Festival de Cannes 2017: veja programação e números do evento

Apresentação da programaçaõ completa do Festival de Cannes 2017: o delegado do evento, Thierry Fremaux (à esquerda) e o presidente do Festival de Cannes, Pierre Lescure, posam diante do pôster oficial, após a entrevista coletiva nesta quinta-feira (13) (Foto: Philippe Wojazer/Reuters)
A organização do 70º Festival de Cannes divulgou nesta quinta-feira (13) a sua programação completa.
A edição 2017 do evento, um dos principais do cinema internacional, vai acontecer de 17 a 28 de maio. Ao todo, 18 filmes vão disputar a Palma de Ouro.

Veja, abaixo, números do Festival de Cannes 2017:

  • 49 longas-metragens (de 29 países) foram selecionados a partir de um total de 1.930 propostos. Esses números contam contando com os trabalhos apresentados fora de competição, em sessões da meia-noite ou mostras especiais. O número de filmes inscritos em 2016 tinha sido de 1.869.
  • Dos 49 selecionados, 18 longas estão em competição pela Palma de Ouro.
  • E 16 serão exibidos na mostra paralela Un certain regard (Um certo olhar).
  • Entre os diretores que disputam a Palma de Ouro, apenas o austríaco Michael Haneke já foi premiado: por "A fita branca" (2009) e "Amour" (2012).
  • Dos 18 filmes que concorrem à Palma de Ouro, quatro são assinados por cineastas franceses, quatro por americanos, dois por coreanos, um por um húngaro, um por um britânico, um por um austríaco, um por um russo, um por um ucraniano, um por um grego, um por um alemão e um por um japonês.
  • Trêss mulheres cineastas estão disputando a Palma de Ouro, o mesmo número que no ano passado: a americana Sofia Coppola, a japonesa Naomi Kawase e a britânica Lynne Ramsay.

Veja a lista de filmes que disputal a Palma de Ouro em Cannes:

– "Loveless", de Andrey Zvyagintsev
– "Good Time", de Benny Safdie e Josh Safdie
– "You were never really Here", de Lynne Ramsay
– "L'Amant double", de François Ozon
– "Jupiter's Moon", de Kornél Mandruczo
– "A gentle creature", de Sergei Loznitsa
– "The Killing of a sacred deer", de Yorgos Lanthimos
– "Radiance", de Naomi Kawase
– "Le jour d'après", de Hong Sangsoo

Do G1

Comentários

Mais Visitadas

As dores da humanidade

Tudo começa com o caderno de caligrafia

14 etnias não têm seu idioma original preservado no Estado do Ceará

Adjetivando a vida

Intolerância: arma dos preconceituosos