Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 30, 2019

Grandes personagens da humanidade têm feitos narrados em livro de poeta e diplomata cearense

Por  Diego Barbosa ,  diego.barbosa@verdesmares.com.br   “Eternidade humana” é o 49º livro de Márcio Catunda e discorre sobre nomes como Homero, Leonardo da Vinci e Jesus Cristo Márcio Catunda e seu 49º livro: percurso poético por entre a historiografia mundial Foto: Divulgação O desejo de registrar o percurso histórico das religiões e da arte é projeto antigo do diplomata e poeta cearense  Márcio Catunda . Intuito ousado, porém possível de se concretizar a partir do olhar acurado do profissional. "Eternidade Humana", nesse movimento, é obra-síntese a iluminar os percursos traçados pelo autor na realização de sua ideia primeira. "O livro é sobre a vida de grandes personagens da História humana: os super-homens, meus ídolos. Para tanto, poetas, mártires, santos, filósofos, artistas plásticos e músicos são contemplados nesse trabalho de pesquisa e criação literária", comenta. Detalhes que ganharão maior destaque nesta terça-feira (30), às 20h, no Ideal C

Lugar das Águas: videocrônica traz narrativa sobre as cheias no Ceará

Por  Thatiany Nascimento ,  thatiany.nascimento@diariodonordeste.com.br Série de reportagens do Sistema Verdes Mares retrata os efeitos das enchentes na Região Norte do Ceará, na quadra chuvosa de 2019 Visitar a Região Norte do Ceará, em 2019, durante a quadra chuvosa, é encontrar  cidades e distritos impactados pelas cheias . A equipe do Sistema Verdes Mares, este mês, percorreu de carro, barco e a pé os municípios de Granja, Ubajara, Santana do Acaraú e Morrinhos e traz narrativas sobre áreas de moradias ameaçadas pelas águas. O trabalho conta histórias sobre o movimento das águas que, com o volume de chuvas, retornam aos lugares naturais e os efeitos na vida de quem mora no entorno de rios e açudes.   Confira o videocrônica:

Exposição Corpos Furiosos evidencia obras de artistas negras cearenses

A exposição estará aberta para visitação até o dia 9 de maio, na Materioteca do Instituto de Cultura e Arte UFC, no Campus do Pici Obra Reitegração de Leite, feita pela artista Eliana Amorim (Foto: Divulgação) A partir do questionamento de como ocupar espaços e equipamentos evidenciando a arte negra, a exposição “Corpos Furiosos” abre nesta quinta-feira, 2, na Materioteca do Instituto de Cultura e Arte (ICA) da UFC, no Campus do Pici. Com visitação gratuita, a mostra seguirá em cartaz até o dia 9 de maio. Em entrevista ao O POVO, a curadora Dhiovanna Barroso explica que “Corpos Furiosos” nasceu de um convite feito pelo Trovoa, grupo de mulheres negras e não-brancas do Rio de Janeiro. O movimento já ganhou edições em Belém, Recife e São Paulo. “Elas entraram em contato com várias meninas e comigo para visibilizar esses corpos que são apagados na história. A gente quer sair na mídia sem tá morto, queremos que a sociedade veja nosso trabalho”, manifesta. Para criar essa atmosf

Confira programação completa do 70º Salão de Abril

Mostra segue aberta ao público até o dia 30 de junho Minimuseu Firmeza(Foto: divulgação) As 30 obras selecionadas para o 70º Salão de Abril ficam expostas até junho em cinco espaços de Fortaleza, sendo seis em cada local. O evento, que começou no último sábado, 27, no Minimuseu Firmeza, também ocupará a Sem Título Arte, o Centro Cultural Casa do Barão de Camocim, o Espaço Cegás de Cultura e o Centro Cultural Banco do Nordeste de Fortaleza (CCBNB). Além desses espaços, a mostra percorre ateliês e galerias da cidade. A programação conta, ainda, com palestras e debates abertos ao público. Confira programação completa: Sem Título Arte Quando:  visitação de 2 de maio a 30 de junho. Segunda a sexta, de 14 às 19 horas Onde:  rua João Carvalho, 66, Aldeota Mais infos:  3037 0008 Centro Cultural Casa do Barão de Camocim Quando:  11 de maio a 30 de junho. Terça a sexta, de 9 às 19 horas; sábado e domingo, de 10 às 17 horas Onde:  rua General Sampaio, 1632, Centro Mais

Gamers e projetos saudosistas fazem ressurgir os cinemas de rua

Sala principal do antigo Cine Ipiranga terá foco em games, com cerca de cem computadores e a transmissão de campeonatos profissionais. Hall do Cine Ipiranga no último dia de atividade, em 2005. (Ernesto Rodrigues/Estadão Arquivo) "Nota de falecimento: Aqui jaz o Cine Ipiranga", anunciava o jornal O Estado de S. Paulo em fevereiro de 2005. O texto citava o "último suspiro" da sala de cinema e encerrava: "A esperança de reviver os anos dourados dos cinemas do centro está minguando". Catorze anos depois, a situação toma rumo distinto: o espaço tem reinauguração prevista para o segundo semestre, com o nome Arcade Omelete. Em paralelo, outros dois cinemas do centro expandido também devem reabrir, com propostas distintas: o Cine Bijou, na Praça Roosevelt, e o Cine Rex, na Bela Vista. Além de novo nome, o Ipiranga terá um perfil mais próximo da cultura pop e gamer. "Será um novo ponto de sociabilização, como eram os cinemas no passado, só que atual

Evento de comemoração dos 50 anos de Woodstock é cancelado

O festival seria realizado de 16 a 18 de agosto. A investidora afirmou que não acreditava que a produção do evento estivesse à altura da Marca Woodstock. Os produtores do evento para celebrar os 50 anos de Woodstock não comentaram a decisão da Dentsu de cancelar o festival. (Reuters) Por Jill Serjeant Los Angeles - Um evento com três dias de shows planejado para comemorar o aniversário de 50 anos do festival de Woodstock foi cancelado, disse a principal empresa investidora nesta segunda-feira. O Woodstock 50 estava programado para entre os 16 e 18 de agosto, em Watkins Glen, no estado de Nova York, com apresentações que incluíam o rapper Jay-Z, a cantora Miley Cirus e os roqueiros da banda The Killers. "Apesar do nosso tremendo investimento de tempo, esforço e comprometimento, não acreditamos que a produção do festival possa ser executada como um evento à altura do nome da Marca Woodstock, ao mesmo tempo em que se garanta a saúde e segurança dos artistas, parceiros e f

Emissão filatélica recorda 500 anos da morte de Leonardo da Vinci

O Departamento Filatélico do Vaticano comemora, com duas novas emissões, o quinto centenário da morte de Leonardo da Vinci e a criação do Núcleo dos Carabinieri de Proteção ao Patrimônio Cultural.   Alessandro Di Bussolo - Cidade do Vaticano A atenção dos colecionadores e apaixonados pela filatelia volta-se novamente ao Vaticano nestes dias. Isso, porque Departamento Filatélico da cidade do Papa fez duas novas emissões na segunda-feira, 29 de abril, para celebrar dois aniversários: o quinto centenário da morte de Leonardo da Vinci e os 50 anos de vida do Núcleo para a proteção do patrimônio cultural dos Carabinieri. Leonardo morreu na França, em 2 de maio de 1519 O primeiro aniversário é recordado em 2 de maio, data em que, em 1519, falecia em Amboise, na França, o gênio indiscutível do Renascimento italiano, nascido em Anchiano, povoado no município de Vinci, a 40 km de Florença, em 15 de abril de 1452. Homem genial e de talento universal, Leonardo encarnou em plenitud