Mais de mil migrantes resgatados no Mediterrâneo

Mais de mil migrantes foram resgatados na noite de sábado nas costas da Líbia, anunciaram as ONGs SOS Mediterrâneo e Médicos Sem Fronteiras (MSF).
Um total de 645 refugiados em botes e embarcações de madeira foram socorridos, em uma operação que durou seis horas, pelo navio Aquarius da MSF e outros barcos presentes na região, informou a SOS Mediterrâneo.
Uma mulher encontrada inconsciente em um bote foi declarada morta no Aquarius, que também é administrado pela ONG.
A MSF informou que seu novo barco de resgate em alto mar, o Prudence, resgatou 412 pessoas.
Apesar das duras condições provocadas pelo mar, as viagens de migrantes a partir da Líbia a bordo de embarcações de traficantes aumentaram nos últimos meses.
Mais de 6.000 pessoas foram resgatadas por barcos de emergência na última semana, o que eleva a mais de 22.000 o número de migrantes que chegaram à Itália em 2017.
No ano passado, as costas italianas receberam mais de 180.000 pessoas, um aumento de 18% na comparação com 2015.
(AFP)

Comentários

Mais Visitadas

As dores da humanidade

Tudo começa com o caderno de caligrafia

Missão da Unesco faz primeira visita ao Museu Nacional

Livro aborda a memória crítica da escravidão

Bancário faz sua estreia como escritor