Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 25, 2018

Apanhadão: Academia Sueca confirma vazamento dos vencedores do Nobel de Literatura

E mais: Livros de Albert Camus serão reeditados pela Record, bibliófilo lança livro sobre a história das capas dos livros e Haroldo Costa prepara biografia de Ivone Lara Neste final de semana, o Estadão noticiou que livros menos conhecidos de Albert Camus serão reeditados pela Record. Dentre as obras encontram-se romances, contos e ensaios do filósofo franco-argelino. O jornal também trouxe uma entrevista com Cristovão Tezza, na qual o autor fala sobre seu novo romance, A tirania do amor (Todavia). No livro, o escritor usa personagem economista para explorar questões relacionados ao amor e ao dinheiro. O Globo deu destaque para a notícia do vazamento dos vencedores do Prêmio Nobel de Literatura. O caso foi confirmado pela Academia Sueca, responsável pelo galardão. As suspeitas sobre o vazamento começaram durante a investigação do escândalo sexual contra o fotógrafo Jean-Claude Arnault. O Globo também falou sobre o novo livro do bibliófilo Ubiratan MachadoA capa do livro (Ateliê Edi…

Feira de troca de livros é destaque na Semana Senac de Literatura em Botucuatu (SP)

Por G1 Bauru e Marília Feira de troca de livros estará presente em todas as unidades até sábado na Semana Senac de Literatura (Foto: TV TEM/Reprodução
A 3ª edição da Semana Senac de Literatura, aberta nesta segunda-feira (23), Dia Mundial do Livro, promove até o próximo sábado (28) uma série de atividades gratuitas em toda a rede da entidade no estado. Na região, o evento contará com mostra de filmes inspirados em livros, na unidade de Botucuatu (SP), enquanto na de Bauru o destaque fica para a apresentação de flash mob de zumbi. No Centro-Oeste Paulista, o evento também acontece nas unidades de Jaú e Marília. Feira de troca de livros é destaque na Semana Senac de Literatura Outro destaque do evento, presente nas 60 unidades do Senac no estado, será a tradicional Feira de Troca de Livros, que ocorrerá todos os dias até sexta-feira (27), das 9h às 21horas, e no sábado (28), das 9h às 13h. Para participar, basta o visitante levar um livro de literatura nacional, estrangeira ou quadrinhos…

Quem foram as pessoas homenageadas com bustos em praças de Fortaleza

Fortaleza mantém viva parte de sua história “invisível”. Já reparou nos bustos e estátuas de personalidades que estão, por exemplo, pelas praças da cidade? Ali, foram homenageadas figuras importantes na história da cidade. São momentos do passado contados em meio a rotina da capital. O busto do heróico João Nogueira Jucá está na Praça da Lagoinha, no Centro. O jovem estudante entrou para a história pelo ato de bravura ao ajudar os pacientes e funcionários da Casa de Saúde Dr. César Cals, de um incêndio que ocorreu no dia 4 de agosto de 1959. O professor de História, Marcelo Holanda, conta que um cilindro explodiu e causou a tragédia. O estudante, que passava no local no momento, se voluntariou para ajudar a equipe do Corpo de Bombeiros, que buscava salvar o maior número de pessoas. “Ele toma a iniciativa de ajudar e acaba sendo vítima do incêndio. Por várias vezes ele ia e voltava na tentativa de resgatar pessoas. É um ato dos mais heroicos e tristes da história da nossa cidade”, dis…

Autores dedicados ao afrofuturismo ganham destaque no País

por Maurício Meireles - Folhapress Wakanda, o país mítico de onde vem o Pantera Negra, projeta uma realidade imaginária: uma África nunca tocada pela escravidão e jamais colonizada. Nessa projeção, Wakanda é um cenário futurista, com carros que voam e um trem supersônico - mas que se disfarça dos olhos das potências ocidentais como um país subdesenvolvido. Essa África imaginada no filme, maior bilheteria do ano até aqui, já arrecadou mais de US$ 1 bilhão (R$ 3,3 bilhões) em cinemas de todo o mundo. "Pantera Negra" é parte de um ramo da narrativa fantástica que existe há bastante tempo, mas que ganhou fôlego no mercado de livros no último ano - e recebe um empurrão extra com o filme. O fenômeno cresce em duas frentes que correm paralelas. Uma é a ficção científica que mistura tecnologia e ancestralidade - estética batizada, já nos anos 1990, de afrofuturismo, também adotada em outras artes. Outra é a fantasia clássica, à moda de "O Senhor dos Anéis", mas que, em vez …

Pedra rejeitada

Padre Geovane Saraiva* A imagem do Bom Pastor ou pedra angular, por analogia, é Jesus Cristo, compreendido aos olhos da fé, sem esquecer os olhos da razão, pedra que os pedreiros rejeitaram, que por inúmeras vezes o Livro Sagrado não deixa dúvida. Como é maravilhoso pensar na Igreja, tendo Cristo como o Bom Pastor, como pedra angular! E seus seguidores são como pedras vivas, formando o edifício espiritual, assegurando sua plenitude na filiação divina, tornando-se imagem e semelhança de Deus: “Quando Jesus se manifestar seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é” (1Jo, 3, 2). Encantemo-nos com Jesus, o Filho de Deus, seguros de não termos outra saída, a não ser a referida pedra, rejeitada, que paradoxalmente sustenta a nossa caminhada, mantendo-nos de pé, sobretudo quando surgem fortes abalos e tempestades. O bem comum requer um coração grande, um carinho especial para com os rejeitados e empobrecidos, mas num convívio de confiança e de relação íntima e estreita com o …

Projeto Os Cearenses estreia nova temporada com foco na música local

Estreia hoje uma nova edição de Os Cearenses, projeto audiovisual da TV O POVO e da Fundação Demócrito Rocha. O tema da temporada é “Canto de um povo”, cuja proposta é levar para a tela composições de artistas da música cearense das décadas de 1970 e 1980. O protagonismo é dado às canções de nomes como Fagner, Belchior, Ednardo e Fausto Nilo, entre outros. A temporada, dividida em três episódios, começa hoje e segue amanhã e sexta, sempre às 19 horas, no canal 48 da TV aberta. “Os arranjos originais que escolhemos são imortais e, por isso, pensamos em convidar as pessoas que estão hoje fazendo a história do cenário da música para propor releituras”, explica Ronaldo Pessoa, diretor e produtor musical do projeto, detalhando ser o objetivo mostrar a atualidade dessas obras. Nesse contexto, o projeto agregou alguns destaques da cena autoral da atualidade para jogar luz em músicas que há décadas estão presentes no nosso imaginário popular. “Escolhemos o repertório com muita dificuldade, p…