Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 28, 2018

Livro - lançamento: Frei Hermínio Bezerra de Oliveira

O BRASIL QUE EU NÃO QUERO

Grecianny Carvalho Cordeiro* Aproveitando a campanha da TV Globo, sobre o Brasil que eu quero, permita-me falar sobre o Brasil que eu NÃO quero. O Brasil que eu NÃO quero... Possui estradas esburacadas e mal sinalizadas a dificultarem o tráfego de veículos, apesar de serem feitas por empreiteiras a cobrarem um preço absurdo, via de regra, mediante superfaturamento do orçamento e, geralmente, possui uma durabilidade que não resiste a uma chuva. Possui um sistema de saúde que funciona de forma precária, com poucos profissionais, com postos de saúde e hospitais em péssimo estado de conservação, sendo constante a interrupção de fornecimento de medicamentos e de material adequado, enquanto a fila de doentes em busca de ajuda aumenta a cada dia. Possui um sistema educacional que menospreza o professor, oferecendo-lhe um salário indigno para a relevância de sua profissão, além do que, subestima o aluno, incentivando-o a frequentar a escola em troca de uma merenda, forçando a comunidade escol…

Fundação Nobel pode voltar a adiar entrega do prêmio de Literatura

A Fundação Nobel informou nesta sexta-feira (25) que seu prêmio de Literatura 2018, cuja entrega foi adiada até 2019 devido a um escândalo sexual, poderá ser adiada novamente. Pela primeira vez em quase 70 anos, a Academia Sueca, que se encarrega de entregar a prestigiosa honraria, anunciou este mês que o prêmio Nobel de Literatura de 2018 será anunciado junto com o de 2019, devido à crise que a instituição atravessa desde novembro. O jornal sueco Dagens Nyheter publicou neste mês os depoimentos de 18 mulheres que diziam ter sido violentadas, agredidas sexualmente ou assediadas por Jean-Claude Arnault, uma influente personalidade da cena cultural sueca. A notícia causou indignação em plena campanha mundial contra os abusos sexuais. Lars Heikensten, diretor-executivo da Fundação Nobel, assegurou nesta sexta-feira que seu prêmio de Literatura será entregue "quando a Academia Sueca tiver recuperado a confiança". "Isto significa que não há uma data estabelecida em 2019", re…

Bibliotecas comunitárias buscam curar feridas após chacinas no Curió e no Barroso

A imaginação corre, pula, voa quando a gente se entrega à leitura. Duas iniciativas de biblioteca comunitária dão às comunidades do Curió e do Barroso, marcadas pela violência através de duas grandes tragédias – A Chacina do Curió, em 2015, e a Chacina das Cajazeiras, em 2018 -, a oportunidade de criar mundos possíveis através da leitura. A liberdade do livro A Livro Livre Curió. biblioteca comunitária do bairro, funciona dentro de uma esmalteria. (FOTO: Reprodução/Facebook) Na Livro Livre Curió, a democratização dos livros é o jeito de chamar e acolher quem deseja abrir a mente. A iniciativa foi de Talles Azigon, que sempre nutriu esse desejo. No aniversário, decidiu se presentear criando o espaço na própria casa. Com o apoio da amiga Anita Moura, que também foi sua aluna, a biblioteca nasceu. Ele jogou a ideia no Facebook, os amigos ajudaram na doação de livros, estantes. Na esmalteria da mãe dele, há um mês nascia a Livro Livre Curió. Há 13 trabalhando com produção de eventos liter…

Jornalista amazonense vence Miss Brasil; cearense fica em terceiro lugar

A amazonense Mayra Dias, de 26 anos, venceu o Miss Brasil 2018. O evento foi realizado na noite desse sábado, 26, no Riocentro, zona oeste do Rio de Janeiro. Com a vitória, ela quebrou o jejum de 61 anos de seu estado no concurso. As representantes da Bahia e Ceará ficaram, respectivamente, em segundo e terceiro lugar. “Me sinto muito feliz e orgulhosa. Pra mim, quebrar esse jejum é muito gratificante”, disse a amazonense em entrevista à Folha de São Paulo. Campeã do concurso, Mayra, que é formada em jornalismo, levou para casa a coroa avaliada em R$ 30 mil. Além disso, a morena ainda ganhou uma viagem de sete dias da MSC Cruzeiros para Salvador, um carro zero km, joias da marca Vivara e um contrato de R$ 100 mil com a Polishop. Amazonense vence o concurso Miss Brasil (Foto: Divulgação) Fonte: Blog O Povo

Iniciativas isoladas garantem ensino da história e cultura da África

“Quem destrói o caráter do outro, destrói o seu próprio.” É com provérbios africanos como esse que o pedagogo Marcos Reis, 43 anos, costuma abrir suas aulas diariamente. “Eu já começo a aula com uma frase do dia que mostra que temos que viver como irmãos e superar todas as desigualdades e preconceitos. E isso acontece durante todo o ano”, explicou Reis que leciona para turmas de 4º e 5º ano do ensino fundamental em uma escola da Ceilândia, periferia do Distrito Federal.
Nascido em Brasília, Marcos está em sala de aula há 23 anos e, nesse período, se tornou referência no desenvolvimento de projetos de combate ao preconceito racial e à promoção da diversidade étnica na escola. Pelo trabalho desenvolvido, Marcos foi agraciado com o Prêmio Educar para a Igualdade Racial, organizado pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (Ceert).
O professor Marcos Reis se tornou referência no desenvolvimento de projetos de combate ao preconceito racial e à promoção da diversidade é…