ONU pede a empresários que defendam direitos humanos


O alto comissário da ONU, Zeid Al Hussein, pediu este fim de semana aos empresários que usem a sua influência para defender os direitos humanos nos países com quem têm relações económicas. O apelo foi feito num encontro de líderes empresariais, em antecipação ao Fórum Económico Mundial, que começa esta semana, em Davos, na Suíça. 

«As empresas devem adotar uma posição clara e inequívoca dizendo que não vão tolerar qualquer ligação com abusos nas suas operações», afirmou Hussein, sublinhando que muitas empresas já estão a desenvolver ações para defender e promover os direitos humanos, como é o caso de instituições bancárias que estão a retirar fundos de projetos onde foram registados abusos ou violações. 

Para o alto comissário, «as leis e os princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos estão cada vez mais ameaçados», pelo que o Forum Económico pode ter um «papel importante a desempenhar para impedir o avanço dessa onda».


Fátima Missionária

Comentários

Mais Visitadas

Garimpeiro do conhecimento

A linguagem do amor

Cannes: Filmes de qualidade, mas sem ousadia

O saber na periferia do conhecimento

História do transporte de passageiros é contada em Centro Cultural da Fetrans