Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 2, 2021

Apanágio dos amigos de Jesus

Pe. Geovane Saraiva* A missão salvífica de Jesus, na sua intimidade e comunhão com o Pai, tão evidente na sua oração sacerdotal, revela seu verdadeiro rosto ou identidade. Jesus contava com uma única alegria e satisfação: fazer a vontade do Pai e levar a bom termo a sua obra. É este seu alimento e júbilo, não necessitando de mais nada (cf. Jo 4, 34). Só em Jesus é possível perceber o fundamento da oração dos seguidores de Jesus de Nazaré, apoiados e enraizados na sua relação com o absoluto. Esse fundamento compreende sua paixão pelo Pai, como nas palavras do apóstolo Paulo: “Quer comais, quer bebais, quer façais qualquer outra coisa, fazei tudo em nome de Jesus, para a glória de Deus Pai” (cf. 1 Cor 10, 31; Cl 3, 17). Pensemos, pois, num Deus que ama em profundidade o mundo, e nele a criatura humana. A oração dos cristãos, sendo o apanágio progressivo da verdade na caridade, rumo à eternidade [1] , deve iluminar a criatura humana, no sentido de que se faça a vontade do Pai, aqui na t