Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

Igreja inglesa pronta para escolher primeira bispa

17/11/2014  |  domtotal.com

Por Edward Malnick

A jornada de 14 anos da Igreja da Inglaterra até a nomeação de bispas está agora centrada em algumas poucas áreas que poderão ter uma liderança feminina até o Natal.

Há nove vagas em todo o país que poderão ser preenchidas, pela primeira vez na Igreja, com uma bispa, uma vez que a mudança da legislação, promulgada nesta segunda-feira, agora permite essa possibilidade.

O painel de avaliação dos candidatos para uma das quatro vagas diocesanas anunciou que pode optar por nomear uma bispa quando se reunir no início do próximo mês para tomar a decisão final.

Os membros da diocese de Southwell-Nottingham já indicaram a sua vontade de ter um líder do sexo feminino através da apresentação de uma "declaração de necessidades" para o painel, que pela primeira vez se refere ao seu próximo bispo como "ele ou ela".

Em resposta, o painel, conhecido como Comissão de Nomeações da Coroa (CNC), indicou que já poderia ter selecionado candidatos do sexo feminino para serem entrevistados durante sua reunião de dois dias, com início no dia 2 de dezembro. Uma reunião inicial foi realizada no dia 3 de novembro a fim de elaborar uma lista mais restrita de candidatos.

Em um comunicado no site da diocese, os seis representantes do CNC da diocese de Southwell-Nottingham disseram: "Vocês provavelmente devem ter visto vários artigos recentes sobre as candidatas. Agora o Parlamento aprovou, tanto na Câmara dos Lordes quanto na Câmara dos Comuns, a medida do Sínodo Geral que permite que mulheres possam ser nomeadas para o episcopado. Foi requisitado ao Sínodo Geral, em novembro, a aprovação de um cânone que consagre a legislação como uma lei da Igreja. Isso significa que agora temos a capacidade de considerar tanto candidatos do sexo masculino quanto do sexo feminino".

Além de Southwell-Nottingham, há três outros bispados diocesanos que estão atualmente vagos e serão preenchidos no próximo ano: Gloucester, Oxford e Newcastle.

A Igreja precisa ainda nomear novos bispos sufragâneos para Dunwich, Hertford, Hull, Plymouth e Stockport. Em cada caso, o bispo diocesano escolhe o novo sufragâneo, tornando o processo mais rápido do que a nomeação de clérigos através da Comissão de Nomeações da Coroa.

O cânone que permite que as mulheres tornem-se bispas deverá ser formalmente aprovado quando o Sínodo Geral se reunir em Londres na segunda-feira. Os membros do CNC de Nottingham-Southwell indicaram que eles planejam tomar a sua decisão final no próximo mês, embora um anúncio público seja improvável até o Ano Novo, já que a escolha necessita da aprovação formal do primeiro-ministro e da rainha.

Figuras proeminentes como a decana de Salisbury, Dr. June Osborne, e Vivienne Faull, decana de York, têm sido amplamente apontadas como candidatas para os cargos de alto escalão.

Outras clérigas de destaque, como a capelã da Câmara dos Comuns, Rose Hudson-Wilkin, e a reitora da Igreja de Saint James, em Piccadilly, no centro de Londres, Lucy Winkett, também poderiam ser consideradas a receber uma mitra.

No mês passado, o arcebispo de Canterbury, Justin Welby, revelou que todos os principais partidos políticos de Westminster sinalizaram seu apoio a um plano para acelerar o processo de se ter as primeiras mulheres bispos na Câmara dos Lordes.
The Telegraph, 14-11-2014.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Filmes inspirados em livros na Amazon Prime Vídeo

Corpo do Jornalista Carlos Heitor Cony deve ser cremado na terça-feira

Goethe e o Oriente