Postagens

Mostrando postagens de Junho 24, 2016

ESTUPRO

Imagem
Grecianny Carvalho Cordeiro*


O que nos torna diferentes dos animais irracionais? O que nos faz humanos?
Um animal irracional não pensa. Um animal irracional não cria, não idealiza, não sonha. Um animal irracional age basicamente por instinto de sobrevivência, imprescindível para manter-se vivo, para perpetuar sua espécie. Um animal irracional mantém relações sexuais com outros animais irracionais para atender ao seu instinto de macho. É mais ou menos assim que a coisa funciona no reino animal.
Um ser humano pensa, sonha, chora, sofre, sorri, ama, desama, se apaixona, canta, dança e faz inúmeras outras coisas capazes de maravilhar ou apavorar o seu semelhante. Um ser humano não age basicamente por instinto – às vezes -, mas com a razão e a emoção, onde o equilíbrio se constitui no maior desafio. Um ser humano mantem relações sexuais... bem, aí tudo fica complicado. Há casos – e muitos sabem disso – que um ser humano mantem relações sexuais com animais irracionais, vaca, égua, jumenta, …

Acadêmico e poeta Carlos Nejar lança o poema épico “A vida de um rio morto”, no dia 30 de junho, quinta-feira, na Travessa do Leblon

Imagem
O Acadêmico e poeta Carlos Nejar, ocupante da Cadeira nº 4 da Academia Brasileira de Letras, lança pela Ibis Libris Editora o livro (um poema épico) A vida de um rio morto: Um monumento ao Rio Doce. A noite de autógrafos será no dia 30 de junho, quinta-feira, a partir das 19 horas, na Livraria da Travessa do Shopping Leblon. Às 21 horas, no mesmo dia e local, será exibido o documentário “Carlos Nejar: Dom Quixote dos Pampas”, de Wander Lourenço, que conta a trajetória do autor.
De acordo com os editores, Carlos Nejar destaca, ao longo de seu poema épico, as sequelas deixadas pelo desastre ambiental que causou a morte do Rio Doce. “O livro apresenta ilustrações de Pablo Picasso e o clamor por justiça. A Barragem do Fundão, no distrito de Bento Rodrigues, levou ferro, manganês e alumínio ao Rio Doce, atingindo vidas, cidades, como Mariana, casas e vegetação”. “A obra é o retrato do país com a metáfora do barro ou a corrupção que rói as instituições, com dísticos (estrofes de dois versos…

Acadêmico Marco Lucchesi lança as traduções revistas e ampliadas do livro “A flauta e a lua” (Poemas de Rûmî)

Imagem
O Acadêmico, ensaísta, professor e tradutor Marco Lucchesi vai lançar, pela Editora Bazar do Tempo, as traduções revistas e ampliadas do livro A flauta e a lua (Poemas de Rûmî). A obra será distribuída às livrarias na semana que vem e, de acordo com ele, o autor é um dos maiores poetas da história, cada vez mais lido no mundo de hoje: “Poesia de diálogo contra a intolerância”.
Outro livro de Lucchesi (organizado por ele), que também sairá da editora semana que vem, é A longa noite Síria(Uma voz no deserto), com tradução de Karini Simoni. “São cartas dirigidas a mim pelo meu amigo Paolo Dall’Oglio, jesuíta de origem romana que desapareceu na Síria, em 2013, sequestrado pelo Isis. Paolo fundou no deserto, no meio da tragédia síria, com mais de 300 mil mortos, um centro para o diálogo e a paz”, afirmou. Saiba mais: Sétimo ocupante da cadeira nº 15 da ABL – cujo fundador foi Olavo Bilac, que escolheu como patrono Gonçalves Dias –, eleito em 3 de março de 2011, na sucessão do padre Fernand…

Acadêmico e jornalista Cicero Sandroni, Ana Arruda Callado e Nilo Dante debatem na ABL o tema “Jornalismo hoje: carreira e mercado”, no seminário “Brasil, brasis” de junho

Imagem
A Academia Brasileira de Letras dará continuidade aos Seminários “Brasil, brasis” de 2016 com o tema Jornalismo Hoje: carreira e mercado. A coordenação é do Acadêmico Domício Proença Filho, Presidente da ABL. Os palestrantes serão o Acadêmico e jornalista Cicero Sandroni e os jornalistas Ana Arruda Callado e Nilo Dante. O seminário, com entrada franca, está programado para o dia 30 de junho, quinta-feira, às 17h30min, no Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro. Sexto ocupante da Cadeira nº 6, eleito em 25 de setembro de 2003, na sucessão de Raimundo Faoro,Cicero Sandroni foi Presidente da ABL nos anos de 2008 e 2009. Cursou a faculdade de jornalismo da Pontifícia Universidade Católica e a Escola Brasileira de Administração Pública, da Fundação Getúlio Vargas. Em 1954, fez os primeiros estágios em redações de jornais, inicialmente na Tribuna da Imprensa e, em seguida, noCorreio da Manhã. Em julho de 1958, já no Globo, foi destacado para a cobert…

Escritor Alberto Mussa encerra o ciclo “África: olhares ficcionais da ABL”, com a palestra “O africano Antônio Olinto”

Imagem
http://www.academia.org.br/noticias/escritor-alberto-mussa-encerra-o-ciclo-africa-olhares-ficcionais-da-abl-com-palestra-o Acadêmica e escritora Ana Maria Machado, coordenadora-geral dos Ciclo de Conferências da ABL de 2016.O africano Antônio Olinto será o tema da quarta e última conferência do ciclo “África: olhares ficcionais da ABL”, sob coordenação-geral da Acadêmica e escritora Ana Maria Machado e sob coordenação do Acadêmico e romancista Antônio Torres. O palestrante será o escritorAlberto Mussa e o evento está programado para terça-feira, dia 28 de junho, às 17h30min, no Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro. Entrada franca. Serão fornecidos certificados de frequência. Alberto Mussa disse que sua palestra abordará o tema afro-brasileiro, com destaque para a obra do Acadêmico Antônio Olinto (1919/2009). “A África e os africanos no romance brasileiro objetiva explicar a trilogia africana de Olinto: sua importância e originalidade. Os grande…

AUSTRÁLIA COMPRA GADO PARA PROTEGER CORAIS

Imagem
domtotal.com Resíduos agrícolas da criação de Springvale, são em parte responsáveis por debilitar recife. Segundo ministro do Meio Ambiente, estado comprou a criação por 7 mi de dólares australianos.
O estado australiano de Queensland comprou, na quarta-feira, uma imensa criação de gado cujos sedimentos ameaçam a Grande Barreira de Coral, para contribuir com a proteção deste lugar emblemático, declarado Patrimônio Mundial.
O maior ecossistema de recifes de coral do mundo sofreu um branqueamento sem precedentes nos últimos meses, devido principalmente ao aumento da temperatura do mar, que causou a perda do colorido de grande parte do recife e a morte de um quarto dos seus corais.
Os resíduos agrícolas procedentes da criação de gado de Springvale, situada no sul de Queensland, também foram em parte responsáveis por debilitar o recife de corais australiano.
O ministro do Meio Ambiente de Queensland, Steven Miles, informou que o estado comprou a criação de gado por sete milhões de dólare…

LUTA CONTRA MUDANÇA CLIMÁTICA VENCE PRÊMIO

Imagem
domtotal.com
Premiação é em reconhecimento ao trabalho para limitar o aquecimento global.
Prêmio destaca "importância do Acordo firmado em Paris no contexto da cooperação internacional".
A Convenção das Nações Unidas sobre a Mudança Climática (UNFCCC) e o Acordo de Paris, alcançado na COP-21, foram anunciados nesta quarta-feira (22) como os vencedores do prêmio Princesa das Astúrias de Cooperação Internacional 2016, concedido na Espanha, em reconhecimento a mais de duas décadas de trabalho para limitar o aquecimento global.
"O júri reconheceu como um fato histórico o Acordo, alcançado em dezembro de 2015, em Paris, no qual 195 países se comprometeram finalmente a alcançar um modelo de desenvolvimento universal que reduza gradualmente as emissões de gases de efeito estufa", afirmou o júri.
O prêmio destaca "a importância do Acordo no contexto da cooperação internacional, como projeto de futuro para ajudar todos os países a avançarem juntos para um modelo mais …

HOLANDÊS DE 21 ANOS CRIA PROJETO INOVADOR

Imagem
domtotal.com Com a iniciativa "The Ocean Cleanup", Boyan Slat quer lutar contra a "sopa plástica". O protótipo tem 100 metros de comprimento e custou 1,5 milhão de euros.
Um inventor holandês de 21 anos revelou, nesta quarta-feira, o protótipo de um dispositivo de filtração para remover milhões de toneladas de resíduos plásticos dos oceanos, um projeto inédito que será testado no mar do Norte.
Com a iniciativa "The Ocean Cleanup" (a limpeza do oceano), Boyan Slat quer lutar contra a "sopa plástica", uma mistura de garrafas, bolsas, chinelos e outros detritos plásticos que flutuam no oceano.
A maioria dos resíduos plásticos nos oceanos está acumulada em cinco blocos de lixo gigantes - o maior deles no Pacífico, entre a Califórnia e o Havaí.
A sopa de plástico é criada quando o lixo fica preso em cinco grandes "giros", ou correntes oceânicas rotativas. Esses detritos vão juntando enormes blocos de resíduos, que se convertem quase em &quo…

HOJE A IGREJA CELEBRA A NATIVIDADE DE SÃO JOÃO BATISTA, O “PROFETA DO ALTÍSSIMO”

Imagem
Por Abel Camasca
REDAÇÃO CENTRAL, 24 Jun. 16 / 05:00 am (ACI).- “A Igreja celebra o nascimento de João como um acontecimento sagrado. Dentre os nossos antepassados, não há nenhum cujo nascimento seja celebrado solenemente”, explicou o Bispo Santo Agostinho (354-430) em seus sermões nos primeiros séculos do cristianismo, sobre a natividade de São João Batista, que é celebrada neste 24 de junho.
“João apareceu, pois, como ponto de encontro entre os dois Testamentos, o antigo e o novo. O próprio Senhor o chama de limite quando diz: A lei e os profetas até João Batista”, acrescentou o Santo Doutor da Igreja.
São João Batista nasceu seis meses antes de Jesus Cristo. No primeiro capítulo de Lucas narra-se que Zacarias era um sacerdote judeu casado com Santa Isabel e não tinha filhos, porque ela era estéril. Estando já com a idade muito avançada, o anjo Gabriel apareceu a ele e comunicou que sua esposa teria um filho que seria o precursor do Messias, a quem daria o nome João. Zacarias duvido…

FESTAS JUNINAS: MAIS QUE FOLCLORE, EXPRESSÃO DA RELIGIOSIDADE POPULAR BRASILEIRA

Imagem
Por Natalia Zimbrão Foto: Domínio Público
REDAÇÃO CENTRAL, 23 Jun. 16 / 06:00 pm (ACI).- Nesta sexta-feira, 24, celebra-se a Natividade de São João Batista, um dos santos mais lembrados durante as tradicionais festas juninas. Além dele, os festejos fazem memória a Santo Antônio (comemorado em 13 de junho) e São Pedro (29 de junho). Atualmente, as comemorações se apresentam enraizadas na cultura e no folclore popular. Entretanto, mais que folclore, as festas juninas são parte da religiosidade popular brasileira, e estes são alguns aspectos destas celebrações dos quais pouco se fala.
Origem
Apesar de ter se tornado característica do Nordeste brasileiro, as festas juninas tiveram origem na Europa. Na Antiguidade, celebrava-se nesta época do ano deuses pagãos que seriam responsáveis pelo clima – já que neste período ocorre o solstício de verão no hemisfério norte – e pelas boas colheitas. Com o passar dos anos, quando o catolicismo foi se tornando religião predominante na região, foram i…

RÉPLICA DA CAPELA SISTINA NO MÉXICO RECEBE MAIS VISITAS QUE A ORIGINAL

Imagem
Criação de Adão / Wikipédia (Domínio Público)
Cidade do México, 24 Jun. 16 / 08:00 am (ACI).- A réplica da Capela Sistina na Cidade do México, inaugurada no dia 7 de junho, teve um grande número de visitantes durante os fins de semana que superam as 20 mil visitas diárias recebidas pela Capela original no Vaticano.
Embora a assistência média de segunda-feira à sexta-feira seja de 20 mil pessoas, entre sábado, 11, e domingo, 12 de junho, a exibição recebeu mais de 50 mil visitas. Do mesmo modo, durante o primeiro sábado da mostra, chegaram a receber mais de 128 mil visitantes.
A réplica, que custou cerca de 2 milhões e 400 mil dólares, poderá ser apreciada na capital do país até o mês de outubro, sendo que originalmente estava previsto que estivesse aberta até o dia 25 de julho.
A réplica será levada a cada estado mexicano durante 3 anos e poderá ser vista por aproximadamente 52 milhões de pessoas.
A réplica da Capela Sistina está localizada há alguns metros do Monumento da Revolução,…

Mais Visitadas

Espírito Santo: Dom Pascal

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

Escritora portuguesa constrói alegoria sobre passado e presente do Brasil

PRESIDENTE DE PORTUGAL FELICITA CHICO BUARQUE POR PRÊMIO CAMÕES DE LITERATURA