Cearense que poderia ser o homem mais velho do mundo morre aos 129 anos

O homem que poderia ser o mais velho do mundo morreu, nesta quarta-feira (21), em Bauru, interior de São Paulo, aos 129 anos.
 
A condição de homem mais velho do mundo não é admitida de forma oficial porque José Aguinaldo não fez um teste de carbono 14 para determinar sua idade com exatidão (Foto: Reprodução)
José Aguinaldo dos Santos nasceu em 1888 - ano da Abolição da Escravatura -, no município de Pedra Branca, no Ceará. Ele morava desde 1973 em um asilo na cidade do Centro-Oeste Paulista.
 
Zé Aguinaldo, como era conhecido, morreu de causas naturais. O enterro ocorreu na manhã desta quinta-feira (21), em Bauru.
 
Exame nunca realizado
 
A condição de homem mais velho do mundo não é admitida de forma oficial porque, para ter o nome inscrito no Guiness Book - o Livro dos Recordes -, José Aguinaldo precisaria ter feito um teste de carbono 14 para determinar sua idade com exatidão. O exame tem um custo elevado e por isso nunca foi feito.
 
Um juiz da Comarca de Bauru atestou a idade de Zé Aguinaldo após uma entrevista detalhada. Além disso, Aguinaldo possuía identidade e certidão de nascimento que atestavam sua idade.
 
O cearense migrou para São Paulo em busca de emprego, como tantos outros nordestinos na época. Ele trabalhou em uma fazenda de café de lacanga, localizada a 47 km de Bauru.
 
Livro dos Recordes
 
Segundo o livro dos recordes, de forma "oficial", o homem mais velho do mundo morreu no dia 11 de agosto deste ano, aos 113 anos de idade. Yisrael Kristal era um sobrevivente do Holocausto e vivia em Israel.
 
Dias após a morte de Yirsrael, um brasileiro com 133 anos, idade que também não era reconhecida oficialmente, morreu no Acre. José Coelho de Souza era um ex-seringueiro e, assim como Zé Aguinaldo, tinha documentos que apontavam seu nascimento em 10 de março de 1884 - quatro anos antes da Abolição da Escravatura no Brasil.

Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

MISTÉRIOS DE NESTOR

Autor revisa história do gênero literário em novo livro

Resgate em caverna da Tailândia pode virar filme em Hollywood

MALALA

Pessoas com deficiência ainda não têm assegurados o acesso a bens culturais