Pular para o conteúdo principal

DOIS PESOS, DUAS MEDIDAS

Grecianny Carvalho Cordeiro *

Na condição de Promotora de Justiça atuando em uma vara criminal e vez por outra na execução criminal, me peguei refletindo sobre a concessão de prisão domiciliar em favor de Adriana Ancelmo, esposa do ex-governador Sérgio Cabral.

Milhares de mulheres encontram-se presas nos cárceres brasileiros, por crimes de furto, roubo, tráfico de drogas, estelionato etc., e com certeza não seria temeridade minha afirmar que quase todas, com exceção de poucas, pouquíssimas, pertencem às classes menos favorecidas economicamente.

Para aqueles que cometem crimes contra o patrimônio (furto e roubo), o peso da lei é enorme, podendo a prisão durar meses, anos, muitas vezes um tempo de prisão provisória que vai além da pena determinada na sentença condenatória.

Para esses criminosos, as medidas cautelares – a exemplo do monitoramento eletrônico – são pouco aplicadas, e com isso as prisões incham, superlotam, abarrotam de presos que sobrevivem em condições precárias, fomentando os elementos decisivos para o caos do sistema prisional.

O tratamento costuma ser severo para os autores de crimes contra o patrimônio. Quando são pobres. Quando furtam celulares, carteiras, mochilas, carros... Fora o risco de linchamento quando são detidos por populares.

É a denominada criminalização da pobreza. 

Por outro lado, somos muito permissivos e tolerantes em relação àqueles que ocupam uma posição privilegiada na sociedade, notadamente os políticos, empresários, as pessoas mais abastadas.

Em se tratando de criminosos ricos, que furtam milhões e milhões dos cofres públicos, em uma roubalheira que transcende a indecência, a aplicação da lei - a mesma lei - é branda e a essas pessoas são concedidas medidas cautelares diversas da prisão sem o menor pudor e destemor.

A liberação infundada de Adriana Ancelmo reflete justamente essa danosa realidade.
Dois pesos duas medidas? 

Você tem dúvidas?

É triste quando não se encontra justiça na justiça.

Se enquanto membro do Ministério Público constato isso, imagine você, professor, administrador, médico, servidor público, profissional liberal, dentista, jornalista... 


*Promotora de Justiça e Escritora

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Participe da Coletânea "100 Poetas e 100 Sonetos"

O Instituto Horácio Dídimo de Arte, Cultura e Espiritualidade está selecionando 100 poetas para compor a Coletânea “100 Poetas e 100 Sonetos”. Os sonetos são de tema livre e devem ser metrificados em qualquer tamanho ou estilo, rimados ou não. 

Não haverá taxa de inscrição e nem obrigatoriedade de aquisição do livro pelos participantes, que em contrapartida cedem seus direitos autorais. 

A data e local do lançamento da coletânea serão definidos posteriormente. 

Para participar, envie o seu soneto para o email ihd@institutohoraciodidimo.org ou pelo formulário até 10/07/2019 com uma breve biografia.

Por https://institutohoraciodidimo.org/2019/06/11/coletanea-100-poetas-e-100-sonetos/

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08