Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 10, 2018

INCOMODADOS: FALA DE ROSA WEBER POR DIREITOS HUMANOS

Imagem
ALIADOS DE BOLSONARO SE INCOMODAM COM FALA DE ROSA WEBER POR DIREITOS HUMANOS
Valter Campanato/Agência Brasil
Aliados do presidente eleito, que foi diplomado nesta segunda-feira 10 pela presidente do TSE, Rosa Weber, reagiram negativamente ao discurso da ministra, que lembrou os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, defendeu a democracia e o respeito às minorias; para a deputada eleita Joice Hasselmann (PSL-SP), "a ministra Rosa Weber nos submeteu a uma longa aula de direitos humanos fora de tom e de propósito. Desnecessário"; Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP), também eleito deputado federal, classificou a fala como "inadequada".
https://www.brasil247.com/pt/247/brasilia/377303/Aliados-de-Bolsonaro-se-incomodam-com-fala-de-Rosa-Weber-por-direitos-humanos.htm

Marília Garcia, poeta brasileira, ganha o Prêmio Oceanos de Literatura 2018

Imagem
Por G1 A escritora brasileira Marília Garcia, ganhadora do Oceanos 2018 — Foto: Ivson Miranda/Divulgação
A poeta brasileira Marília Garcia ganhou, nesta sexta-feira (7), a edição 2018 do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa, antigo Portugal Telecom. Pela coletânea de poesias "Câmera lenta", ela leva R$ 100 mil. Pela primeira vez, o anúncio não aconteceu no Brasil. A cerimônia foi sediada em Lisboa. Em segundo lugar, ficou o português Bruno Veira Amaral, autor do romance "Hoje estarás comigo no paraíso", que recebe R$ 60 mil. Em terceiro, ficou o poeta português Luís Quintais, que recebe R$ 40 mil. Por fim, em quarto, ficou o poeta moçambicano Luís Carlos Patraquim, autor de "Deus restante", que recebe R$ 30 mil. “Esta edição do Oceanos está rica, cheia de ineditismos: pela primeira vez, anunciamos os premiados em Lisboa, temos autores do Brasil, de Portugal e de Moçambique, o que revela a importância da internacionalização do prêmio, e, de…

Padre Reginaldo Manzotti lança novo livro em visita inédita a Itapipoca

Imagem
Padre Reginaldo Manzotti estará pela primeira vez na cidade de Itapipoca (a 130 km de Fortaleza), no dia 15 de dezembro, às 18h, no Parque de Exposições da Cidade. O sacerdote que arrasta multidões lançará na ocasião seu mais novo livro, “Combate Espititual no dia a dia”. Um momento de fé e oração aguardam pelo público neste encontro inédito em Itapipoca e região. Padre Reginaldo Manzotti revela aos leitores, através de seu novo livro, os fundamentos da batalha importantes na vidas, aquela entre o bem e o mal travada em situações cotidianas que parecem as mais delicadas: em meio aos problemas do casamento, da educação dos filhos, do ambiente de trabalho, das crises financeiras e profissionais, da falta de fé e paz interior. Ao adquirir o kit que está sendo vendido nas Farmácias Bons Amigos (Itapipoca, Uruburetama, Itapajé e Tururu), Preço Menor (Amontada) e Biblioteca Municipal de Itapipoca, a pessoa ganha o convite para o encontro com padre Reginaldo Manzotti no Parque de Exposições.

Museus orgânicos são atração cultural no Cariri

Imagem
No Sul do Ceará, casas e oficinas de mestres da cultura vêm sendo transformadas em museus vivos, de portas abertas para colaboração É feito um namoro. Você olha para a pessoa amada e a história se completa se ela corresponder. Não tem como definir o que se constrói ali, até porque, com o passar do tempo, dá-se margem a uma nova interpretação, seja por quem está dentro ou por quem está fora da relação. Com essa metáfora, talvez seja possível descrever a ideia de museus orgânicos, acredita Alemberg Quindins.
A Fundação Casa Grande de Nova Olinda, criada por ele há 26 anos, a partir da restauração da primeira casa do município, foi o laboratório para isso. "A gente queria fazer um museu no qual as pessoas da cidade não se sentissem intimidadas de entrar, que fosse igual a casa delas. Isso tudo é o exercício orgânico".
Em 2014, com a inauguração do Memorial Espedito Seleiro (Museu do Ciclo do Couro), na mesma cidade, veio um novo sentimento.
"O museu não é pra contar histó…

Exposição excessiva às telas afeta cérebro das crianças, diz estudo

Imagem
Imagens mostraram uma redução prematura do córtex cerebral, que processa as informações enviadas pelos cinco sentidos ao cérebro. A redução do córtex "é considerada como um processo de envelhecimento", disse a pesquisadora, ressaltando que ainda não está claro se esse processo é prejudicial. (AFP/Arquivos)
O cérebro de crianças que passam muito tempo diante das telas de smartphones, ou jogando videogames, parece se modificar - aponta um estudo do Instituto Nacional de Saúde (NIH, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, divulgado no domingo pela rede CBS.
Em 21 centros de pesquisa nos Estados Unidos, o NIH começou a examinar os cérebros de 4.500 crianças de 9 e 10 anos para saber se o consumo intenso de videogames e o tempo que passam na Internet influencia seu desenvolvimento.
Os primeiros resultados desse estudo feito com imagens por ressonância magnética (IRM) mostram diferenças significativas no cérebro das crianças que usam smartphones, tablets e videogames mais de sete …

Papa Francisco sobre os direitos humanos: todos têm o direito de ser felizes

Imagem
10 de dezembro de 1948: Assembleia Geral da ONU adotava a Declaração Universal dos Direitos Humanos. O Vatican News repropôs algumas reflexões do Papa Francisco sobre os direitos humanos, por ocasião dos 70 anos da aprovação da sua declaração universal pela ONU. Eis o texto publicado pela agência vaticana: Há uma significativa relação entre a mensagem evangélica e o reconhecimento dos direitos humanos, lidos no espírito dos compiladores da Declaração Universal dos Direitos Humanos: são palavras do Papa Francisco no discurso ao Corpo Diplomático pronunciado no início deste ano e dedicado ao 70º aniversário deste importante documento aprovado pela Assembleia Geral da ONU em 19 de dezembro de 1948. O texto reconhece que a “dignidade inerente a todos os membros da família humana e dos seus direitos iguais e inalienáveis, constitui o fundamento da liberdade e da paz no mundo”. Novos controversos direitos impostos pelos mais fortes Hoje a realidade é bem mais complexa com relação a 70 anos…

Clarice Lispector: mais de 40 anos após morte, escritora desperta mais questões do que quando viva

Imagem
Embora tenha recebido reconhecimento ainda em vida, a obra visceral da autora, segue pautando debates acadêmicos. Seria ela uma feminista? Uma autora de olhar estrangeiro sobre o país? Talvez sim, mas ela recusaria qualquer rótulo. Por BBC Filho caçula de Clarice quer incluir dia do nascimento da escritora no calendário cultural do Brasil — Foto: Madalena Schwartz/Acervo Instituto Moreira Salles
Poderia ser a história de uma de suas protagonistas, mas este foi o seu próprio final: um dia antes de completar 57 anos, morreu Clarice Lispector, no dia 9 de dezembro de 1977, em decorrência de um câncer de ovário. Como despedida do público e da vida, a escritora publicou seu último romance, "A Hora da Estrela", dois meses antes de morte. Clarice não chegou a ver que este se tornou o mais conhecido de seus romances. "É curioso pensar que A Hora da Estrela foi a despedida de Clarice. O livro foi o seu testemunho, de vida e de morte. Ela o escreveu sabendo que sua própria estre…

Mais Visitadas

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

VIVENDO E APRENDENDO

Escritora portuguesa constrói alegoria sobre passado e presente do Brasil