Artesanato cearense será exibido em Portugal

Partilhar a beleza do trabalho feito à mão além-mar, mostrando todo o potencial dos artesãos cearenses. Com esse intuito, o Ceará participa da Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde (FNA 2017), na Região Metropolitana do Porto (Portugal). O Estado representará o Brasil como País convidado da 40ª edição do evento, realizada no período de 22 de julho a 6 de agosto.
O estande "Artesanato do Ceará - Mãos que fazem história" exibirá em terras lusitanas o que há de melhor e mais original da produção artesanal cearense. A promoção é do jornal Diário do Nordeste, com realização do Governo do Ceará. A primeira-dama do Estado, Onélia Leite de Santana, confirmou presença na solenidade de abertura do evento.
A Central de Artesanato do Ceará (Ceart) assina a curadoria da exposição. Foram selecionados, por Angélica Freitas, produtos que têm prioritariamente identidade cultural, expressando valores estéticos tradicionais, com qualidade e alto padrão de técnica. Além da mostra, a Ceart levará a Vila do Conde duas artesãs cearenses, Ana Maria Silva (renda de bilros) e Maviniê Mota (areia colorida), que demonstrarão, ao vivo seus talentos.
Inspiração
O convite da Câmara Municipal de Vila do Conde e da Associação para Defesa do Artesanato e Património de Vila do Conde, promotores da FNA, surgiu após conhecerem o livro "Mãos que fazem história - a obra e a arte de artesãs cearenses" (Editora Verdes Mares, 2012), de Cristina Pioner e Germana Cabral. As jornalistas, ao lado da fotógrafa Marília Camelo, integram a equipe organizadora do estande e lançarão a obra durante o evento.
O diretor-editor do Diário do Nordeste, Ildefonso Rodrigues, reforça que manter o artesanato cearense vivo como também sedutor para novas gerações de artesãos é um dos objetivos desse trabalho de resgate, realizado, inicialmente, com a série de reportagem e o livro "Mãos que fazem história" e, agora, com o estande em uma das principais feiras do segmento na Europa.
Investimento
Participar da FNA 2017 é também muito importante para o Governo e o Programa de Desenvolvimento de Artesanato do Estado: "Representa uma retomada do mercado internacional desse importante setor cultural e econômico do Ceará", diz Amanaci Diógenes, coordenadora do Programa.
No dia da abertura, 22 de julho, estão confirmadas, além do estande de 72m², duas atrações: jantar com o chef de cozinha cearense Vicente Neto, do restaurante Cantinho do Avillez (Lisboa), e show da Banda Luso Baião, cujo repertório valoriza a música nordestina, numa promoção da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setfor). Durante 16 dias, a FNA receberá cerca de 400 mil visitantes, dentre portugueses e de outros países, que curtem o verão europeu em Vila do Conde.

Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

Físico brasileiro recebe Prêmio Templeton de 2019

Câmara homenageia mulheres que se destacaram na luta por direitos

José, servo bom e fiel

Inep cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem 2019

Primeira edição da Semana de Arte Unifor abraça diversidade de linguagens e expressões