Meio Ambiente, patrimônio de todos

Padre Geovane Saraiva*
Eis nosso grande e maior desafio: o de proteger e conservar nosso querido Brasil, bem como todo o meio ambiente. Vemos toda uma riqueza sempre mais ameaçada pela devastação das florestas e de outros ecossistemas, nos grandes projetos, pela expansão de monoculturas da soja e da cana-de-açúcar e pelo crescimento da agroindústria ou do agronegócio, de um modo predatório. Sem esquecer a exploração desenfreada e gananciosa que o homem realiza, nas suas ações, no que diz respeito às madeireiras, mineradoras, fazendas e grandes empresas transnacionais, que existem de fato para destruir todo esse patrimônio.
Que a Semana do Meio Ambiente ajude a conscientizar as pessoas de boa vontade da importância desse mesmo meio ambiente, da maravilhosa obra da humanidade, belo prodígio divino, que devemos não só contemplar e louvar, mas pensar de verdade na criação, com uma nova mentalidade, a partir do projeto do Criador e Pai, confiado ao homem: “E Deus viu que tudo que tinha feito era muito bom” (cf. Gn 1,10).
Quando alhures dissemos em artigo que toda civilização necessita de figuras exemplares, modelos e referenciais, que mostrassem concretamente ao mundo os grandes sonhos e utopias, os valores últimos e as motivações dos seres humanos, na sua relação e ação com Deus e seus semelhantes, com a natureza ou meio ambiente, aproximava-nos de uma inspiração. Parece até que antevíamos a grande novidade ou presente que o mundo acolheu carinhosamente, com a eleição do Papa Francisco, alertando-nos: “Nunca esqueçamos que o meio ambiente é um bem coletivo, patrimônio de toda a humanidade e responsabilidade de todos”. 
Como decorrência do nosso batismo, é assaz perceber e valorizar sempre mais a “Casa Comum” como local sagrado, como a casa da vida, habitação da humanidade. Convém buscar um diálogo sincero, no sonho de um mundo fraterno e solidário, no qual as pessoas saibam cuidar da referida casa. Foi pensando em uma vida com maior encanto na face da terra, no seu sentido mais largo e mais profundo, que o nosso querido Papa Francisco nos deu de presente, aos 18 de junho de 2015, na sua Encíclica, sobre o tema acima referido, o da ecologia, do meio ambiente, querendo nos dizer que somos chamados, na esperança, a cuidar do planeta.Resultado de imagem para meio ambiente parque do cocó
Deus quer abrir a nossa mente e coração diante de gritos, dores e gemidos da terra, grande casa e mãe, A partir da assertiva do saudoso Pe. Libânio: “Rios e mares, antes gigantescos úteros de vida, que vêm sendo esterilizados pela poluição industrial, esgotos, sujeira produzida pelo ser humano. Se esquece de que a água, fonte de vida, transforma-se facilmente em uma das piores fontes de morte, ao transmitir doença. Por ela navegam germes de morte até os confins da terra”.

*Pároco de Santo Afonso, Jornalista, Vice-Presidente da Previdência Sacerdotal, integra a  Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza - geovanesaraiva@gmail.com

Comentários

Mais Visitadas

Principal nome da literatura feita para crianças no Ceará, Horácio Dídimo, morto em 2018, pode ser homenageado em Dia Estadual da Literatura Infantil

Alagoano que dirigiu filme que teve cenas gravadas em Penedo toma posse na ABL

Herança do governo golpista

Literatura e cinema ajudaram a tornar Notre-Dame conhecida no mundo