Anúncios Parceiro Magalu - Erigleissonevoce

JUBILEU: CAMPANHA MUNDIAL «SEJA A MISERICÓRDIA DE DEUS» É APRESENTADA ESTA SEXTA-FEIRA

Agência Ecclesia 16 de Junho de 2016, às 12:48      
AIS, campanha «Seja a Misericórdia de Deus»
AIS, campanha «Seja a Misericórdia de Deus»
Iniciativa da Ajuda à Igreja que Sofre tem o «Alto Patrocínio» do presidente da República de Portugal

Lisboa, 16 jun 2016 (Ecclesia) – O presidência da República concedeu o seu “Alto Patrocínio” à campanha da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) ‘Seja a Misericórdia de Deus’ que vai ser apresentada esta sexta-feira às 12H00, na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o secretariado português da AIS informa que Marcelo Rebelo de Sousa não pode estar na apresentação da campanha ‘Seja a Misericórdia de Deus’, “devido a compromissos de agenda”, mas concedeu o Alto Patrocínio do Presidente da República, “ato que constitui uma prerrogativa do Chefe de Estado”.

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre assinala que o Alto Patrocínio “é um privilégio” do presidente da República como forma de “promover, incentivar e mobilizar o País e os cidadãos perante os desafios e oportunidades que se colocam no caminho de Portugal”.

A apresentação da campanha decorre esta sexta-feira em simultâneo em todos os 22 secretariados internacionais da AIS; Em Portugal, a Universidade Católica Portuguesa acolhe a iniciativa, a partir das 12h00 na Sala Brasil, numa sessão que conta com a presença do Núncio Apostólico, D. Rino Passigato, a diretora da AIS em Portugal, Catarina Martins de Bettencourt, a reitoria e a Sociedade Científica da UCP, para além de amigos, benfeitores e corpos sociais da fundação.

A “pastoral das prisões, centros de reabilitação de drogas, grupos de apoio a mulheres que sofreram violência e ajuda aos refugiados” são alguns dos exemplos de projetos que vão ser apoiados dos cerca de quatro meses da iniciativa.

A campanha ‘Seja a Misericórdia de Deus’ realiza-se entre 17 de junho a 4 de outubro, dia de São Francisco de Assis, quando a organização vai apresentar os “primeiros frutos” da campanha ao Papa.

A iniciativa responde a um desafio de Francisco que convida todas as pessoas “de boa vontade” a “realizar obras de misericórdia, juntamente com a AIS de modo a socorrer as muitas necessidades de hoje”

“Quero pedir a todos os homens e mulheres de boa vontade de todo o mundo para que se faça uma obra de misericórdia em cada cidade, em cada diocese, em cada associação”, diz Francisco na vídeo-mensagem, de “quase três minutos”, que vai ser divulgada esta sexta-feira.

“Precisamos de dar a mão, de acariciar, de cuidar uns dos outros e não fazer tantas guerras”, sublinha.

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre informa que o “primeiro benfeitor” da campanha é o Papa Francisco que confiou um donativo pessoal, a uma delegação italiana da Fundação AIS, que vai ser entregue na Clínica de São José, em Erbil, Curdistão iraquiano, que dá assistência médica gratuita a cerca de 2.800 refugiados de todas as religiões.

A campanha vai ser apresentada a nível internacional em Roma, na Sala Marconi, nos escritórios da Rádio Vaticano, numa conferência de imprensa que conta com o presidente internacional da AIS e do secretário-geral, respetivamente o cardeal Mauro Piacenza e Philipp Ozores.

Para além da apresentação da Campanha ‘Seja a Misericórdia de Deus’ vai ser lançada uma página na internet destinada “exclusivamente a promover e a divulgar” todas as iniciativas relacionadas com essa iniciativa.

O secretariado português da Fundação AIS pretende divulgar a campanha e a Mensagem do Papa Francisco em todas as dioceses portuguesas e começa por Leiria-Fátima; Este sábado vai estar pelas 15h00, na capela da Ressurreição, no Santuário de Fátima.

LFS/CB/PR

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Visite a casa onde viveu a pintora Frida Khalo; Artista nasceu há 113 anos

NOVAS ROTAS DAS IGREJAS APÓS O COVID-19?