Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 25, 2014

APELO PALACIANO

Imagem
Foi no centro da cidade Fazendo observação O poder de autoridade Descobriu a podridão Num esgoto que se produz Ver que o Palácio da Luz Declina na escuridão.
O palácio sucumbindo No escuro do abandono No esquecimento caindo Largado qual cão sem dono Fica na praça humilhado Tendo seu muro pichado Enquanto dorme seu sono.


O palácio entristecido Clama por mais atenção Para não ser esquecido Na história da nação Proclama até pra Jesus Para que a sua luz Não caia na escuridão.
Assim forças reunidas Para tudo transformar Tomarão boas medidas Para o palácio cuidar E com a força e ação Tirar da escuridão Pra novamente brilhar.
E com isso sendo feito O cenário mudaria E o palácio satisfeito Com certeza brilharia E de modo agradecido Faria mais acolhido O povo da academia.

LUCAROCAS, sábado, 22 de fevereiro de 2014, na reunião da AMLEF, no momento da "prosa e poesia".

Mais Visitadas

As dores da humanidade

Tudo começa com o caderno de caligrafia

14 etnias não têm seu idioma original preservado no Estado do Ceará

Adjetivando a vida

Intolerância: arma dos preconceituosos