Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 19, 2019

Projeto Paulo Freire a Bombordo celebra o legado do patrono da educação brasileira no Porto Iracema

O filósofo e pedagogo é um dos mais citados e homenageados pensadores brasileiros no mundo. Com o objetivo de celebrar a obra do filósofo, pedagogo e patrono da educação brasileira, o Porto Iracema das Artes lança o Projeto Paulo Freire a Bombordo com atividades até setembro, mês de aniversário do educador, quando o país todo se engajará na “Marcha amorosa”, evento que reverenciará o legado de Freire. A programação iniciará com duas aulas abertas das educadoras Gleyce Kelly Heitor e Ruth Cavalcante nos dias 24 de junho e 6 de julho, respectivamente. Ambas atividades são gratuitas. O projeto Paulo Freire a Bombordo tem como objetivo “reafirmar a importância da obra do educador, num momento em que o pensamento crítico virou alvo preferencial dos grupos de direita no país” – observa a Diretora de Formação do Instituto Dragão do Mar, Elisabete Jaguaribe. “A ideia é estabelecermos uma esfera permanente de debate em torno da obra de Paulo Freire, refletindo nossas práticas de formação, num…

Clássicos da literatura de cordel ganham releituras em exposição

Bora valorizar a cultura nacional? Com curadoria de Antonio Farinaci e Maria Fernanda Monteiro de Barros, 20 clássicos da literatura de cordel ganham releitura de grandes artistas na exposição “Arraial da Cidade Cordel 2×10”. Crédito: reproduçãoLiteratura de Cordel ganha releituras de 10 artistas consagrados na mostra Arraial da Cidade Cordel 2x10 Ao todo, são 10 artistas consagrados reinterpretando imagens dos clássicos de cordel. Entre os convidados para expor suas obras, estão Claudio Tózzi, Flora Rebollo, Camile Sproesser, Gokula Stoffel, Rodrigo Bueno, Eveline Sin, Carla Caffé, Bruno Dunley, Antonio Sobral e Pedro Caetano. ENTRA QUE LÁ VEM HISTÓRIA: EXPOSIÇÃO REVIVE 50 ANOS DA TV CULTURA Crédito: reproduçãoObra "A chegada de Lampião no Inferno", de Pedro Caetano Crédito: reproduçãoObra "Bataclan moderno", de Eveline Sin

Dia do Cinema Brasileiro: Em meio a um cenário que indica incertezas no setor, potência artística dos realizadores nacionais é apontada como motivo de celebração da data

Era 1898. Um ítalo-brasileiro chamado Afonso Segreto fez algumas imagens da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. Considerado o primeiro cinegrafista e diretor brasileiro, ele estava a bordo do navio francês Brésil. Não há muita exatidão sobre o assunto, mas, para boa parte dos amantes de cinema nacional, o ato de Afonso naquele 19 de junho marca a primeira filmagem em território nacional e delimita o Dia do Cinema Brasileiro. De lá para cá, entretanto, muito mudou a forma como o audiovisual é feito por aqui. E, hoje, o Vida&Arte discute: há realmente motivos para comemorar a data em 2019? A professora de cinema Bete Jaguaribe explica que, levando em consideração "a potência artística da produção contemporânea no Brasil", realmente há um ambiente de muito festejo e celebração. Produções nacionais estão arrebatando prêmios e menções honrosas, sendo exibidas em festivais internacionais, conquistando espaços antes não imaginados por nossos cineastas. "Mas o cinema não…

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019 anuncia indicados

Vencedores serão escolhidos por membros da Academia a partir desta sexta-feira. Chacrinha: O Velho Guerreiro é o campeão de indicações, concorrendo em 12 categorias. (Divulgação)
A Academia Brasileira de Cinema anunciou a lista de filmes indicados ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro em 2019, que terá homenagem a Zezé Motta. O evento, que será realizado no dia 14 de agosto, inclui 33 categorias, sendo quatro delas inéditas. Séries e animações também concorrem ao Troféu Otelo.

Dirigido por Andrucha Waddington, o longa-metragem Chacrinha: O Velho Guerreiroé o campeão de indicações, concorrendo em 12 categorias. É seguido pelos filmes O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues (10 indicações) e Benzinho, de Gustavo Pizzi (9).

Neste ano, o prêmio recebeu inscrições de 1986 profissionais. Deles, 200 foram selecionados para a disputa, que inclui 74 longas de ficção, 67 longas documentários, dois longas infantis, 55 curtas nacionais, além de 43 longas estrangeiros e 11 longas ibero-americanos.

Os…

Estudantes surpreendem professora com câncer

Uma professora explica como a relação com um grupo de adolescentes a levou a lutar contra a dor e a doença “Desde pequena sonhava ser professora de língua castelhana”. Irene (nome fictício) é professora – dessas de quem nenhum aluno se esquece, mesmo que passem muitos anos.Ela fez faculdade e começou a trabalhar em escolas. Paralelamente, casou-se e teve uma filha. “O trabalho atual é em um instituto, com adolescentes. É emocionante, atraente, intenso e gratificante”, diz ela. E onde os outros veem uma problema ou uma dificuldade, ela enxerga pessoas para amar e educar, a fim de que elas tenham o melhor futuro possível. Irene ama seus alunos e isso faz com que ela, além de transmitir conhecimentos, tente fazê-los atingir o crescimento intelectual e espiritual. Um câncer sem cura Irene foi diagnosticada com um tumor metástico em 2009. Ela tinha 33 anos e sua filha, 3. A operação e o tratamento deixaram o câncer “adormecido”. Mas em 2016, o tumor reapareceu – desta vez com metástases em…