISTÃOS A MANIFESTAR FÉ NA VIDA PÚBLICA

Agência Ecclesia 02 de Maio de 2016, às 12:32   (Lusa) D. João Lavrador presidiu pela primeira vez às festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres Ponta Delgada, Açores, 02 mai 2016 (Ecclesia) - O bispo de Angra presidiu este domingo à Missa solene das Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, que decorreram em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, e pediu que os católicos manifestem a sua fé na vida pública. “Jesus Cristo convida-nos à ousadia de construir uma sociedade e uma cultura que para ser digna do ser humano exige a presença de Deus na vida pública”, disse D. João Lavrador, na homilia da Missa que foi celebrada no Campo de São Francisco. Perante milhares de pessoas reunidas à volta da imagem do Senhor Santo Cristo, o prelado evocou as  “perplexidades” do mundo atual, os “seus erros e desumanidades”. O bispo da diocese açoriana lamentou que o pensamento contemporâneo esteja “manipulado por interesses pessoais ou de grupo”, que produz “graves atropelos à d

FÁTIMA: IMAGEM PEREGRINA NA ÚLTIMA ETAPA DA VISITA ÀS DIOCESES PORTUGUESAS

Agência Ecclesia 02 de Maio de 2016, às 11:01        Foto: Diocese de Leiria-Fátima D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, destaca ocasião propícia para a «revitalização da fé» Leiria, 02 mai 2016 (Ecclesia) – A Diocese de Leiria-Fátima recebe até 13 de maio a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora, na conclusão do périplo que ela tem estado a realizar por todas as regiões do país. Numa nota pastoral dedicada à iniciativa, o bispo de Leiria-Fátima apela ao “empenho de todos” numa ocasião que será de “grande bênção para toda a diocese” mas também um momento propício para a “revitalização da fé”. Sobre a visita que a imagem peregrina de Nossa Senhora tem vindo a realizar a todas as comunidades católicas do país, D. António Marto destaca o modo “apoteótico” como Maria tem sido acolhida “por toda a parte”. O prelado desafia as suas paróquias a mostrarem também “o seu brio” e a receberem Nossa Senhora com a “gratidão” própria de uma região que foi “agraciada co

PORTUGAL: FESTA DO SENHOR SANTO CRISTO LEVA MILHARES ÀS RUAS DE PONTA DELGADA

  domtotal.com Ponta Delgada, Açores, 02 mai (sirnoticias@hotmail.com) – A Diocese de Angra, nas Ilhas dos Açores, está vivendo uma das principais festas religiosas do arquipélago com as celebrações do Senhor Santo Cristo, que incluiu neste domingo uma Missa e procissão pelas ruas de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel. A celebração eucarística no Campo de São Francisco foi presidida por D. João Lavrador, bispo de Angra, que este sábado convidou todos os que participam nas festividades a refletir sobre “a vitória de Jesus sobre o pecado, o sofrimento e sobre a morte, pela Sua Ressurreição”. Diante da imagem, já no coro alto, depois da procissão da mudança, D. João Lavrador, que preside pela primeira vez a estas festas, destacou a centralidade de Cristo ressuscitado lembrando que Jesus Cristo não é um “princípio abstrato”, mas uma pessoa. “Convido a contemplarmos o rosto de Jesus de Nazaré e a partir da sua imagem deixarmo-nos conduzir até ao Sseu mistério. Ele, verdadei