Cinema do Dragão do Mar atiça a paixão pela sétima arte em meio às férias

Primeiros dias de 2018 e um certo sentimento de reavaliação dos acontecimentos do ano passado ainda paira no ar. Para muitos, esse processo influencia na maneira como olharemos para o futuro. Decide sobre os passos dos próximos meses e alimenta as expectativas de novos ciclos. Para quem a agenda cotidiana é marcada pelo encontro com os filmes, o Cinema do Dragão se sobressai em janeiro com uma programação toda especial.
Rever e apreciar apostas que estarão nas salas de cinema do País são alguns dos destaques da "Mostra Retroexpectativa", em cartaz no Centro Cultural Dragão do Mar (CDMAC) de quarta-feira (11), até 24 de janeiro. Ao todo, 63 produções de origem nacional e internacional integram a iniciativa. Para fins de organização e até mesmo conceituação, as obras estão divididas nas faixas "Retrospectiva", "Expectativa", "Clássicos" e a de cinema brasileiro, neste ano, sob o nome "Estado de Emergência", temática-chefe da Mostra.
Após a divulgação dessa verdadeira celebração da sétima arte, os organizadores do Cinema do Dragão disponibilizaram alguns números que detalham a temporada 2017 deste equipamento.
Um dos poucos ambientes cinematográficos de Fortaleza, capaz de oferecer alternativas ao modelo e mercado dos famintos "blockbusters", o cinema conta com duas salas de exibição 4K e preços acessíveis à população, quando comparados os valores médios dos ingressos em outras praças da Capital. Em 2017, foram exibidos 220 longas-metragens de 31 países distintos. Desse montante, 62 são títulos brasileiros e 30.557 ingressos foram vendidos. Outro valor dá conta de que mais de 6.000 espectadores compareceram às sessões gratuitas que circularam no CDMAC.
Diversidade
Passada a frieza dos dados, vamos ao que interessa. A primeira percepção que recai sobre o serviço de curadoria dos longas-metragens é a de uma grade de filmes marcada pela diversidade. A tradicional "Mostra Retrospectiva/ Expectativa" do Cinema do Dragão chega rebatizada à quarta edição e revela o panorama do que rolou não só no Dragão, mas em outros cinemas espalhados pelo território cearense.
Nas palavras de divulgação da Mostra, o programador do Cinema do Dragão, Pedro Azevedo, observa que programar este projeto equivale a perceber 2017 sobre a ótica das imagens e dos filmes. A oportunidade de re-exibir estes títulos interfere na dinâmica de consumo do meio audiovisual no Ceará. O Cinema do Dragão se lança, assim como uma espécie de farol para esta manifestação artística. "Significa ampliar novas experiências, utilizar a sala de cinema como espaço de deslocamento, discussão e debate", defende, em nota, o realizador.
A faixa "Retrospectiva" traz títulos como "Blade Runner 2049", "Corra!", "O estranho que nós Amamos", "Bom comportamento", "Com amor, Van Gogh", "Fragmentado" e "Mãe!". Por sua vez, a linha "Expectativa" revela filmes que devem marcar a produção cinematográfica no ano que vem, como "Western", "Zama", "O dia depois", "Os iniciados" e "Antes que tudo desapareça".
2017 contou com mostras de diferentes matizes, abordagens e direcionamentos de audiência. Aconteceram a "Mostra de Cinema Nórdico", o "Festival Cine Ceará", "TIC na tela", a "Mostra Cinema e Resistência", o "For Rainbow", a "Mostra PERCURSOS - Cinema Universitário da UFC" e a "Mostra Cinema e Direitos Humanos", além das usualmente realizadas pelo próprio Cinema do Dragão: as duas edições da "Retrospectiva 2016/ Expectativa 2017" e a "Mostra Fronteiras e Verdades", durante a Maloca Dragão 2017.
Dois cineclubes mantiveram-se enquanto programação fixa em edições mensais, são eles: o "Cine Caolho", do Coletivo Alumbramento, e o "Cine Rebuceteio", com coordenação e curadoria de Marcelo Ikeda. A julgar pelo que passou, 2018 promete ser aquecido na memória dos apaixonados pelo cinema. Bons filmes a todos.
Saiba mais
Filmes mais assistidos no Cinema do Dragão em (2017)
1 Divinas Divas* (BRA, 2016)
2 Eu, Daniel Blake* (UK, 2016)
3 O Filme da Minha Vida (BRA, 2017)
4 De Canção em Canção* (EUA, 2017)
5 Corpo Elétrico* (BRA, 2017)
6 Como Nossos Pais (BRA, 2017)
7 T2 Trainspotting* (UK, 2017)
8 Frantz (Fra/ALE, 2017)
9 Os Pobres Diabos* (BRA, 2017)
10 Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois* (BRA, 2015)
*Obras presentes na Mostra Retroexpectativa 2017/2018

Mais informações:
Mostra Retroexpectativa 2017/2018 - Estado de Emergência, de 11 a 24 de janeiro, 14h às 22h, no Cinema do Dragão (Rua Dragão do Mar, 81, Praia de Iracema) Ingressos: R$ 14 (inteira) e às terças-feiras, o valor é promocional: R$ 10 (inteira).

Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

O saber na periferia do conhecimento

Mistério da Santíssima Trindade

Garimpeiro do conhecimento

Cannes: Filmes de qualidade, mas sem ousadia