Pular para o conteúdo principal

Pedra rejeitada

Padre Geovane Saraiva*
A imagem do Bom Pastor ou pedra angular, por analogia, é Jesus Cristo, compreendido aos olhos da fé, sem esquecer os olhos da razão, pedra que os pedreiros rejeitaram, que por inúmeras vezes o Livro Sagrado não deixa dúvida. Como é maravilhoso pensar na Igreja, tendo Cristo como o Bom Pastor, como pedra angular! E seus seguidores são como pedras vivas, formando o edifício espiritual, assegurando sua plenitude na filiação divina, tornando-se imagem e semelhança de Deus: “Quando Jesus se manifestar seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é” (1Jo, 3, 2).
Encantemo-nos com Jesus, o Filho de Deus, seguros de não termos outra saída, a não ser a referida pedra, rejeitada, que paradoxalmente sustenta a nossa caminhada, mantendo-nos de pé, sobretudo quando surgem fortes abalos e tempestades. O bem comum requer um coração grande, um carinho especial para com os rejeitados e empobrecidos, mas num convívio de confiança e de relação íntima e estreita com o Bom Pastor, pedra de valor superior às demais, como a principal no edifício da nossa fé.

Hoje em dia usamos pilares ou colunas para segurar as construções. Na arquitetura antiga, quando as construções eram feitas com pedras, uma pedra muito singular era talhada no tamanho e formato correto para ser utilizada, recebendo o maior peso do edifício para, assim, sustentá-lo. Ela era conhecida como pedra angular, em que, de modo seguro, ficava definida a colocação das outras pedras, alinhando toda a construção.

Somos chamados de pedras vivas e Cristo conta conosco como protagonistas indispensáveis na construção do seu edifício espiritual: a Igreja. Nela, todos são importantes, ninguém é descartável ou inútil, contrariando a lógica humana, que exclui com facilidade irmãos nessa mesma construção. Na busca do verdadeiro Deus, revelado na imagem do Bom Pastor, na escuta interior, somos atraídos pelo mesmo discernimento e conduzidos à vivência do chamado do Senhor.

A obra redentora de Jesus de Nazaré, a do Bom Pastor, é de não se cansar de ser misericordioso, em sua indizível bondade, ternura e mistério de amor, que, se fazendo homem, quis e quer eternizar a criatura humana, restaurando-a e reconciliando-a consigo. Amém!

*Padre, Jornalista, Colunista e Pároco de Santo Afonso, Parquelândia, Fortaleza-CE. Da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza geovanesaraiva@gmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/