Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 29, 2018

Sobre a manifestação dos caminhoneiros

Angélica Sampaio*

Tenho visto, nesses últimos dias, muitos discursos por aqui sobre a manifestação dos caminhoneiros: alguns contra, outros a favor. Mas, o que mais chama a atenção nisso tudo, não é o objetivo do protesto, mas a “guerra” vernacular pra dizer de modo direto ou indireto, por meio de postagens, a intenção de apenas ofender, mostrar quem tem razão, passar nas “fuças” do outro que ele está errado porque a opinião dele é mais importante. Enfim... não vou me alongar nisso!  Nosso país está passando por um péssimo momento histórico e estamos vivenciando tudo com temor. Mas é isso, grandes transformações não ocorrem por meio de passe de mágica... Sendo assim, ninguém está isento de expor seu ponto de vista, mas, é preciso, antes de tudo, respeitar o outro, mesmo que ele não pense igual a você ou igual a mim. Inclusive, se você não concorda com o que estou dizendo, não tem problema, é apenas mais uma opinião. Enquanto pensarmos assim, que o problema é oriundo apenas de quem voto…

A Rússia na Literatura: 12 livros para conhecer a herança cultural russa

Com a Copa do Mundo na Rússia se aproximando, nada mais justo do que lançar um olhar sobre a produção de uma das mais vigorosas culturas artísticas do planeta. A equipe do Segundo Caderno selecionou um conjunto de 12 livros e 10 filmes para conhecer (ou revisitar) a rica herança cultural russa.  No campo da literatura, a Rússia foi o berço de alguns dos principais escritores do estilo realista, com seu olhar amplo e totalizante que pretendia abarcar não apenas um grande panorama ficcional, mas dizer algo sobre a Rússia enquanto sociedade.
A grande literatura russa do século 19 não se furtava a um debate que era o da própria sociedade russa: a arte europeia, transplantada para o território, tinha mesmo algo que o povo russo podia reconhecer como próprio ou era apenas a imposição de uma cultura estrangeira (muito influenciada pelas visões francesas e germânicas) que havia sobrepujado a cultura eslava original? O debate opôs gênios do calibre de Ivan Turguêniev (1818 – 1883), para quem …

Os novos leitores

Leandro Karnal, O Estado de S. Paulo Sem ter plena consciência disso, ao ler este texto, você está fazendo parte de uma transformação radical. O surgimento de símbolos que registram ideias foi uma revolução. Poder ler, caro leitor e querida leitora, é habilidade com mais de cinco milênios de histórias.  Houve cinco berços de escrita no nosso planeta: Egito, Sul da Mesopotâmia, Mesoamérica, China e vale do Rio Indo. Há um debate sobre o uso andino dos quipos (sistema de nós em cordões) como escrita tridimensional. Decifrar uma escrita traz um universo de descobertas para a compreensão do passado. Escrita e Estado estão associados e a função de escriba é, praticamente, uma função oficial. Os governantes e seus aliados burocráticos controlam impostos, leis, quantidades de estoques, contratos e textos religiosos. O mais frequente registro escrito, por exemplo em Ur (Suméria) ou em Palenque (Iucatã), trata de listas de reis e dos seus feitos. A escrita possibilitou o controle sobre as popu…

Paralisação dos caminhoneiros é tema de debate na Uece nesta terça

O Observatório das Nacionalidades realiza nesta terça-feira (29/05), a partir das 16h, o debate “O Movimento dos Caminhoneiros e a Situação Política Brasileira”. O evento ocorre no auditório do Mestrado Acadêmico em História (Mahis) da Universidade Estadual do Ceará (Uece). 
A greve entra no nono dia, gerando impacto em diferentes setores, como combustíveis, transporte, abastecimento, saúde, entre outros. A situação levou a um agravamento da crise política do País, levando o Governo a ceder em pontos como redução do preço do diesel e isenção de impostos os combustíveis e mudanças na periodicidade do cálculo da tarifa.
Mais informações no fôlder do evento.  Fonte: UECE

Jorge Vercillo faz show em Fortaleza no Dia dos Namorados

O cantor e compositor carioca Jorge Vercillo fará show em Fortaleza no próximo dia 12 de junho, data em que se comemora o Dia dos Namorados. Ele se apresenta na Biruta, com ingressos de R$ 40 a R$ 250. “Preparamos algo diferente de tudo o que já apresentamos ao público antes. A música exerce uma magia muito especial em nossas vidas e desejo que todos desfrutem dessa experiência com a gente”, diz Vercillo, que traz a turnê A Experiência 2018. No repertório, sucessos como “Ela Une Todas as Coisas”, “Final Feliz” e “Monalisa”. Canções mais recentes como “Talismã sem Par” e “Pode Ser”, do álbum “Vida é Arte”, também entra. Vercillo apresentará ainda as inéditas “Minhas Escolhas”, composta com o gaúcho Antônio Villeroy, e “Samba Oração”, homenagem a Jorge Mautner. Para A Experiência 2018, o cantor divide o palco com músicos André Neiva (contrabaixos e vocal), que também assina a direção musical do show; Misael da Hora (teclados e vocal); Claudio Infante (bateria) e Bernardo Bosisio (violã…