Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 11, 2022

O suicídio do Pe. Geraldo Oliveira

Pe. Geovane Saraiva* Eu, Pe. Geovane Saraiva, quando estudante de Teologia, há quase 40 anos, já naquele tempo, num esforço de organização do lado financeiro, passei a “pagar” o INSS; foram 35 anos, mês a mês, ininterruptos. Lembrei-me de que, quando padre recém-ordenado, eu estava na Cúria, quando esta tinha suas funções no subsolo da Catedral Metropolitana de Fortaleza, para pagar o INSS no banco, e lá se encontrava o Pe. Jessé Sousa Oliveira, de saudosa memória, que, percebendo o meu compromisso de pagamento, disse para deixar com ele. Obrigado, Pe. Jessé! Há pouco mais de três anos, portanto, venho recebendo a justa aposentadoria, a qual considero razoável, em torno de 4 salários. Colegas ou pessoas podem fazer “pequenos” comentários, até com ironia: “Ele vive bem!”. A vida continua, os problemas de saúde vão crescentemente surgindo, sem esquecer os demais obstáculos e embaraços inerentes à existência. Guardemos o pensamento de Dom Helder: “Quando os problemas parecem ser absurdos,