Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 25, 2017

11ª edição Norte e Nordeste do festival Passo de Arte chega a Fortaleza nesta quinta (25), no Theatro Via Sul

Dançar, muitas vezes, significa levar o próprio corpo ao limite para alcançar a precisão e a sincronia dos movimentos. Falhar, mas levantar mesmo com os joelhos roxos, calçar as sapatilhas com os pés envoltos em esparadrapo e tentar mais uma vez. Repetir incansavelmente a contagem "cinco, seis, sete e oito" e, finalmente, flutuar, girar, assumir controle; tornar-se a própria arte. Apesar de soar um processo doloroso, a dança encanta e apaixona diversas pessoas, de todas as idades, que dedicam seus dias à prática. Com o intuito de reunir os amantes dessa linguagem artística para uma grande celebração, surgiu o festival "Passo de Arte", que oferece prêmios aos bailarinos de destaque - em dinheiro ou até mesmo na forma de uma indicação para o Youth America Grand Prix Brasil, concurso que escolhe candidatos para representar o Brasil em Nova York (EUA). A mostra chega a Fortaleza mais uma vez para a sua 11ª edição regional - Norte e Nordeste -, a partir desta quinta-fe…

Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) passa por mudanças

Em 2017, a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) não vai ter a tradicional Tenda dos Autores, espaço que desde 2004 recebe a programação principal do evento. Os debates - que este ano vão reunir Marlon James, Diamela Eltit, Scholastique Mukasonga, Lázaro Ramos, Luaty Beirão, Conceição Evaristo, entre outros - vão acontecer na Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios, no coração do Centro histórico da cidade. Diretor-geral da Associação Casa Azul, organizadora da Flip, Mauro Munhoz reconhece que a crise econômica brasileira influenciou na decisão. Munhoz afirma que as ações de permanência desenvolvidas na região já estão prejudicadas pela falta de verbas. "A Flip sempre reflete as circunstâncias do Brasil", diz o diretor-geral da Casa Azul. "A situação do País, econômica e em todos os sentidos, teve uma forte influência nessa decisão. É preciso pensar na distribuição dos recursos que a Flip gera, entre as ações do evento e as ações de permanência. É quase ob…

Unifor disponibiliza a coleção bibliográfica Rachel de Queiroz para consulta pública

A Universidade de Fortaleza (Unifor) abre nesta sexta (26), às 10h30, o acervo bibliográfico da escritora cearense Rachel de Queiroz (1910-2003), para consulta pública. O Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro (IMS-RJ) doou os itens à Fundação Edson Queiroz e o material ficará disponível em uma área especial do piso superior da Biblioteca Central da Unifor. O acervo reúne 3.063 itens, divididos entre 2.800 livros e 263 periódicos. O material fazia parte das aquisições do IMS-RJ, com sede na Gávea, bairro da zona sul do Rio de Janeiro (RJ), desde 2006. A ideia de transferir os itens para a Unifor partiu da cearense Elvia Bezerra, coordenadora de Literatura do Instituto. A doação foi formalizada, motivada também pela ligação de Elvia com suas raízes: ela achou justo que a coleção sobre Rachel de Queiroz fosse abrigada no Ceará. E recebeu, para isso, o aval do Conselho de Acervos do Instituto Moreira Salles. Para Leonilha Lessa, gerente da Biblioteca Central da Unifor, é uma alegria …

Uruguai: o charme do nosso vizinho

Uruguai é um lugar de pessoas hospitaleiras, de uma carne saborosa, de paisagens marcantes e de um rio que mais parece o mar. A capital Montevidéu é banhada pelo Rio da Prata, que produz até ondas e imita uma praia. No final da tarde, muita gente passeia pelo calçadão à beira do rio, pratica esporte na areia ou simplesmente aprecia o movimento do tempo que não parece passar na cidade. Montevidéu não tem os ares cosmopolitas dos vizinhos Buenos Aires ou Santiago, mas tem um charme discreto. Há muito o que fazer na cidade. Os apressados têm a opção dos ônibus de turismo para um passeio "fast food", mas precisam conseguir tempo para ir ao Mercado del Puerto a fim de conhecer um legítimo churrasco uruguaio. A carne macia, os cortes especiais, as parillas... Tudo preparado às vistas dos clientes que podem começar a comer pelos olhos! Nas ruas, renda-se aos chivitos, um desbunde de sanduíche, tipicamente uruguaio, rico em ingredientes que vão do cogumelo à carne. Para quem gosta …

Estudantes visitam Museu da Fotografia

Retratos emoldurados do Museu da Fotografia Fortaleza (MFF) resgataram lembranças e despertaram a imaginação e o senso crítico dos 15 alunos da Universidade Sem Fronteiras (UNIVSF), durante visita guiada na tarde de ontem. Fixados na parede ou expostos ao chão, os registros fotográficos levaram os visitantes a uma verdadeira viagem no tempo. De 1862 a 2013, do Rio de Janeiro a Paris. Fragmentos do passado, e destinos turísticos importantes preencheram a sala "Um imaginário de Cidades", a primeira por eles apreciada. A artesã e aluna do curso de dança, Zelda Araújo, 58, revela que, mesmo sem ter viajado a São Paulo, a fotografia foi capaz de envolvê-la. "Não tive a oportunidade de ir até lá ainda, mas ao ver a foto de pertinho, é como se eu estivesse no local". Bem humorada, Dona Terezinha Freire, 88, disse que a sequência de fotos aumentou sua vontade de retornar aos lugares por onde já viajou. "Na minha juventude, eu já fui a muitos desses locais que estão a…

Dragão Fashion levanta bandeira do feminismo

O primeiro dia do Dragão Fashion Brasil (DFB) 2017 atraiu um grande público e renomes da moda local e nacional, em sua 18º edição, realizada no Terminal Marítimo de Fortaleza. Além da moda, a cultura e a gastronomia também tiveram destaque no evento, que se tornou referência como uma das mais importantes semanas de moda autoral do País. O público chegou cedo para garantir seu lugar no start do DFB e continuou até o fim para não perder nenhum momento dos desfiles, que segue até sábado. Os looks do Babado Coletivo foram um dos primeiros a entrar nas passarelas do DFB. O coletivo cearense, formado por empreendedores, produtores e designers, chamou atenção por levantar a bandeira do feminismo. "Escolhemos essa temática por acreditar que poderíamos demonstrar em nosso desfile, que a moda também dialoga com as causas sociais. Isso se dará desde a escolha da cartela de cores até as modelagens. O desfile levou assinatura do BabadoColab, coletivo de marcas do Babado Coletivo, e que já re…

Estrutura esportiva em escolas é deficitária, mostra pesquisa do IBGE

Em apenas 27% das cidades brasileiras, colégios municipais têm campo de futebol, ginásio, piscina ou pista de atletismo. A prática esportiva é considerada fundamental por especialistas para o desenvolvimento integral dos estudantes. (Agência Brasil)
As escolas públicas municipais do País não têm estrutura adequada para a prática de esportes, aponta o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em apenas 27% das cidades brasileiras as escolas têm campo de futebol, ginásio, piscina ou pista de atletismo. No ano em que o Brasil sediou o mais importante evento esportivo mundial, a Olimpíada, havia apenas 43 pistas de atletismo em escolas públicas e 265 piscinas. Ao todo, o País tem 4.190 instalações esportivas em 3.971 escolas municipais.

Nas escolas estaduais, que recebem principalmente alunos do ensino médio, há 2.017 instalações esportivas em 1.217 escolas - 60% dessas instituições estão concentradas em Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Ceará e Paraná. Rondôni…

Fome ameaça de morte 700 mil crianças na África

«A seca severa que afeta a zona este de África está a causar a falta de água e de pasto, que tem como consequência uma drástica diminuição do gado. A produção de leite e carne é muito escassa e os preços dos cereais nos mercados aumentaram consideravelmente. Esta redução geral do acesso aos alimentos, associada à falta de água, provocou um aumento dos surtos de doenças e da taxa de mortalidade», alerta a organização cristã World Vision, em comunicado. 
Segundo os responsáveis da instituição, há neste momento 25 milhões de pessoas a necessitar de «ajuda imediata» e 700 mil crianças à beira da morte, por falta de comida. Para assegurar assistência humanitária de emergência na zona seriam necessários 98 milhões de euros com urgência. 
«As crianças estão a morrer no Sudão do Sul e na Somália e muitas estão à beira da morte no Quénia e Etiópia. Não podemos esperar mais. É necessária ajuda rápida para obter alimentos e água e poder salvar vidas e reverter esta ameaça», sublinha o diretor da…

Exposição com mais de 750 obras retrata momentos históricos do Brasil

Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil Porto de Santos, obra de Benedito Calixto (1890) - Sergio Guerini/Divulgação Itaú Cultural A exposição Modos de Ver o Brasil: Itaú Cultural 30 anos, que marca as três décadas da instituição, reúne na Oca, no Parque Ibirapuera, mais de 750 obras que remetem a momentos históricos do país – desde a primeira obra adquirida por Olavo Egydio Setubal, no fim dos anos 60, às novas aquisições para a sua coleção. A abertura ocorre nesta quinta-feira (25), e a mostra segue até 13 de agosto, ocupando os mais de 10 mil metros quadrados da Oca. A exposição é o maior recorte do Acervo de Obras de Arte Itaú Unibanco exibido em conjunto até hoje. O acervo é considerado um dos maiores do mundo e o maior da América Latina. Em 1969, o empresário Olavo Egydio Setubal adquiriu a obra Povoado numa Planície Arborizada, do pintor holandês Frans Post, a primeira de um conjunto que soma atualmente cerca de 15 mil peças, reunidas no acervo mantido pelo Itaú Cultural – tod…

Dia Nacional da Adoção: Adoção de crianças devolvidas exige reconstrução de laços

Camila Maciel – Repórter da Agência Brasil Embora não seja uma situação comum, a devolução de crianças adotadas traz novas marcas de abandono a uma trajetória já impactada pela perda de vínculos afetivos fundamentaisArquivo/Marcello Casal Jr./Agência Brasil “É o tempo inteiro de reconstrução”. É assim que a psicóloga Lúcia Soares, 52 anos, mãe adotiva do casal de gêmeos Alan e Alana, 15 anos, se refere ao processo dos filhos de compreenderem a própria história e se reinventarem a partir dela. Eles foram levados para um abrigo ainda bebês após sofrerem maus-tratos. Lá ficaram até os 3 anos, quando foram adotados. Mas esse ainda não foi um recomeço para as crianças. Após dois anos com a nova família, eles foram devolvidos para adoção. Embora não seja uma situação comum, a devolução de crianças adotadas traz novas marcas de abandono a uma trajetória já impactada pela perda de vínculos afetivos fundamentais. Nesta quinta-feira (25), é lembrado o Dia Nacional da Adoção. Quando a devolução o…