'Histórias do Tatu'

Paulo Eduardo Mendes*
O título desta crônica lembra livro infantil. Não é. Trata-se de produção literária de Emerson Monteiro. O autor de "Histórias do Tatu" tem um precioso roteiro de reminiscências que surgiram encadeadas na formação da bela história de vida, oriunda de Lavras da Mangabeira. Emerson divisa horizontes do seu caminhar, desde menino pelas terras do sertão cearense. Sensibilidade à flor da pele para narrar atos e fatos do seu viver, "entre o mundo agrário e o urbano". Estabelece limites dicotômicos na sua rica descrição dos detalhes captados pela sua verve de escritor inato. "Histórias do Tatu" surpreendendo pelo valor agregado de estilo miscigenado de quem pisou no solo árido até aportar na cidade grande. Sentimentos universais pairam no livro relato, que não é autobiográfico por ousar o voo mais alto, capaz de divisar horizontes do "sertão de outrora". Revelações que se não podem apagar da retentiva, para perpetuar os temas regionais de tanta relevância na história de gente da gente, através do tempo. Emerson Monteiro surge com muita felicidade ao colorir o seu texto usando as cores da realidade para dizer sobre tudo o que viu e guardou, possibilitando essa "conversa com o leitor", a fim de identificar as raízes de quem sabe "cantar a sua terra". Excelente divisão de caracteres para dosar em livro o valor de vidas comuns. Feito de um escritor que soube aproveitar detalhes de rotina para transformá-los em obra editada, para ficar na memória. Sensacional livro de temas regionais despertando a vontade de viajar para conhecer as glebas que servem de palcos magistrais aos teatros da nossa existência do dia a dia.
*Jornalista

Comentários

Mais Visitadas

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

O Irmão Carlos de Foucauld

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado

MASP completa 50 anos de histórias

Cearense Mailson Furtado ganha o Prêmio Jabuti de livro do Ano