Bob Dylan enviou discurso de aceitação do Nobel e receberá premiação

Bob Dylan entregou à Academia Sueca o seu discurso de aceitação do Prêmio Nobel de Literatura e poderá receber o prêmio em dinheiro de oito milhões de coroas suecas (923.000 dólares), informou a instituição nesta segunda-feira.
“O discurso é extraordinário e, como esperado, eloquente. Agora que o discurso foi entregue, a aventura de Dylan está chegando ao fim”, escreveu em um blog Sara Danius, secretária permanente da Academia Sueca que a cada ano concede esta premiação de prestígio.

No discurso, lido pelo próprio Dylan em um arquivo de áudio disponível no site da academia, o músico fala da relação entre as suas letras e a literatura.
Também cita músicos que o inspiraram, como Buddy Holly, cuja música “mudou a minha vida”, e livros que lhe impactaram, como “Moby Dick”, “Nada de Novo no Front” ou “A Odisseia”.
Dylan é o primeiro músico a ganhar o prestigiado Nobel de Literatura.
As regras da academia determinam que para receber o prêmio em dinheiro deve entregar um discurso de aceitação.
E isso deve ser feito dentro de um período máximo de seis meses depois de 10 de dezembro, data da cerimônia de premiação que coincide com o aniversário da morte de seu fundador, Alfred Nobel.
Como Thomas Mann, Albert Camus, Samuel Beckett, Gabriel García Márquez e Doris Lessing, o cantor e compositor americano, de 75 anos, entrou no panteão dos homens e mulheres de letras que foram recompensados pela Academia Sueca desde 1901.
Após meses de suspense, Bob Dylan finalmente recebeu em 1º de abril seu Nobel de Literatura em uma reunião com a Academia Sueca.
Em uma escolha inesperada, que gerou indignação em algumas pessoas, Bob Dylan, cujo nome verdadeiro é Robert Allen Zimmerman, foi premiado em outubro por criar “novos modos de expressão poética dentro da grande tradição da música americana”, segundo o anúncio da Academia.
(AFP)

Comentários

Mais Visitadas

Alagoano que dirigiu filme que teve cenas gravadas em Penedo toma posse na ABL

Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo

Principal nome da literatura feita para crianças no Ceará, Horácio Dídimo, morto em 2018, pode ser homenageado em Dia Estadual da Literatura Infantil

Catedral de Notre-Dame, em Paris, sofre incêndio na tarde desta segunda-feira

Herança do governo golpista