Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 17, 2016

Fiesp reabre exposição cultural

Por G1 São Paulo 17/12/2016 06h00    Atualizado há 4 horas Peritos avaliam estragos no prédio da Fiesp após manifestação na Av. Paulista A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) reabre neste sábado a exposição Tesouros Paulistas quatro dias depois do ataque à entrada do prédio durante uma manifestação na terça-feira (13). A galeria de arte do Sesi, que abriga a exposição, ficou fechada a pedido da Curadoria do Acervo do Governo do Estado de São Paulo. Em imagens divulgadas para a imprensa, a Fiesp mostrou que o ataque deixou câmeras de segurança quebradas, vidros estilhaçados e totens usados no saguão aberto do prédio, junto à bilheteria, destruídos. A mostra gratuita, que fica em cartaz até 28 de fevereiro, das 10h às 20h, reúne uma seleção inédita de mais de 300 peças vindas dos Palácios dos Bandeirantes (São Paulo) e Boa Vista (Campos do Jordão), que vão desde o período colonial, até o Modernismo. Dentre os des

Bailarino de Mogi vence preconceito da família e se forma no Bolshoi

Maiara Barbosa Do G1 Mogi das Cruzes e Suzano Gabriel começou a estudar ballet aos 8 e, aos 18, se formou no Bolshoi (Foto: Gabriel Lopes/Arquivo Pessoal) A família de Gabriel Lopes, de 18 anos, de Mogi das Cruzes, considerou que o ballet era "fogo de palha", quando ele ainda era uma criança. Hoje, a visão de todos é outra. O rapaz se formou na Escola Bolshoi, em Joinville (SC) nesta semana e diz que a dança é “uma paixão de outra vidas”. Apesar do preconceito do pai e da família, com tradição militar, no início da carreira. A unidade de Santa Catarina é a única do Bolshoi fora da Rússia. A escola é considerada a melhor do mundo. A história de Gabriel começou quando ele ainda tinha apenas 8 anos. O enredo do filme Billy Elliot se repetiu na vida real com Gabriel: apesar da paixão, o garoto do filme também teve problemas com a família, que era contra suas aulas de ballet. saiba mais Teatro Bolshoi no Brasil completa 16 anos em Joinville, SC Em 15 anos, B

Amigas continuam ação de Natal após morte de criadora do projeto

Caio Gomes Silveira Do G1 Itapetininga e Região Amigas Kátia, Valéria, Sandra, Maria Inês, Renata e Andreia (Foto: Arquivo pessoal/ Sandra Rodrigues) Com a morte da farmacêutica Cirley de Oliveira, em 2011, as crianças da zona rural de  São Miguel Arcanjo  (SP) quase ficaram sem a ação solidária de Natal que a moradora realizava desde 2006. Porém, as cinco amigas de infância da farmacêutica decidiram se unir e continuar com o projeto. Para elas, a ação foi um legado que Cirley deixou para o grupo. “Somos irmãs. Não poderíamos deixar que esse ato solidário, que era tão importante para ela, acabar”, conta a cartorária Sandra Rodrigues, de 45 anos. Cirley posa com filha de Sandra; ela morreu aos 40 anos (Foto: Arquivo Pessoal/ Sandra Rodrigues) Além de Sandra, o grupo é formado pela funcionária pública Kátia Raskevicius, as dentistas Renata Souza e Andreia Galvão e a contadora Maria Inês Nunes. Todas têm 45 anos e estudaram juntas em São

Papa Francisco festeja aniversário de 80 anos com grupo de sem-teto no Vaticano

Antes de celebrar a missa com cardeais no Vaticano, neste sábado (17), dia de seu aniversário de 80 anos, o papa Francisco tomou café da manhã com sem-teto. Segundo o Vaticano, o papa conversou com cada um dos convidados sem-teto, sendo quatro italianos, dois romenos, um moldavo e um peruano. Papa conversou com cada um dos convidados sem-teto, sendo quatro italianos, dois romenos, um moldavo, dois romenos e um peruano (Foto: L'Osservatore Romano/AP) Em seguida, durante a missa celebrada na companhia dos cardeais residentes em Roma, o papa Francisco afirmou que deseja uma velhice "tranquila e religiosa, fecunda e também feliz". "A velhice é uma palavra que parece ruim, que dá medo. Mas a velhice tem sede de sabedoria", disse o papa ao final da missa diante de dezenas de prelados em uma capela dos palácios pontificais. "A velhice é tranquila e religiosa, mas também fecunda. Rezem para que a minha seja assim, tranquila e religiosa,