Postagens

Mostrando postagens de Abril 8, 2016

Por quê?

Imagem
Gonzaga Mota*
Imaginemos um texto consubstanciando pensamentos diversos que, sem dúvida, poderão nos levar a uma reflexão profunda sobre o comportamento humano. Talvez seja um poema, sem métrica e sem rima, formado por 8 dísticos (estrofes com dois versos), ou mesmo uma reunião de frases mostrando os paradoxos da vida. Na verdade, hodiernamente, poucos estão a pensar, sendo difícil a solidariedade, a generosidade e o bom entendimento. Eis o texto: 1. É mais triste uma velha senhora milionária morando sozinha no Leblon; do que uma viúva, sem nenhum recurso, abandonada com os filhos no Sertão. 2- Dá mais pena um empresário corrupto na cadeia; que um mendigo morando embaixo do viaduto. 3- A dor é maior ao retirar uma verruga de uma pessoa rica; que amputar, a frio, a perna de uma criança indígena. 4. Constrange mais uma autoridade ser barrada num restaurante por falta de mesa; do que uma família de retirantes não ter comida. 5- Revolta mais a lancha para lazer enguiçar no mar de Búzios; …

USEMOS BEM NOSSA LÍNGUA UM... POUCO DE CONCORDÂNCIA NOMINAL

Imagem
José Olímpio de Sousa Araújo*

Gostaria de lhe chamar a atenção para o emprego das palavras ALERTA, AGRADECIDO, ANEXO, GRATO, INCLUSO, MENOS, OBRIGADO, QUITE e ainda do elemento PSEUDO. 
Vamos dividi-las em dois blocos. O primeiro (agradecido, anexo, grato, incluso e quite) – todas estas palavras dever ser empregadas no mesmo gênero e no mesmo número dos nomes a que se referem. Exemplos: A NOTA FISCAL segue ANEXA. / OS RECIBOS estão ANEXOS. / OBRIGADO, disse O ALUNO. / AGRADECIDA, senhor diretor, falou A PROFESSORA. Do mesmo modo: A conta já trouxe INCLUSAS as despesas do serviço (e não ‘incluso’). Estamos QUIUTES (e não ‘quite’).
Já ALERTA, MENOS, PSEUDO (segundo bloco) são sempre invariáveis.
Assim, diga: A candidata parecia MENOS nervosa (e não menas nervosa.)
Os policiais ficaram ALERTA (e não no plural: alertas.)
Eram PSEUDOMÉDICAS (e nunca pseudas médicas).
Pois é!  Então estamos QUITES em relação a este assunto... Mas fiquemos ALERTA quanto ao bom USO da língua de Moreira Campos…

Papa pede Igreja mais acolhedora e aberta

Imagem
domtotal.com Francisco citou o pastor e ativista Martin Luther King, o escritor Jorge Luis Borges e até o filme cult dinamarquês "A Festa de Babette" para defender uma Igreja mais misericordiosa e amorosa.

"Ninguém pode ser condenado para sempre, porque esta não é a lógica do Evangelho" Por Philip Pullella Cidade do Vaticano - O papa Francisco pediu nesta sexta-feira uma Igreja menos rígida e mais compassiva com os católicos "imperfeitos", como aqueles que se divorciam e voltam a se casar, dizendo que "ninguém pode ser condenado para sempre". Francisco disse que os homossexuais devem ser respeitados, mas reafirmou enfaticamente a posição da igreja de que "não existe absolutamente nenhum fundamento" para igualar uniões entre gays a casamentos heterossexuais. Em um documento de 260 páginas chamado "Amoris Laetitia" (A Alegria do Amor), um dos pronunciamentos mais ansiosamente aguardados de seu pontificado, Francisco citou o pastor…

O Mistério Pascal

Imagem
|
domtotal.com

O Mistério Pascal Se por caminhos humanos há limitações para o tema, o mesmo não acontece pela fé. Quais as razões de Jesus para aceitar ser torturado, pregado e ser morto numa cruz? Quais as razões de Jesus para aceitar ser torturado, pregado e ser morto numa cruz? Por Dom Rodolfo Luis Weber* As celebrações da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo constituem um mistério. É mistério porque ultrapassa a capacidade humana de compreender, de explicar e de fundamentar em argumentos racionais os fatos celebrados. Como explicar que Cristo, mestre e senhor, lave os pés dos discípulos? Quais as razões de Jesus para aceitar ser torturado, pregado e ser morto numa cruz? Como explicar, com argumentos humanos, a ressurreição? É o mistério pascal. Se por caminhos humanos há limitações para tratar do tema, o mesmo não acontece quando é colocado numa perspectiva de fé. A racionalidade humana consegue esclarecer e responder a muitas perguntas, mas não consegue responder a todas el…

FHC, SEU FILHO E OS NEGÓCIOS EM FAMÍLIA

Imagem
Sócio de uma offshore no Panamá e ligado a suspeitos de corrupção, Paulo Henrique Cardoso prosperou à sombra do pai por Lúcio de Castro — publicado 05/04/2016 06h22 iMarcos Alves/Ag. O Globo

O VALOR DA ASSEMBLEIA DOS BISPOS NA IGREJA

Imagem
domtotal.com

As assembleias realizadas na antiguidade possibilitaram a unidade dos fiéis. Diante dos desafios dados nas comunidades, as assembleias realizavam encaminhamentos.
Por Dom Vital Corbellini*
Introdução
Muitas reuniões de bispos se realizaram na Igreja antiga procurando sempre debater questões da região, da vida em geral do povo de Deus e fazer encaminhamentos, dar soluções para as problemáticas surgidas. Como bispos, estamos no momento atual em Asembleia geral da CNBB vivendo a graça de Deus, pela comunhão eclesial e pela fraternidade. Essa acontece uma vez ao ano reunindo bispos das diversas partes da Igreja no Brasil, juntamente com assessores, assessoras, leigos e leigas, povo de Deus. São dias maravilhosos de conhecimento, de cordialidade entre os sucessores dos apóstolos, em unidade também com o Papa, de vida no Espírito Santo e com o Pastor dos Pastores, Jesus Cristo. Analisemos um pouco essa prática na Igreja antiga.
1. O valor da unidade da Igreja com a unidade dos …

Mais Visitadas

Reitoria da UECE apoia manifestações em defesa da educação brasileira e das universidades públicas

Morre atriz Doris Day, a namoradinha da América

Maureen Bisilliat se reencontra com o seu sertão e o de Euclides da Cunha na Flip

Paraty e Ilha Grande vão se tornar patrimônio da humanidade

Biblioteca Itinerante visita escolas e CMEIs com “Literatura e Cinema”