Vício em jogos de videogame é considerado distúrbio mental pela OMS

videogame
Pela primeira vez, o vício em jogos de videogame é considerado distúrbio pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A 11ª Classificação Internacional de Doenças (CID) irá incluir a condição sob o nome de "distúrbio de games".
O documento descreve o problema como padrão de comportamento frequente ou persistente de vício em games, que leva a pessoa "a preferir os jogos a qualquer outro interesse na vida".
No Reino Unido, por exemplo, existem clínicas que tratam o problema. 
A última versão da Classificação Internacional de Doenças foi finalizada em 1992 e sua versão atualizada será publicada este ano. O documento traz códigos para as doenças, sinais ou sintomas e é usada por médicos e pesquisadores para rastrear e diagnosticar uma doença.
A CID irá sugerir que o comportamento dos viciados em game sejam observados por um período de mais de 12 meses para que o diagnóstico seja feito. 

Os sintomas são: 
1) Não ter controle de frequência, intensidade e duração com que joga videogame;
2) priorizar jogar videogame a outras atividades;
3) continuar ou aumentar ainda mais a frequência com que joga videogame, mesmo após ter tido consequências negativas desse hábito.
 
Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

Por que há tão poucas chefs mulheres?

Convém pensar

Fernando Pessoa, instigador da vanguarda portuguesa

Com muito carnaval, Olinda comemora o Dia do Frevo nesta sexta-feira

Documentário sobre papa Francisco chega a cinemas dos EUA em maio