Mestrado em Enfermagem recebe docente portuguesa

A turma de Mestrado Profissional em Tecnologia e Inovação (MPTIE) da Universidade de Fortaleza (Unifor) recebe, nesta quinta-feira, às 14h, a professora portuguesa Henriqueta Ilda Verganista Martins Fernandes, da Escola Superior de Enfermagem do Porto (ESEP). O tema escolhido para abordagem da especialista será "Classificação internacional para a prática de enfermagem (CIPE): um conhecimento na senda da tecnologia".

Henriqueta Fernandes concluiu o Doutorado em Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias em 2011. Ela é também coordenadora do Gabinete de Apoio à Mobilidade e Intercâmbio Institucional, membro do Conselho Geral da Escola Superior de Enfermagem do Porto, membro da Unidade de investigação da ESEP (Uniesep) e membro do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (Cintesis).

Durante os últimos dias, a professora Henriqueta Fernandes tem participado ainda de outras atividades no Campus da Unifor. Ontem, por exemplo, ela ministrou a palestra "A enfermagem em Portugal: do serviço nacional de saúde aos contextos e circunstâncias da profissão", dedicada a professores e estudantes do curso de graduação em Enfermagem.

Além disso, reuniu-se ainda com docentes e discentes do MPTIE e do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSC), com quem discutiu sobre "Projetos para mobilidade acadêmica ESEP/Unifor". Ela participou ainda de reuniões do Pós-Doutorado e de Bancas do Mestrado Profissional.

Mestrado

A proposta do Mestrado Profissional Tecnologia e Inovação em Enfermagem, segundo a professora Karla Rolim, coordenadora do MPTIE, nasceu da necessidade de qualificação de enfermeiros assistenciais e das próprias demandas da Universidade e do mercado do Norte e Nordeste, área carente dessa formação.

Assim, o programa de Mestrado foi planejado para contribuir com o desenvolvimento da prática transformadora em Enfermagem, em nível local e regional, de modo a aperfeiçoar a qualidade dos profissionais e dos serviços, com reflexo em todos os processos de trabalho em saúde, subsidiando a realização de pesquisas aplicadas aos diversos campos de práticas e a possibilidade de incorporação do conhecimento gerado.

Um dos objetivos do MPTIE da Unifor é capacitar enfermeiros para o exercício profissional da prática avançada no sistema de saúde no desenvolvimento de ações de enfermagem inovadoras e transformadoras nos diversos cenários do cuidar.

Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

Principal nome da literatura feita para crianças no Ceará, Horácio Dídimo, morto em 2018, pode ser homenageado em Dia Estadual da Literatura Infantil

Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo

Alagoano que dirigiu filme que teve cenas gravadas em Penedo toma posse na ABL

Herança do governo golpista