Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 6, 2017

Submissão

Grecianny Carvalho Cordeiro*
Submissão é o título do livro do escritor francês Michel Houellebecq.
Imaginar a França no ano de 2022. Imaginar que as eleições presidenciais serão disputadas entre a Frente Nacional, tendo por candidata Marine Le Pen, e a Fraternidade Muçulmana, liderada por Mohammed ben Abbes, o qual sairá vencedor. Imaginar a França muçulmana, onde o ensino será islâmico, os professores serão muçulmanos – muitos dos quais se convertem -, as mulheres poderão ter acesso somente a determinadas carreiras, usarão véus e apenas calças compridas, o estabelecimento da poligamia... Tudo isso faz parte do enredo desse interessante e fascinante livro. E não interessa aqui como a crítica tenha rotulado o autor ou o livro, como islamofóbico, sarcástico ou seja lá o que for, devido ao momento pelo qual passa a França e outros países europeus em relação aos refugiados ou ao grande número de muçulmanos que ali vivem.

Dom Helder nasceu há 108 anos

Padre Geovane Saraiva* O Cristo crucificado e ressuscitado, fundamento sólido da nossa fé e razão da nossa esperança, leva-nos a pedir licença para recordar o cidadão planetário, Dom Helder Câmara, que, se vivo fosse, estaria completando 108 anos (data de seu nascimento: 07/02/1909). Ele, que teve o mundo diante dos seus olhos como campo de ação evangelizadora, colocou, com muita disposição interior, os pés na estrada da vida, em três etapas: na sua terra natal, o Ceará, até aos 27 anos de idade; dos 27 aos 55 anos, na Cidade Maravilhosa-RJ (1936-1964); e de 1964 até sua morte (27/08/1999), na Arquidiocese de Olinda e Recife.

Um diálogo com seu pai, aos oito anos, ouvindo-o, atentamente: – Filho, você está crescendo e continua a dizer que quer ser padre, mas você sabe de verdade o que significa ser padre? Você sabia que para uma pessoa ser padre ela não pode ser egoísta, não pode pensar só em si mesma? Ser padre e ser egoísta é impossível, eu sei; são duas coisas que não combinam. Os pa…

Empresa de lacres de segurança emprega detentas gestantes na RMBH

O Centro Referência à Gestante Privada de Liberdade (CRGPL), em Vespasiano, conta com mais uma parceria de trabalho. No total, quatro empresas atuam na unidade. A fabricante lacres de segurança Lacrefix é a mais recente. Começou as atividades por lá no dia 5 de janeiro, conta com os serviços de três detentas e já tem a intenção de dobrar a produção. Há 20 anos no mercado, a Lacrefix é responsável pela criação e venda de lacres de segurança de vários segmentos do mercado nacional. No Centro Referência, os lacres produzidos são de metal, destinados à proteção de cargas de caminhão, contêiner e transporte. As presas trabalham 8h por dia, com a meta diária de quatro mil lacres, recebendo três quartos do salário mínimo e remição de pena - redução de um dia a cada três trabalhados. Para saber se estão aptas ao trabalho, todas elas passam pela Comissão Técnica de Classificação. Para a diretora-geral, Eliane Aguilar, o trabalho para as mães privadas de liberdade é importante para a dignidade…

Rainha da Inglaterra completa 65 anos no trono

A rainha Elizabeth II completa nesta segunda-feira 65 anos no trono, a primeira monarca inglesa a alcançar o Jubileu de Safira. Elizabeth II não comemorará o acontecimento, propiciado pela morte prematura de seu pai, George VI, em 1952, que a levou ao trono com 25 anos. Passará o dia em sua residência de Sandringham, no condado de Norfolk (leste da Inglaterra), o local onde seu pai morreu. No domingo foi à missa e recebeu sorridente flores do público que se aproximou para saudá-la. O país, no entanto, celebrará o aniversário, com salvas de canhão na Torre de Londres e em vários outros pontos, assim como selos e moedas comemorativas. A Safira é a gema que simboliza o 65º aniversário e a Casa Real voltou a publicar uma foto de 2014 da monarca com um vestido adornado com várias destas pedras preciosas, assim como um colar e brincos. O colar foi um presente de casamento de seu pai, data de 1850 e é feito com 16 safiras adornadas por diamantes.
AFP

Jovens celebram 50 anos de caminho para a paz

O «Movimento Encontros de Jovens Shalom», cujos membros procuram conhecer «um Cristo que vive nos dias de hoje, nas zonas urbanas, redes sociais e novas tecnologias», festeja o seu 50.º aniversário no próximo dia 12 de fevereiro, com uma Eucaristia que será presidida por Jorge Ortiga, arcebispo primaz de Braga, a partir das 11h30, na paróquia de São Lázaro.

«É tempo de fazermos festa, darmos graças por estes 50 anos, por todo o caminho que o movimento fez, pelos jovens que evangelizou, pelas realidades por onde passou e que transformou. Louvarmos estes 50 anos e todos os que ainda virão», informam os membros da equipa coordenadora diocesana, em comunicado, convidando «toda a diocese» para a celebração.

O «Movimento Encontros de Jovens Shalom» foi criado em Angola, a 12 de fevereiro de 1967, no decorrer de um período de guerra em que «os jovens sonhavam com tempos de paz». Mais tarde, o movimento estendeu-se a Portugal e ao Brasil.
Fátima Missionária

Escolas já podem se inscrever na olimpíada de astronomia deste ano

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil Estão abertas as inscrições para escolas que desejem participar da 20ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). As inscrições se estenderão até 19 de março. Na avaliação do coordenador nacional da OBA, o físico João Batista Garcia Canalle, 2017 é um ano especial. “Não é todo dia que uma olimpíada científica faz 20 anos de existência no Brasil, sem interrupções”. Canalle admitiu, porém, que, com a situação de dificuldades econômicas por que passa o país, com redução de verbas destinadas a instituições científicas, as perspectivas não são muito animadoras no objetivo de ultrapassar 1 milhão de alunos inscritos este ano, pela falta de recursos para divulgação. “Por outro lado, a gente está mantendo a animação, fazendo divulgação pela mídia, para tentar envolver mais escolas e manter, pelo menos, 800 mil alunos por ano, que é a nossa média há quase dez anos”, disse. O coordenador sublinhou a importância da astronomia e astronáutica pa…

Tribunal vai decidir de forma definitiva se barra imigrantes e refugiados

José Romildo - Correspondente da Agência Brasil Imigrantes chegam aos Estados Unidos - Divulgação Agência LusaAstrid Riecken - Agência Lusa



















Atendendo a solicitação do 9º Tribunal de Apelações, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (EUA) encaminhou, na madrugada desta segunda-feira (6), documento detalhando os motivos que levaram o presidente Donald Trump a baixar uma ordem executiva em dia 27 de janeiro. A ordem vetava a entrada, por 90 dias, de cidadãos de sete países de maioria muçulmana - Iraque, Síria, Irã, Líbia, Somália, Sudão e Iêmen - nos Estados Unidos, de refugiados de qualquer origem  por 120 dias e refugiados da Síria por tempo indeterminado. Com base nesse documento e com informações a serem encaminhadas pelo juiz James Robart, que suspendeu a medida de Trump, o 9º Tribunal de Apelações vai se pronunciar de forma definitiva sobre a legalidade da ordem executiva. As autoridades do governo norte-americano esperam que o tribunal revogue a decisão de Robart. Com isso, o D…

Sai resultado da primeira chamada do ProUni

Paula Laboissière* - Repórter da Agência Brasil O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) já está disponível para consulta. Os estudantes podem acessar a página do programa na internet ou entrar em contato com a Central de Atendimento por meio do telefone 0800-616161. Os candidatos pré-selecionados têm até o próximo dia 13 para apresentar à instituição de ensino documentos que comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato. De acordo com o Ministério da Educação, o resultado da segunda chamada do programa será divulgado no próximo dia 20. Os alunos que não forem selecionados nessa etapa ainda terão a chance de participar da lista de espera, que deve ser divulgada nos dias 7 e 8 de março. O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação em instituições privadas de educação superior de todo o país. A seleção do…

Jangada Literária e a busca da leitura como direito humano

Cinco organizações não-governamentais se uniram e desenvolveram o Projeto Jangada Literária, com o objetivo de garantir o direito à leitura de crianças e adolescentes em FortalezaFoto: Blog Jangada Literária Já dizia o escritor Monteiro Lobato: “Quem mal lê, mal ouve, mal fala, mal vê”. A leitura é condição primordial para o ser humano desenvolver diversas habilidades. É o poder de descobrir algo novo a toda hora, ausência de solidão e riqueza de sabedoria.
Foi com a certeza da necessidade da leitura para engrandecer e garantir a formação de crianças e adolescentes no Ceará que cinco organizações não-governamentais se uniram e desenvolveram o Projeto Jangada Literária. Com o apoio do Instituto C&A de Desenvolvimento Social, através do Programa Prazer em Ler, que em 2013, surgiu oficialmente o Polo Jangada Literária. Polo Jangada Literária O Polo tem como objetivo a democratização e o acesso à leitura.Fez-se da união de cinco bibliotecas, hoje são sete, tendo como missão levar o pr…

Documentário alerta para falta de consciência sobre drama da mutilação genital feminina

Inês Leitão alerta para «prática terrível» que marca vida de milhões de mulheres


Lisboa, 06 fev 2017 (Ecclesia) - As irmãs Inês e Daniela Leitão, respetivamente argumentista e realizadora, produziram o documentário ‘Este é o meu corpo’, sobre o fenómeno da mutilação genital feminina, alertando para uma realidade que ainda existe em Portugal. “A mutilação genital é uma realidade que vive connosco, ao nosso lado, e não estamos conscientes disso”, alerta Inês Leitão, em entrevista à Agência ECCLESIA. Hoje assinala-se o Dia Internacional contra a Mutilação Genital Feminina e a RTP África transmite o documentário ‘Este é o meu corpo’, às 22h45. Inês Leitão diz que estas mulheres guardam um “segredo profundo” e que o trabalho quis “dar a conhecer” esta realidade, em Portugal, com testemunhos das vítimas, de líderes religiosos e técnicos, abordando as sequelas “físicas e psicológicas, muito severas” desta prática. Para a argumentista, há um “caminho feito” na mudança de mentalidades, para err…