MEC restringe Ciência sem Fronteiras para pós-graduação

O Ministério da Educação (MEC) decidiu restringir o Ciência sem Fronteiras (CsF) para estudantes de pós-graduação. Lançado em julho de 2011, o programa de intercâmbio que bancava estudantes em cursos no exterior se tornou uma das principais bandeiras da ex-presidente Dilma Rousseff. Segundo a avaliação do MEC, o CsF não trouxe resultados devido à deficiência em inglês dos brasileiros e à falta de diretrizes claras sobre que perfil de aluno deveria ser financiado. A informação circulou ontem a partir de postagem no blog Lauro Jardim.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) mantém editais para bolsas de pós-graduação e pós-doutorado e estágio sênior no exterior. Em 2017, informou o MEC, serão cerca de 5 mil bolsas nestas categorias.

Segundo nota divulgada ontem, 2, no site do ministério, o CsF está funcionando plenamente como programa de internacionalização para pós-graduação (mestrado, doutorado, pós-doutorado e atração de jovens cientistas). “O CsF para graduação encerrou com o último edital de 2014, no Governo Dilma. Há bolsistas remanescentes deste edital no exterior e visitantes no Brasil. O número chega a 4 mil. A atual gestão encontrou o programa com dívidas elevadas deixadas pelo governo anterior. Estudantes estavam no exterior sem recursos. A primeira e imediata providência da atual gestão foi garantir recursos financeiros para honrar os compromissos assumidos com os bolsistas no exterior, a fim de não prejudicá-los”, diz o MEC.

A nota ainda informa que, em julho de 2016, após uma avaliação criteriosa da modalidade graduação, o ministério chegou à conclusão de que era alto o custo para manter os alunos estudando fora do País: “eram 35 mil bolsistas de graduação a um custo médio no exterior de R$ 100 mil por ano, enquanto o custo anual da merenda escolar, por aluno, é de R$ 94”.

“Durante 2015, o MEC destinou R$ 3,7 bilhões para manter o Programa Ciência sem Fronteiras - o mesmo valor investido na merenda escolar de 39 milhões de alunos da Educação Básica no País. Diante desse quadro, o Ciência sem Fronteiras permaneceu com foco na pós-graduação. Atualmente, a Capes discute novas estratégias de internacionalização e apoio à excelência nas universidades”, completa o texto. (das agências)

O Povo

Comentários

Mais Visitadas

Alagoano que dirigiu filme que teve cenas gravadas em Penedo toma posse na ABL

Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo

Principal nome da literatura feita para crianças no Ceará, Horácio Dídimo, morto em 2018, pode ser homenageado em Dia Estadual da Literatura Infantil

Herança do governo golpista

Catedral de Notre-Dame, em Paris, sofre incêndio na tarde desta segunda-feira