Pular para o conteúdo principal

Livro de jovem escritor cearense concorre ao Prêmio Jabuti de literatura


Ítalo-anderson
Ítalo Anderson é cearense (FOTO: Divulgação)
Um jovem escritor cearense, com apenas 24 anos, concorre a prêmio nacional de literatura. Morador de São Paulo, Ítalo Anderson concorre na 59ª edição do Prêmio Jabuti de literatura, pela categoria poesia.
Natural de Fortaleza, aos 19 anos, Ítalo se mudou para São Paulo. Seu primeiro livro, “Gaveta Aberta”, foi publicado no ano de 2014 através do selo carioca Futurarte de poesia contemporânea. Em 2015, teve sua primeira exposição individual “Primeiros enquadramentos”, de fotografias, sediada na S.I. Guilherme Cossoul, em Lisboa.
Agora concorre com as reflexões poéticas em “Pelo Ralo”, um livro de poesias, onde conta histórias escondidas em versos que provocam de maneira a atenção de leitores jovens e adultos.
Ítalo ganhou prêmios por seu trabalho artístico e poético, entre eles se destacam Prêmio Fernando Pessoa de Honra ao Mérito (Fundação Cultural de Curitiba | Literarte, 2016) e prêmio de destaque pela Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre/Literarte (2014).
Em 2017, passou a ser membro da “The International Association of Art, IAA / AIAP, L’Association Internationale des Arts Plastiques-UNESCO” e do Sindicato Nacional de Artistas Plásticos, além de ter recebido o título de acadêmico do Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Lisboa, em janeiro do mesmo ano.
Livro
Lançado durante a 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, publicação da editora paulistana Scortecci, “Pelo Ralo” é uma obra de amor à escrita e leitura. O autor convida o leitor a passear por sua própria essência, onde há a exploração de lembranças antigas, como amores, viagens, dúvidas e receios.
Jovem, de espírito livre e centrado, Ítalo repassa seu universo literário, artístico, como um espelho, a refletir o que pensa e sente. Para ele, o livro não tem um tema específico: “É como um passeio por diferentes lugares, sensações, histórias e momentos. Minha inspiração vem do que vivo dos lugares por onde passo, das coisas que imagino e pessoas que encontro”.

Tribuna do Ceará

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto 'O Natal em Natal'.
Considerada uma das maiores e mais bonitas do Brasil, a Árvore de Natal instalada no bairro de Mirassol encanta a natalenses e turistas. (Alex Regis/ Secom Natal)
Os moradores da capital do Rio Grande do Norte têm um motivo a mais para se alegrar e vivenciar esta época do ano. Afinal, eles celebram o “Natal em Natal”. Aliás, a capital potiguar recebeu este nome devido a data da sua fundação: 25 de dezembro de 1599. Neste mês, a cidade se reveste de enfeites e de festas culturais, através do projeto “O Natal em Natal”, promovido pela prefeitura municipal. Ao todo, segundo a prefeitura, são mais de 40 eventos que contemplam dança, música, teatro, audiovisual, artesanato, gastronomia e outras manifestações culturais.
Na zona sul da capital, foi acessa, no dia 3 de dezembro,  a tradicional “árvore de Mirassol”, com 112 metros de altura, ornamentada com enfeites nos formatos de …

POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE 2016.06.08

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

A feira de tecnologia Campus Party Brasília 2018 foi encerrada hoje (1°), após ter reunido milhares de pessoas em torno de palestras, oficinas e atividades com temas como o uso da tecnologia da computação, robótica, empreendedorismo e startups. Essa é a segunda edição do evento em Brasília, que começou no dia 27 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha. Antes prevista para acontecer de 30 de maio a 3 de junho, a feira foi adiada para esta semana por causa da greve dos caminhoneiros. De acordo com o diretor da Campus Party Brasil, Tônico Novaes, o evento contabilizou um volume de vendas de ingressos pelo menos 30% maior que a primeira edição da Campus Party em Brasília, realizada no ano passado.  Para Tônico Novaes, a edição no Distrito Federal se destacou pela elevada participação e envolvimento dos que estão no evento.  “Os campuseiros daqui são realmente engajados no conteúdo. Andando por aqui você vai ver todos os workshops e bancadas cheias e a estrutura está bem maior que a …