Projeto do Instituto Brasil Solidário em Tianguá e Ubajara incentiva a leitura

O projeto do Instituto Brasil Solidário integrará representantes das escolas de todos os distritos dos municípios de Tianguá e Ubajara, possibilitando expandir a iniciativa em cada polo escolar da região
Desde julho de 2017, o Instituto Brasil Solidário, em parceria com a Echoenergia e o BNDES, vem executando ações nos municípios cearenses de Tianguá e Ubajara. Com o projeto "Ventos que transformam", estão sendo mobilizados mais de 400 educadores, alunos, coordenadores pedagógicos e técnicos das Secretarias de Educação. A partir desta terça-feira (17) até o próximo dia 26 de abril, acontece mais uma jornada intensa de formações, com seminários, palestras e oficinas práticas gratuitas para a rede pública de ensino dos dois municípios.
O presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore, explica o conceito do projeto desde sua concepção. "Em julho do ano passado fizemos as primeiras visitas aqui, ouvimos os sonhos, as vontades dos moradores, e fizemos desenhos que foram aceitos. Nós não acreditamos no modelo assistencial. Formamos multiplicadores. Temos uma fase mais intensa de oficina de trocas, reformas, construções, e depois desdobramos isso em projetos de longo prazo, que não dependem da nossa presença física", destaca.
Programação
Contando com especialistas de várias regiões do Brasil, as formações agendadas para este mês serão ministradas a partir da experiência interdisciplinar e intersetorial do Instituto. Atividades dinâmicas, interativas e criativas, envolvendo desde palestras sobre mediação de leitura e organização das bibliotecas, até montagem de árvores literárias e cantinhos de leitura nas escolas participantes integram a programação do evento.
Entre as oficinas, estão a de teatro de sombras, rádio escolar e de técnicas de patchworck (costura). Todo material decorativo para os espaços literários, como colcha de livros, almofadas, sacolas literárias e até os fantoches para o teatro, serão produzidos pelas mãos dos próprios alunos e educadores da região.
O Seminário de Leitura será realizado nesta terça (17), na Casa de Cultura, em Tianguá, seguido de mais três dias de oficinas práticas, na Escola Família Agrícola de Ensino Fundamental Antônia Suzete de Olivindo da Silva, em Valparaíso. Já no município de Ubajara, a Escola Humberto Ribeiro Lima, foi escolhida para sediar as oficinas, que acontecem entre os dias 23 e 26 de abril.
Estrutura
Além das formações, que foram divididas em duas etapas, as escolas do Assentamento em Valparaíso, estão recebendo pelo projeto melhorias estruturais, incluindo a construção de uma biblioteca toda mobiliada dentro dos conceitos de sustentabilidade. Por meio do Instituto Brasil Solidário, ela receberá ainda uma rádio completa com equipamentos de comunicação para produção dos próprios alunos no espaço da escola.
O equipamento será inaugurado na Oficina de Rádio Escolar, prevista para esta primeira semana de atividades. Além disso, contribuindo com os programas de leitura implementados, o projeto reuniu um acervo de mais de mil livros literários para serem distribuídos nas escolas que estão participando diretamente das atividades de educação.
"Nós construímos esses espaços de maneira que o poder público possa olhar para essas construções inteligentes, mas que não são caras. A iniciativa privada consegue fazer algo bom, mas o responsável é o governo. Nosso objetivo é despertar o interesse dele ao ver exemplos assim", defende Luis Salvatore.
O Instituto Brasil Solidário funciona como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), e nesse projeto específico conta com o financiamento da empresa Echoenergia e do BNDES.
De acordo com o presidente, o orçamento para a ação é de mais de 2 milhões de reais. "Começamos as atividades em março, com um seminário grande de educação ambiental. Agora vamos para a leitura, e em maio e junho damos sequência às oficinas, possivelmente com um desdobramento da área de saúde", projeta Salvatore.

Saiba mais
O Instituto Brasil Solidário (IBS) realiza ações no Estado do Ceará desde o começo dos anos 2000.
As cidades contempladas até hoje foram Tamboril, Santa Cruz do Banabuiú, Quixeramobim, Quixadá, Pacajus, Mineirolândia, Jijoca, Jericoacoara, Fortaleza, Curupira, Crateús, Caucaia, Tianguá e Ubajara.
O projeto 30 minutos pela leitura é um dos mais importantes do IBS. Com ações no Ceará, ele desperta nos participantes a vontade diária de ler, o gosto pela leitura como fonte de prazer, conhecimento, cultura e informação.

Mais informações:
Seminário de Leitura em Tianguá e Ubajara (CE) - Projeto "Ventos que transformam", do Instituto Brasil Solidário. Programação de oficinas nas escolas dos municípios entre os dias 17 e 26 de abril. Gratuito. Inscrições externas encerradas. Contato: (85) 9 9922.7266

Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

Trinta Anos de Ordenação Sacerdotal do Pe. Geovane Saraiva

Parabéns, Padre Geovane!

Exposição traz obras do cearense José Ximenes

Michelle Bachelet será a nova chefe de direitos humanos da ONU

Deus, alimento e remédio