XII Festival de Inverno da Serra da Meruoca traz 20 composições de artistas de várias cidades do País

No alto da página, o cantor Fagner, uma das atrações do festival neste ano; acima, Byafra, que abre os trabalhos com show hoje à noite no evento
A cidade de Meruoca, no norte do Ceará, deve ganhar nova movimentação e trilha sonora a partir de hoje (15) e até sábado (17), com a realização da 12ª edição do Festival de Inverno da Serra da Meruoca. O evento, de caráter competitivo, reúne compositores e intérpretes de várias cidades do País para apresentarem suas canções autorais em shows ao vivo.
Trata-se do retorno do festival após dois anos sem ser realizado. Além dos concorrentes, o evento também traz show de grandes nomes da música popular brasileira. Neste ano, sobem ao palco Byafra (dia 15), Guilherme Arantes (dia 16) e Fagner (dia 17), além de atrações Dona Leda, Lágrimas da PS, Dona Zefinha, Trovador Eletrônico e Legenda Lateral, sem esquecer das feiras e oficinas. Toda a programação é gratuita.
Ao todo, foram 177 canções inscritas, oriundas de diversos estados e também de vários municípios do Ceará - um recorde na história do evento. O número demonstra a importância do Festival para o calendário cultural do Ceará e a produção musical brasileira.
"Gostaria de, em nome da coordenação do festival, agradecer e parabenizar imensamente todos os inscritos que contribuem com seus processos criativos de forma plena para a heterogeneidade e qualidade da MPB; contudo, por questões de logística, o Festival de Inverno da Serra da Meruoca seleciona apenas 20 canções para suas semifinais. Foi um trabalho muito difícil, entre tantas obras de valor", explica o coordenador Pingo de Fortaleza.
Jurados
A escolha das canções finalistas ficou a cargo de uma banca formada por nomes de referência na área: Mona Gadelha (cantora, compositora, coordenadora do Laboratório de Música do Porto Iracema das Artes desde 2014. Lançou sete CDs autorais e participou do álbum "Massafeira"); Abdoral Jamacaru (cantor e compositor natural do Crato, autor de vários LPs e CDs, entre eles "Avalon", de1986, que traz a primeira versão de "Flor do Mamulengo", de Luiz Fidelis); Caio Sílvio (compositor cearense autor de sucessos nacionais como "Noturno" (interpretada por Fagner) e "Pequenino Cão" (imortalizada na voz de Simone); Téti (intérprete cearense integrante do movimento Pessoal do Ceará e com diversos discos gravados); e Marcus Vinnie (maestro, arranjador, integrante da banda Locomotiva e da banda do cantor e compositor Fagner).
Prêmios
As músicas selecionadas para as etapas eliminatórias concorrerão às premiações de R$ 8.000 (primeiro lugar); R$ 5.000 (segundo lugar) e R$ 3.000 (terceiro lugar); além de R$ 1.500 para música de aclamação popular e R$ 1.500 para melhor intérprete. Além dos valores em dinheiro, todos os contemplados também recebem troféu.
Realizado tradicionalmente no feriado de Corpus Christ, o Festival de Inverno da Meruoca é o único inspirado nos clássicos festivais de MPB da década de 1960, com gênero competitivo e em atividade contínua no Ceará.
"Este festival é muito importante para a região. Entendemos que não só divulga a cidade de Meruoca nacionalmente mas também gera oportunidade de trabalho para a comunidade, difunde a cultura e tem toda uma dinâmica que movimenta o município no feriado de Corpus Christi.", declara o prefeito de Meruoca, Francisco Antônio Fonteles.
Para Pingo de Fortaleza, a cultura, principalmente a música cearense só tem a ganhar com o retorno do festival, pois o evento tornou-se referência e tradição nacional, por difundir a música e artistas que estão longe da grande mídia.
O evento é concebido a partir de duas eliminatórias, a primeira na quinta-feira (15), e a segunda, na sexta-feira (16), ficando a final para a última noite, no sábado (17).
Edição
A última edição do evento aconteceu em 2014, com 15 canções apresentadas, cinco a menos do que neste ano. O festival costuma movimentar não apenas a cidade da Meruoca, mas atrair público de municípios vizinhos, como Coreaú, Alcântaras, Massapê e Sobral - cidades que integram a serra. A realização é da Associação Cultural Solidariedade e Arte - Solar.
Canções

Asas do Coração
Compositor: Fernando Araújo
Intérprete: Davi Carvalho
Cantando pra Luiz
Compositor: Thim Lopes
Intérprete: Thim Lopes
Canto do mar
Compositor: Bruna Hetzel
Intérprete: Bruna Hetzel
Casa dos viajantes
Compositores: Martin Cesar /
Zebeto Corrêa
Intérprete: Zebeto Corrêa
Céu de nuvens
Compositor: Nilton Cruz
Intérprete: Marcelo Holanda
Da-me a ti
Compositores: Edu Asaf/
Zé Alexandre
Intérprete: Edu Asaf
Das cores de si
Compositores: Marisol/Tito Freitas
Intérprete: Marisol
Estradeiro
Compositor: Ramon Moreira
Intérprete: Ramon Moreira
Eu já sabia
Compositores: Luciano Maia/
Chico Pio
Intérprete: Chico Pio
Eu não preciso da sua água
Compositores: Jânio Florêncio/ Sérgio Theófilo
Intérprete: Jânio Florêncio
Forró do Luiz
Compositor: Raimundo Cassundé
Intérprete: Cumpade Barbosa
João pecado
Compositor: Fernando Lourenço
Intérprete: Frontal com Fanta
O inverno
Compositor: Roberto Flávio Almeida
Intérprete: Leandro Oliveira Barreto
O vento aracati
Compositor: Eusébio Rocha
Intérprete: Fábio Duarte
Oxumaré
Compositores: Pantico Rocha/
Marcus
Intérprete: Pantico Rocha
Porto das barcas
Compositora: Linda Pedra
Intérprete: Linda Pedra
Prece
Compositores: Joaquim Ernesto/
José Ferreira
Intérprete: Eudes Fraga
Rua deserta
Compositores: Chico Barreto/
Silvio Barreira
Intérprete: Lúcio Ricardo
Templo da razão
Compositores: Dunga Odakan/Rogério Soares/
Serrão de Castro
Intérprete: Serrão de Castro
Um novo dia todo dia
Compositor: Johnny Silva
Intérprete: Johnny Silva

Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

O Irmão Carlos de Foucauld

Há 50 anos, primeira mulher negra era eleita ao Congresso nos EUA

MASP completa 50 anos de histórias

Memorial do Holocausto lembra 80 anos da Noite dos Cristais em SP

Escreve Pe. Jocy - Dom Delgado