Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 3, 2019

O outro lado de Mary Poppins

Ampliar foto Mary Poppins, em ilustração original de Mary Sheppard. MAIS INFORMAÇÕES Clarice Lispector, a escritora inqualificável no estilo e na forma Robert Gottlieb: “Há agora um escritor como Faulkner? Deixe-me pensar. Não, temo que não” Mary Poppins não é Julie Andrews. Dá medo. É magra, circunspecta, tem pés grandes e se acha muito mais bonita do que realmente é. Lança olhares “fulminantes”, “ferozes”, capazes de “mergulhar no mais profundo das pessoas e ver o que [estão] pensando”. Tem intenção dissimulada, mas sorri pouco e de forma enigmática; bufa e resfolega aborrecida, faz isso sem parar. Gosta de ter a última palavra: uma versão mais ou menos zombeteira de “ai, cale-se”. E é prima segunda, por parte de mãe, da cobra-real, “o ser mais sábio e terrível de todos nós”, segundo o urso pardo. Tudo isso, e todo o contrário, é a Mary Poppins que  Pamela Lyndon Travers (Maryborough, Austrália, 1899-1996) urdiu em oito livros , publicados ao longo de seis

Céticos, heróis e santos

Carlos Alberto Di Franco*, O Estado de S.Paulo Paul Johnson, do alto dos seus 90 anos, é um grande intelectual britânico. Basta pensar no seu extraordinário  Tempos Modernos , leitura obrigatória para quem estiver interessado em compreender as raízes culturais do nosso tempo. Seus textos são um convite à reflexão. Dono de uma cultura fabulosa e de uma sinceridade cortante, Johnson não sucumbe aos clichês politicamente corretos. Em sua fascinante trilogia  Os Heróis , Paul Johnson vai ao cerne da crise mundial.  “Os heróis”, diz Johnson, “inspiram, motivam (...). Eles nos ajudam a distinguir o certo do errado e a compreender os méritos morais da nossa causa.” E ao citar os heróis do Ocidente destaca, na Igreja Católica, o papa São João Paulo II. De fato, Karol Wojtyla assumiu uma Igreja Católica dilacerada pela turbulência provocada por equivocadas interpretações do Concílio Vaticano II. Curtido na contradição de sua sofrida Polônia, era um especialista na luta contra as am

Leitura e literatura: festival vem aí

Em sua quarta edição, o Festival de Leitura e Literatura (Feleli) será realizado em Bauru entre 22 de abril e 1 de maio. Até lá, prossegue com chamamento para grupos artísticos culturais. Em tempo: os interessados serão selecionados por intermédio de curadoria da Giralua Companhia de Artes. Os "Cabeças-de-Livro" foram atração na edição anterior O evento contemplado com o Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC), no Edital Festivais, com realização da Giralua e produção executiva da Arte&Efeito Produções. Tem, ainda, apoio da Secretaria Municipal de Cultura. Essa participação de grupos por chamamento é um diferencial deste ano. "Estamos neste processo de chamamento dos grupos até o dia 28 de janeiro com o objetivo de selecionar espetáculos artísticos cujas linguagens integrem literatura com teatro, intervenção cênica, intervenção literária, contação de história e performance-narração com duração mínima de 45 minutos, que irão compor a grade

Como a tecnologia está ajudando as novas gerações a resgatar uma antiga virtude

O compartilhamento está revolucionando a maneira como vivemos Eu não sei se você já percebeu, mas a maneira como viajamos, trabalhamos e vivemos está mudando de maneira muito profunda. Se você não percebeu, não se preocupe – eu não tinha percebido até que meu trabalho começou a me levar para diferentes cidades. Foi aí que eu notei: os adultos aprenderam novamente a compartilhar. Parece bobo, mas é verdade. Em vez de dirigirmos carros separados, nós dividimos um Uber. Em vez de pagarmos por quartos de hotel individuais, nós pegamos um Airbnb. Nós vendemos nossas roupas usadas, sapatos e pertences para os nossos vizinhos com bons descontos. Usamos aplicativos de vizinhança para compartilhar dicas e informações ou pedir uma xícara de açúcar. De fato, o compartilhamento está revolucionando nossa sociedade de forma tão dramática que o New York Times publicou recentemente um artigo sobre o enorme impacto que isso está causando em tudo- desde a indústria hoteleira até a economia. “A