Haicais

Paulo Eduardo Mendes*
Os verdadeiros poetas versejam na elegância das colocações literárias de alto nível. Jackson Albuquerque surge em "Mais Haicais e Cinquains" sonorizando um canto de poemas tecnicamente formados para luzir na simplicidade do seu talento. São versos simetricamente formados em estilo próprio de quem vive a literatura no clima da inspiração pura.
Livro recheado de palavras "doces, ternas, afetivas" visando transmitir as belezas sentimentais que as emoções tentam preencher nos vazios da alma em trânsito na vida. Jackson consegue a sublimidade de versos na forma belíssima de acomodá-los em "Haicais e Cinquains". Arte dos sensíveis e estudiosos da temática poética. Desabafos de cadência no sentido de cantar saudades.
"Mais Haicais e Cinquains" nos brinda com o verbo do encantamento. Singeleza de versos dentro da sistemática própria dos que se agigantam nas letras. O autor dos versos integra o elenco da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza (Amlef). O acadêmico Jackson Albuquerque tece seus versos na categoria dos inspirados que se aglutinam na espontaneidade do crescimento intelectual da simplicidade.
Versejar em haicais e cinquains revela o pendor de poetar respeitando as regras da elaboração de versos perfeitos. Livro dos bons que nos faz recordar as aulas do Colégio 7 de Setembro e o estímulo para as letras que o Jackson tão bem assimilou e caminha altaneiro no afã de declamar e repassar o que aprendeu desde as bancas escolares. A produção poética do autor bem revela o seu entusiasmo de preservar a cultura do nosso povo.
*Jornalista

Comentários

Mais Visitadas

O STF é uma vergonha

Dom Aloísio em nossos corações

Papa Francisco sobre os direitos humanos: todos têm o direito de ser felizes

Além das aparências

Aluno cearense que criou app para conservação de açude recebe Prêmio Jovem Cientista