Arranha-céus mais alto do mundo será concluído em 2019

A construção da Torre Jeddah começou há seis anos, e quando for inaugurado, sua altura vai superar os mil metros, superior à atual Burj Khalifa, também em Dubai.
Alwaleed bin Talal observa maquete da Torre Jeddah, no dia 11 de maio de 2017
Alwaleed bin Talal observa maquete da Torre Jeddah, no dia 11 de maio de 2017 (AFP)

O arranha-céus mais alto do mundo, em construção em Dubai, será concluído em 2019, um ano mais tarde que o previsto, declarou nesta quinta-feira seu incentivador, o príncipe saudita Alwaleed bin Talal.
A construção da Torre Jeddah começou há seis anos, e quando for inaugurado, sua altura vai superar os mil metros, superior à atual Burj Khalifa, também em Dubai.
"O projeto foi adiado (...), mas será inaugurado em 2019", explicou o príncipe à AFP durante uma visita às obras, às margens do Mar Vermelho.
Alwaleed preside a construtora Kingdom Holding, que lançou o projeto ambicioso, e que sofreu rapidamente os efeitos da crise dos preços do petróleo.
A queda da cotação do petróleo provocou quebras de empresas na Arábia Saudita, entre elas uma das construtoras implicadas na Torre Jeddah, o Binladin Group.
Esta companha foi fundada há mais de 80 anos pelo pai do falecido líder da Al Qaeda, Osama bin Laden.
O Binladin Group teve que demitir mais de 70.000 funcionários, um processo que se prolongou até o ano passado.
O Kingdom Holding conseguiu desbloquear a construção da Torre, que volta a avançar, explicou Alwaleed.
Em forma de espiral, a Torre Jeddah já tem 30 andares construídos.

AFP

Comentários

Mais Visitadas

Erasmo Carlos tem retratados seus dias de Jovem Guarda em 'Minha Fama de Mau'

Monteiro Lobato é tema de contação de histórias em livrarias de São Paulo

Filme 'No Portal da Eternidade' faz da loucura do artista Vincent van Gogh um caso de lucidez

Vocação de pescadores de homens

Prêmio Sesc de Literatura encerra inscrições na quinta-feira (14)