Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 23, 2020

Uma homenagem ao rei do terror

DarkSide lança coletânea que reúne contos de autores brasileiros que se inspiraram na obra de Stephen King Dono de um legado incomparável que reúne mais de 60 livros, venda de mais de 300 milhões de exemplares e 50 prêmios, Stephen King é responsável por inspirar grandes nomes do terror contemporâneo. Para enaltecer o autor e sua obra, a DarkSide lançou Antologia Dark (224 pp, R$ 59,90). Editada e organizada por Cesar Bravo, a coletânea traz histórias inspiradas nos grandes clássicos de King: Cemitério malditoO iluminadoA dança da morteCarrie: A estranhaA torre negra, entre outros. Esse é o primeiro volume de uma coleção que vai promover a importância do conto no universo do horror e o diálogo entre autores nacionais e grandes mestres da literatura dark. Além de Cesar Bravo, entre os autores que assinam os contos de Antologia Dark estão Cláudia Lemes, Vitor Abdala, Ferréz, Carol Chiovatto, Everaldo Rodrigues, Marco de Castro, Ilana Casoy, Fernando Toste, Alexandre Callari, Anto…

Estação das Letras completa 25 anos com evento literário

Evento acontece on-line dia 26/9, das 10h às 19h, e é voltado para autores, novos escritores e todos os interessados em escrita e leitura


A Estação das Letras, associação criada por Suzana Vargas e que busca disseminar a escrita e a leitura, comemora este ano 25 anos de atividades ininterruptas. Para celebrar, o instituto realiza neste sábado (26), às 10h, a primeira edição do Viver de Escrever, série de encontros que pretende ser anual e que terá apresentações sobre criação literária e mercado editorial para autores e novos autores.Com programação gratuita, o evento terá uma palestra de abertura com José Miguel Wisnik sobre A trilogia de Clarice Lispector e workshops dos escritores Luiz Antônio de Assis Brasil, Ítalo Moriconi, Valéria Martins, Raphael Montes, Marina Colasanti e Nuno Rau, além de Laura Grossmann e Ricardo Perez, ambos da Amazon. Serão diversas salas on-line transmitindo sete encontros com até uma hora de duração pela plataforma Zoom; os temas são romance, conto, poesia…

Na feira de Lisboa, o livro vence o vírus

Em sua coluna, Julio Silveira fala sobre sua experiência na Feira do Livro de Lisboa que aconteceu mesmo com a pandemia do novo coronavírus © Booker Em abril publiquei aqui no PN um relato de como Portugal lidava com o Covid na tentativa de animar (ou melhor, consolar) o povo do livro no Brasil. Era mais ou menos o que tentavam fazer as crianças, que desenhavam um arco-íris com a frase “vamos todos ficar bem” e punham o desenho à janela (um desses ilustrava o artigo). Porém, para ser honesto, nada naqueles dias me garantia que ficaríamos bem: livrarias fechadas (à força da lei ou por falta de dinheiro), vendas abissais, prognósticos catastróficos. O único alento, a tênue luz no fim do túnel, era a confirmação de que a Feira do Livro de Lisboa, que fora cancelada em maio, voltaria a acontecer em agosto, logo antes da Feira de Frankfurt.Frankfurt, enfim, acabou não acontecendo, mas a Feira de Lisboa foi muito bem, obrigado! Fiz lá minha reestreia como expositor (15 anos depois da minha úl…