Pular para o conteúdo principal

RAINHA DO CÉU, ALEGRAI-VOS!

Padre Geovane Saraiva*
Foto: Noite de Páscoa 2016
Padre Geovane Saraiva
A Regina Coeli é a oração mariana que sucede o Angelus, rezada pelos católicos por ocasião do tempo pascal, que vai do Domingo de Páscoa até a Festa de Pentecostes. Na primeira recitação da referida súplica, o Papa Francisco assim se pronunciou (28/03/2016): “Nossos corações ainda estão repletos da alegria pascal nesta segunda-feira depois da Páscoa, chamada de ‘Segunda-feira do Anjo’. A vida venceu a morte. A misericórdia e o amor venceram o pecado. Há necessidade de fé e de esperança para se abrir a este novo e maravilhoso horizonte. Deixemo-nos invadir pelas emoções que ressoam na sequência pascal: sim, estamos certos: Cristo ressuscitou verdadeiramente”.

Já no dia anterior, Domingo de Páscoa, o Santo Padre comentou para o mundo inteiro que o Filho de Deus é encarnação da misericórdia de Deus, que, por amor, morreu na cruz e, igualmente por amor, ressuscitou, asseverando: “Jesus é o Senhor! A sua ressurreição realizou plenamente a profecia do Salmo: A misericórdia de Deus é eterna, o seu amor é para sempre, não morre jamais. Podemos confiar completamente Nele e damos-lhe graças porque, por nós, Ele desceu ao fundo do abismo”.

As esplêndidas e magníficas palavras do Sumo Pontífice supramencionadas acenam, direta ou indiretamente, no sentido de os cristãos abraçarem o mistério tão excelso, em uma sólida firmeza de fé ou coragem profética, apoiando-se nas armas do amor, oriundas do Senhor ressuscitado. O nosso mundo, hoje, vive não só diante de exigências e desafios, mas, incomparavelmente, atormentado com cruzes que lhes são inerentes, e uma delas é a corrupção: “Ó Cruz de Cristo, vemos-te ainda hoje nos ladrões e corruptos que, em vez de salvaguardar o bem comum e a ética, vendem-se no miserável mercado da imoralidade”.

Daí a oração do Augusto Pontífice foi durante a Via-Sacra no Coliseu, Sexta-feira da Paixão, em um enorme clamor ou grito bem elevado, clamando aos céus no mais ardente desejo de sensibilizar todas as pessoas, fiéis, discípulas e seguidoras de Jesus de Nazaré, a vítima perfeita que se oferece e se imola. “Ó Cruz de Cristo, ensina-nos que o amanhecer do sol é mais forte do que a escuridão da noite. Ó Cruz de Cristo, ensina-nos que a aparente vitória do mal se dissipa diante do túmulo vazio e perante a certeza da ressurreição e do amor de Deus que nada pode derrotar, obscurecer ou enfraquecer”. Assim seja!
*Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência  Sacerdotal, integra a  Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza -geovanesaraiva@gmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/