Pular para o conteúdo principal

CONSUMISMO E INDIFERENÇA EMBRIAGAM

Padre Geovane Saraiva*
Papa Francisco, por ocasião da Missa do Galo de 2015, anunciou ao mundo uma forte e profética mensagem, pensando na sobriedade: “Numa sociedade embriagada pelo consumo, prazer, abundância, luxo, aparência e narcisismo, Jesus nos chama a um comportamento sóbrio, simples, equilibrado, linear, capaz de entender e viver o essencial”. Que a partir da reflexão do Romano Pontífice, aproveitemos deste clima favorável de Natal, que de acordo com a vontade de Deus, tem a finalidade pedagógica de encher nossos corações de esperança. Para que essa esperança não seja passageira, somos convidados a continuar diante da manjedoura, numa atitude de oração de louvor, agradecimento e súplica.

Assaz, o Santo Padre jamais quis se afastar do lado místico quanto profético, tomando para si as dores e as angústias do mundo, alhures também mandou um recado ao mundo: “Mas também, hoje, Jesus chora! Porque nós preferimos o caminho das guerras, o caminho do ódio, o caminho das inimizades. Estamos próximos ao Natal: teremos luzes, festas, árvores luminosas e presépio. Tudo falso: o mundo continua fazendo guerras. O mundo não entendeu o caminho da paz!”.

Não nos cansemos de agradecer ao bom Deus por um Papa Francisco amigo, de coração grande, bom e generoso, no seu sonho de perseguir a esperança indissolúvel, de a terra transformar-se em céu e de o céu transformar-se em terra. Na mensagem para o dia de Natal de 2014, acolhamos a mensagem do Salvador do mundo externada pela boca abençoada de Francisco: “São as pessoas humildes, cheias de esperança, na bondade de Deus, que acolhem Jesus e O reconhecem. Assim o Espírito Santo iluminou os pastores de Belém, que correram à gruta e adoraram o Menino”.

O Sumo Pontífice alimenta no íntimo do coração um mundo que seja capaz de eliminar a indiferença, vendo-a como um de males de nossos dias: “Não há espaço para a indiferença, que domina o coração de quem não consegue amar, porque tem medo de perder alguma coisa. Diante da cultura da indiferença impiedosa, nosso estilo de vida deve ser cheio de piedade, compaixão e misericórdia, que extraímos a cada dia das nossas orações”.

Com espírito alegre, renovado e agradecido, nossa pedido ao estimado leitor para rezarmos juntos, neste final de ano e início de 2016, a oração do Augusto Pontífice, Família, Lugar do Perdão:

Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita nem temos filhos perfeitos. Temos queixas uns dos outros. Decepcionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão. O perdão é vital para nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família se torna uma arena de conflitos e um reduto de mágoas. Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma nem comunhão com Deus. A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente. É por isso que a família precisa ser lugar de vida, e não de morte; território de cura, e não de adoecimento; palco de perdão, e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença. Assim seja!

*Escritor, blogueiro, colunista, vice-presidente da Previdência Sacerdotal e Pároco de Santo Afonso, Parquelândia, Fortaleza-CE –geovanesaraiva@gmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

Projeto do escritor e professor cearense Gonzaga Mota doa livros para escolas públicas da Capital e do interior

Por Diego Barbosa,  Com a ação, Gonzaga Mota já circulou por 20 instituições, ora aumentando acervos, ora criando novas mini-bibliotecas Com facilidade, a porta em que está cravada a placa "Livros de escritores cearenses" escancara-se em nova visão. Do outro lado do anteparo, o olhar mira num aconchegante espaço, onde repousam, organizadas e coloridas, obras de toda ordem. São títulos tradicionais e contemporâneos, exemplares de poesias, contos, crônicas, romances. Em comum a todos eles, o DNA nosso: possuem assinatura de cearenses. E querem ganhar mais mundos, outras trilhas. Mantido pelo escritor e professor Gonzaga Mota, o gabinete da descrição acima é recanto de possibilidades. Desde o começo deste ano, o profissional mantém um projeto de doação de livros para escolas públicas de Fortaleza e do interior, almejando estender o raio de alcance da leitura, especialmente entre crianças e jovens. A vontade de fazer com que os volumes saltem da…