Inscrições abertas para o Prêmio SP de Literatura


Até o próximo dia 20 de abril, escritores do país inteiro podem se inscrever para concorrer à premiação da 10ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura. Uma das premiações mais conceituadas do gênero literário no Brasil, o concurso é realizado pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.
Os autores podem se inscrever em duas categorias, a de "Melhor Livro do Ano" e "Melhor Livro do Ano - Autor Estreante". Esta última se divide em duas modalidades: "Autores com mais de 40 anos de idade" e "Autores com menos de 40 anos de idade".
Os interessados podem consultar o regulamento completo nos sites da premiação (premiosaopaulodeliteratura.Org.Br) e da Secretaria da Cultura de São Paulo (cultura.Sp.Gov.Br).
Para participar, o escritor deve ter publicado sua obra, em primeira edição, no ano passado, no gênero romance. Ou seja, tratam-se de obras de ficção. A premiação é individual e vai contemplar o(a) vencedor(a) com R$ 200 mil para o melhor livro de 2016, além de pagar R$ 100 mil para cada um dos autores (das modalidades de mais e de menos de 40 anos de idade).
Em 2016, o livro vencedor foi "Anatomia do Paraíso", lançado pela Editora 34, e escrito por Beatriz Bracher. Já Marcelo Maluf, inscrito com a obra "A Imensidão Íntima dos Carneiros" (Editora Reformatório), foi contemplado entre os autores estreantes maiores de 40 anos de idade. Dentre os mais jovens, Rafael Gallo levou o prêmio, com o romance "Rebentar", lançado pela Editora Record.
Escritora, editora e roteirista de cinema, Beatriz Bracher, antes de publicar "Anatomia do Paraíso", estreou na literatura com "Azul e dura" (2002, Editora 7 Letras) e ganhou projeção com a publicação do terceiro livro, em 2007, "Antonio" (Editora 34). Este levou o terceiro lugar no Prêmio Jabuti de literatura e foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura em 2008.
Em seu enredo, "Anatomia do paraíso" conta a história de um estudante de classe média que escreve uma dissertação de mestrado sobre o poema épico "Paraíso perdido" (1667), de John Milton.
A primeira edição do Prêmio São Paulo de Literatura aconteceu em 2008, criado pelo Governo do Estado de São Paulo. É o maior prêmio literário do País, em termos de valores individuais.
Nasceu para incentivar a produção literária de qualidade não só em São Paulo, apoiando novos autores e editoras independentes do País. Desde que foram abertas as primeiras inscrições, mais de 1.700 livros concorreram e 22 romances foram premiados.
Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

As dores da humanidade

Tudo começa com o caderno de caligrafia

14 etnias não têm seu idioma original preservado no Estado do Ceará

Adjetivando a vida

Intolerância: arma dos preconceituosos