Industrial Edson Queiroz é homenageado com Missa

Estiveram presentes representantes do Grupo Edson Queiroz, moradores da cidade, além de estudantes e o Coral da Escolinha Abraço Fraterno ( Foto: Kid Jr )
Um ato de fé e cheio de homenagens marcou a celebração Eucarística para o industrial Edson Queiroz, no fim da tarde de ontem, no Centro Cultural e Esportivo Sérgio Moura, localizado no Município de Cascavel, distante 62 km, de Fortaleza. A homenagem fez menção aos 35 anos do falecimento do fundador do Grupo Edson Queiroz. Estiveram presentes representantes do Grupo Edson Queiroz, moradores da cidade, além de estudantes e o Coral da Escolinha Abraço Fraterno, que emocionou o público presente com a apresentação.
Para Chico Alves, conselheiro do Grupo Edson Queiroz, a homenagem é fruto do legado deixado pelo industrial, para o Município de Cascavel. "Falar dele é muito fácil, pelo que ele fez e deixou. Era um homem de visão extraordinária e pensava no futuro. Para nós, ele é sinônimo de progresso e empreendedorismo. Toda essa dedicação à nossa cidade de Cascavel da parte dele foi uma forma de retribuir seu povo", destaca.
O engenheiro e ex-colaborador do Grupo Edson Queiroz, Odilo Moura, que atualmente é diretor da Escolinha Abraço Fraterno, também fez questão de homenagear Edson Queiroz na celebração. Segundo ele, por causa da generosidade do industrial, foi possível montar a escola, que atualmente conta com mais de mil crianças em sala de aula gratuitamente. "Ganhamos o terreno onde hoje está sediado nossa quadra poliesportiva e o prédio da escola. Temos muita gratidão por tudo que ele fez", aponta o diretor da escola.
Celebração
Já para o pároco que celebrou a Missa, Daniel Muniz, o industrial foi responsável pelo crescimento da cidade de Cascavel. "Ele deixou boas lembranças, pois era um homem íntegro e justo. Seu Edson foi um homem à frente do seu tempo. Foi um cascavelense que alavancou o desenvolvimento da cidade, trazendo a primeira empresa de grande porte. Estamos celebrando pela vida eterna também da senhora Yolanda Queiroz (in memoriam), que nos deixou recentemente. Eles merecem nossas homenagens, por tudo que fizeram pela historia de Cascavel", afirma o sacerdote.
A dona de casa Evanilda Castro fez questão de levar seus dois filhos para a homenagem. "Hoje meus filhos podem estudar em uma escola de qualidade graças à generosidade de seu Edson Queiroz. Precisamos de mais figuras humanas como ele", disse emocionada.
História
Primeiro filho homem do casal Cordélia e Genésio, Edson Queiroz nasceu em 12 de abril de 1925. Recebeu esse nome em uma homenagem dos pais ao norte-americano Thomas Edison, um dos maiores inventores da história. Em 1945, Edson Queiroz casou-se com dona Yolanda, que esteve à frente do Grupo Edson Queiroz até 2016. O industrial a considerava corresponsável por todos os empreendimentos realizados. Em 1951, ele investiu naquele que seria seu primeiro grande empreendimento, o ramo de gás engarrafado. Vendeu para o pai sua parte na sociedade Genésio Queiroz & Cia., reuniu o capital acumulado em negócios próprios e adquiriu a Ceará Gás Butano. Em março de 1971, criou a Fundação Edson Queiroz, uma entidade de direito privado sem fins lucrativos com objetivo de incentivar a educação
Antes disso, o industrial adquiriu a Rádio Verdes Mares AM (1962), e pouco tempo depois, outras empresas de comunicação se juntaram à rádio, como a TV Verdes Mares (1970); a Rádio Verdes Mares FM (1975); e o Diário do Nordeste (1981).
Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

MEU PROFESSOR: MEU SUPER-HERÓI

Morre, aos 92 anos, a escritora Zibia Gasparetto

Dentro da rotina das redes sociais, mulheres dividem as dificuldades e os pontos positivos de expor a maternidade

A Palavra Não