Pular para o conteúdo principal

Quem foram as pessoas homenageadas com bustos em praças de Fortaleza

Fortaleza mantém viva parte de sua história “invisível”. Já reparou nos bustos e estátuas de personalidades que estão, por exemplo, pelas praças da cidade? Ali, foram homenageadas figuras importantes na história da cidade. São momentos do passado contados em meio a rotina da capital.
O busto do heróico João Nogueira Jucá está na Praça da Lagoinha, no Centro. O jovem estudante entrou para a história pelo ato de bravura ao ajudar os pacientes e funcionários da Casa de Saúde Dr. César Cals, de um incêndio que ocorreu no dia 4 de agosto de 1959.
O professor de História, Marcelo Holanda, conta que um cilindro explodiu e causou a tragédia. O estudante, que passava no local no momento, se voluntariou para ajudar a equipe do Corpo de Bombeiros, que buscava salvar o maior número de pessoas.
“Ele toma a iniciativa de ajudar e acaba sendo vítima do incêndio. Por várias vezes ele ia e voltava na tentativa de resgatar pessoas. É um ato dos mais heroicos e tristes da história da nossa cidade”, disse o professor.
O estudante ficou internado por sete dias, mas não resistiu aos fortes ferimentos. O ato de solidariedade ao próximo é lembrado todos os anos, quando uma missa é realizada na praça em que seu busto está erguido.
Na Praça Brandeira, outro nome importante: Luís Alves de Lima e Silva ou Duque de Caxias, também foi eternizado na cidade. Ele foi o Patrono do Exército Brasileiro na guerra do Paraguai.
“Ele é um dos heróis do Brasil. Foi o primeiro líder das tropas brasileiras na Guerra do Paraguai. O busto foi inaugurado em 25 de agosto de 1947, na Praça da Brandeira”, revelou o historiador.
Em outro local bastante conhecido, a famosa Praça dos Leões, também no Centro, o busto mais antigo da cidade: o do General Tibúrcio, também considerado um herói da Guerra do Paraguai.
“Na verdade, ela chama Praça General Tibúrcio. Ele é de 1888. Ele é cearense da cidade de Viçosa. Os restos mortais estavam no cemitério São João Batista e desde 1952 foram levados para a praça, que leva seu nome, a famosa praça dos Leões”, contou.
Patativa do Assaré, Rachel de Queiroz, Dragão do Mar e tantas outras personalidades que marcaram a cidade. Todos esses nomes também têm bustos que retratam um pouquinho da história da Fortaleza de 292 anos.
Tribuna do Ceará

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/